WhatsApp Twuitter

Quinta, 15 de junho de 2017, 17h02

postada no Facebook

Janot reforça pedido de prisão de Aécio com foto de reunião


O procurador-geral da república, Rodrigo Janot, reforçou o pedido de prisão do senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG) por entender que o parlamentar continua exercendo funções políticas, contrariando decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin, que o afastou do cargo no dia 18 de maio.

Reprodução

Ao reiterar o pedido, Janot citou uma postagem no Facebook feita por Aécio no dia 30 de maio, em que o senador afastado aparece em uma foto acompanhado dos senadores Tasso Jereissati (CE), Antonio Anastasia (MG), Cássio Cunha Lima (PB) e José Serra (SP), colegas de partido. “Na pauta, votações no Congresso e a agenda política”, escreveu Aécio na legenda.

Segundo Janot, Aécio Neves faz “uso espúrio do poder político” e isso é possibilitado pelo “aspecto dinâmico de sua condição de congressista representado pelo próprio exercício do mandato em suas diversas dimensões, inclusive a da influência sobre pessoas em posição de poder”.

O procurador-geral argumenta que o senador afastado pode atrapalhar as investigações, pois tem plena liberdade de movimentação e de acesso a pessoas e instituições, “o que lhe permite manter encontros indevidos em lugares inadequados”.

O julgamento do pedido de prisão de Aécio pelo STF está marcado para a próxima terça-feira, 20. O pedido da procuradoria será analisado pela primeira Turma da Corte.

Em nota, a assessoria de Aécio Neves informou que o senador afastado tem cumprido integralmente a decisão do ministro Edson Fachin e se mantém afastado das atividades parlamentares. “Entre as cautelares determinadas não consta o impedimento de receber visitas e discutir como cidadão, e não como parlamentar, assuntos diversos”, diz o texto.



// matérias relacionadas

Sexta, 18 de agosto de 2017

15:48 - Moro manda bloquear R$ 6 mi das contas de Vaccarezza

14:34 - Prisão tem base em delações contraditórias, diz defesa de Vaccarezza

14:03 - PF acha R$ 122 mil em dinheiro na casa de Vaccarezza

08:46 - Ex-gerente da Petrobrás acusado de propinas chora a Moro por liberdade

08:18 - Ex-deputado Cândido Vaccarezza é preso em nova fase Lava Jato

Quinta, 17 de agosto de 2017

19:48 - Decisão do STF sobre impeachment de Temer sai até próxima semana

15:16 - Lula pede a Moro que suspenda interrogatório de setembro

13:55 - OAB pede ao STF que obrigue Maia analisar impeachment de Temer

08:33 - PF não vê corrupção por Valdir Raupp em um inquérito da Lava Jato

Quarta, 16 de agosto de 2017

23:30 - TRF4 mantém prisão preventiva do ex-ministro Antonio Palocci


// leia também

Quinta, 17 de agosto de 2017

23:30 - Gilmar Mendes manda soltar mais 1 empresário do setor de transportes

22:30 - Marcus Pestana será relator do projeto que altera metas fiscas

20:30 - Na CPI da Previdência, secretário da Receita propõe redução de desonerações

20:00 - Governo buscará diálogo com parlamentares para aprovar nova meta fiscal

15:13 - FHC sobre Alckmin e Doria é cedo para saber quem teria mais chances

13:30 - Presidente do Senado diz que salário terá pelo menos correção da inflação

08:29 - Sem quórum, Maia adia votação sobre a reforma política do País

Quarta, 16 de agosto de 2017

22:40 - TRF decide que juiz pode proibir celulares em audiências da Lava Jato

22:15 - Câmara torna crime hediondo porte de fuzis e outras armas de uso restrito

21:54 - Senado aprova em 1º turno PEC do Simples Municipal