WhatsApp Twuitter

Segunda, 19 de junho de 2017, 11h39

Deputados escondem votos sobre denúncia


Na iminência de receber uma denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o presidente Michel Temer, a maioria dos membros da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara omite posicionamento diante de um pedido de abertura de uma ação penal no Supremo Tribunal Federal (STF).

Dos 67 integrantes, 30 não declararam voto. Entre os oposicionistas, 16 disseram que votarão a favor da denúncia da PGR. Apenas três governistas informaram antecipadamente que votarão contra. Dezoito não foram localizados.

Em enquete feita pelo jornal O Estado de S. Paulo, o discurso oficial dos governistas foi de que é preciso aguardar a denúncia ser confirmada. ‘Não vou me manifestar agora, não conheço o teor da denúncia‘, disse Carlos Bezerra (PMDB-MT). ‘Sem saber como vem, é difícil saber‘, afirmou o líder da bancada do PP, Arthur Lira (AL).

Em meio ao cerco do governo para monitorar o comportamento da base governista na CCJ, os titulares sabem que, ao expor os votos com antecedência, podem ser substituídos na comissão. Sob reserva, alguns parlamentares admitem que querem evitar a pressão do governo e da sociedade. Outros alegam que a omissão do voto pode abrir uma frente de negociações com o governo por cargos na administração federal.

A maioria dos que evitaram responder à enquete integra partidos da base, como PP, PR, PTB, DEM, PRB e até mesmo o PMDB de Temer.
Dos favoráveis à denúncia, alguns integram a base aliada, como os tucanos Rocha (AC) e Fábio Souza (GO), e o deputado Major Olímpio (SD-SP). ‘Bandido não tem partido, não tem ideologia. Bandido é bandido‘, disse Olímpio.

Condenado pela Primeira Turma do Supremo por lavagem de dinheiro, o deputado Paulo Maluf (PP-SP) anunciou que votará contra. ‘Eu voto contra qualquer medida que impeça o governo Temer de trabalhar‘, disse. 



// matérias relacionadas

Quinta, 12 de outubro de 2017

10:55 - Em vídeo, Michel Temer diz que roga a Deus por dias melhores

07:45 - Temer enviou mais MPs proporcionalmente do que Dilma e Lula

Quarta, 11 de outubro de 2017

08:53 - Maia anuncia que não votará mais MPs enviadas pelo governo

Quinta, 05 de outubro de 2017

20:21 - Barroso autoriza depoimento de Temer em inquérito sobre decreto dos portos

12:56 - Temer afirma que houve crescimento da economia em 'prazo curtíssimo'

07:42 - Temer e ministro anunciam entrega de ambulâncias do Samu

Quarta, 04 de outubro de 2017

16:14 - Governo anuncia medidas para incentivar micro e pequena empresas

Terça, 03 de outubro de 2017

09:57 - Governo libera R$ 9,8 bilhões para gastos

Segunda, 02 de outubro de 2017

21:08 - Em vídeo, Temer comemora números recentes do emprego no país

Quinta, 28 de setembro de 2017

13:09 - Popularidade de Temer tem 3% de aprovação, diz pesquisa CNI/Ibope


// leia também

Segunda, 16 de outubro de 2017

22:06 - Aliados de Temer culpam Supremo por divulgação de vídeos

20:42 - Geddel foi o primeiro a ligar quando minha irmã foi solta, diz Funaro

17:18 - Irmãos Batista viram réus por manipulação de mercado financeiro

16:40 - Moraes é relator de mandado de segurança para que votação sobre Aécio seja aberta

14:13 - Defesa de Dilma usará delação de Funaro para pedir anulação do impeachment

14:05 - Temer envia carta 'desabafo' a parlamentares e diz ser 'vítima' de conspiração

13:38 - Militantes tucanos criam site pró-Alckmin

13:21 - Randolfe recorre ao STF para que votação seja aberta

12:15 - Doria elogia MBL, rejeita 'rótulo' de direita e defende suas viagens

10:35 - A eleição da moral e dos bons costumes