WhatsApp Twuitter

Segunda, 19 de junho de 2017, 15h30

Lava Jato

Defesa de Andrea Neves pede que acusações não sejam julgadas pelo STF


BBC Brasil

Andrea Neves é acusada de intermediar pagamento de R$ 2 milhões feito por Joesley Batista

A defesa de Andrea Neves, irmã do senador Aécio Neves (PSDB-MG), recorreu nesta segunda-feira (19) ao STF (Supremo Tribunal Federal) para que as acusações não sejam julgadas pela Corte. Em petição enviada no início da tarde ao ministro Marco Aurélio, relator do caso, os advogados de Andrea pedem o desmembramento do processo e o envio da investigação para a primeira instância da Justiça.

Na investigação aberta no STF, a irmã do senador é acusada de intermediar o pagamento de R$ 2 milhões feito pelo empresário Joesley Batista, dono da empresa JBS. Em depoimento de delação, o empresário também afirmou que Andrea teria solicitado R$ 40 milhões para a compra de um apartamento.

A defesa argumenta que Andrea Neves não tem foro privilegiado, e, por isso, não pode ser julgada pelo Supremo. Os advogados ainda reiteraram novo pedido para que a irmã de Aécio, que está presa há um mês, em Belo Horizonte (MG), seja libertada.

Na semana passada, por 3 votos a 2, a Primeira Turma da Corte decidiu manter a prisão da irmã de Aécio. Durante o julgamento, sem contestar o mérito das acusações, a defesa de Andrea pediu a substituição da prisão por medidas cautelares. Segundo os advogados, Andrea já foi denunciada pela PGR e, por isso, não há necessidade da manutenção da prisão para garantir o andamento das investigações, conforme sustenta a procuradoria. 



// matérias relacionadas

Segunda, 16 de outubro de 2017

22:06 - Aliados de Temer culpam Supremo por divulgação de vídeos

17:18 - Irmãos Batista viram réus por manipulação de mercado financeiro

13:21 - Randolfe recorre ao STF para que votação seja aberta

Domingo, 15 de outubro de 2017

10:06 - Lava Jato altera disputas eleitorais nos Estados em 2018

09:21 - Doleiro Lúcio Funaro cita propina ao presidente da Caixa Econômica

08:41 - Defesa de Temer critica vazamento de delação de Funaro

Sexta, 13 de outubro de 2017

14:50 - Moro dá 48 horas para defesa de Lula entregar recibos originais de aluguel

12:23 - PT muda posição e deve votar pelo afastamento de Aécio Neves

11:02 - Senado articula votação secreta para decidir sobre afastamento de Aécio

Quinta, 12 de outubro de 2017

17:40 - Parlamentares estão sob suprema proteção, diz procurador da Lava Jato


// leia também

Segunda, 16 de outubro de 2017

20:42 - Geddel foi o primeiro a ligar quando minha irmã foi solta, diz Funaro

16:40 - Moraes é relator de mandado de segurança para que votação sobre Aécio seja aberta

14:13 - Defesa de Dilma usará delação de Funaro para pedir anulação do impeachment

14:05 - Temer envia carta 'desabafo' a parlamentares e diz ser 'vítima' de conspiração

13:38 - Militantes tucanos criam site pró-Alckmin

12:15 - Doria elogia MBL, rejeita 'rótulo' de direita e defende suas viagens

10:35 - A eleição da moral e dos bons costumes

09:51 - PF faz buscas no gabinete de deputado irmão de Geddel

09:48 - Morre em São Paulo o ex-deputado Ricardo Zarattini

07:45 - Congresso terá semana com foco em denúncia contra Temer e retorno de Aécio