WhatsApp Twuitter

Segunda, 19 de junho de 2017, 11h39

Deputados escondem votos sobre denúncia


Na iminência de receber uma denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o presidente Michel Temer, a maioria dos membros da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara omite posicionamento diante de um pedido de abertura de uma ação penal no Supremo Tribunal Federal (STF).

Dos 67 integrantes, 30 não declararam voto. Entre os oposicionistas, 16 disseram que votarão a favor da denúncia da PGR. Apenas três governistas informaram antecipadamente que votarão contra. Dezoito não foram localizados.

Em enquete feita pelo jornal O Estado de S. Paulo, o discurso oficial dos governistas foi de que é preciso aguardar a denúncia ser confirmada. ‘Não vou me manifestar agora, não conheço o teor da denúncia‘, disse Carlos Bezerra (PMDB-MT). ‘Sem saber como vem, é difícil saber‘, afirmou o líder da bancada do PP, Arthur Lira (AL).

Em meio ao cerco do governo para monitorar o comportamento da base governista na CCJ, os titulares sabem que, ao expor os votos com antecedência, podem ser substituídos na comissão. Sob reserva, alguns parlamentares admitem que querem evitar a pressão do governo e da sociedade. Outros alegam que a omissão do voto pode abrir uma frente de negociações com o governo por cargos na administração federal.

A maioria dos que evitaram responder à enquete integra partidos da base, como PP, PR, PTB, DEM, PRB e até mesmo o PMDB de Temer.
Dos favoráveis à denúncia, alguns integram a base aliada, como os tucanos Rocha (AC) e Fábio Souza (GO), e o deputado Major Olímpio (SD-SP). ‘Bandido não tem partido, não tem ideologia. Bandido é bandido‘, disse Olímpio.

Condenado pela Primeira Turma do Supremo por lavagem de dinheiro, o deputado Paulo Maluf (PP-SP) anunciou que votará contra. ‘Eu voto contra qualquer medida que impeça o governo Temer de trabalhar‘, disse. 



// matérias relacionadas

Domingo, 20 de agosto de 2017

18:30 - Temer diz que reunião com Aécio foi para tratar da Cemig

13:39 - Programas criador por Temer podem perdoar dívidas tributárias de R$ 78 bi

08:36 - Ministros do PSDB minimizam mal-estar com Temer

Quinta, 17 de agosto de 2017

20:00 - Governo buscará diálogo com parlamentares para aprovar nova meta fiscal

Quarta, 16 de agosto de 2017

21:38 - Temer alega que reformas ajudam o Brasil a não precisar de nova Constituição

16:55 - Temer justifica nova meta fiscal em razão da queda da inflação e da arrecadação

14:22 - Decreto de Temer cassa concessão da BR-153 explorada pela Galvão Engenharia

Terça, 15 de agosto de 2017

16:10 - Por determinação de Temer anúncio da nova meta é antecipado

14:45 - Padilha diz que meta fiscal deve ficar em torno de R$ 159 bilhões

Segunda, 14 de agosto de 2017

17:35 - Temer diz que 'está muito na moda a garantia da lei e da ordem'


// leia também

Domingo, 20 de agosto de 2017

15:30 - Temer e presidente do Paraguai discutem segurança na fronteira e Mercosul

14:20 - Partido Novo sofre para atrair 'medalhões'

14:05 - Aliados de Temer minam pretensão de Meirelles por 2018

Sábado, 19 de agosto de 2017

15:39 - Doria defende que ministros do PSDB continuem no governo

12:23 - 'Crítico de ladrão deve entrar na política', diz Lula

12:06 - Após decisão de Gilmar Mendes, Barata Filho e Lélis Teixeira deixam presídio

Sexta, 18 de agosto de 2017

21:44 - PF indicia ex-governadores do DF por superfaturamento de Estádio

21:15 - Gilmar Mendes derruba decisão de juiz e manda soltar Jacob Barata

19:30 - Governador do Tocantins é alvo de operação que apura fraude em obras

18:10 - Lava Jato investiga empresas estrangeiras envolvidas em fraudes