WhatsApp Twuitter

Quinta, 12 de outubro de 2017, 17h40

decisão do STF

Parlamentares estão sob suprema proteção, diz procurador da Lava Jato


 O procurador da República Deltan Dallagnol, da Operação Lava Jato, declarou em sua página no Facebook que os políticos, agora, têm uma ‘nova proteção‘. Ele comentou o julgamento do Supremo Tribunal Federal nesta quarta-feira, 11, que decidiu, por seis votos a cinco, que medidas cautelares impostas aos deputados e senadores terão de passar pelo crivo do Legislativo.

‘Não surpreende que anos depois da Lava Jato os parlamentares continuem praticando crimes: estão sob suprema proteção‘, ironizou o procurador.

‘Parlamentares têm foro privilegiado, imunidades contra prisão e agora uma nova proteção: um escudo contra decisões do STF, dado pelo próprio STF‘, postou Deltan.

O julgamento, que se arrastou por quase 12 horas, vale também em relação a medidas determinadas contra vereadores e deputados estaduais.

O procurador ressalvou a atuação de alguns ministros, como Edson Fachin e Luís Roberto Barroso, vencidos na votação. ‘Fica o reconhecimento à minoria (no Supremo) que vem adotando posturas consistentes e coerentes contra a corrupção, especialmente M. Fachin e Barroso.‘



// matérias relacionadas

Sábado, 24 de fevereiro de 2018

14:00 - Lava Jato já bloqueou US$ 44 milhões no exterior em 2018

11:30 - Moro ordena nova perícia em sistemas da Odebrecht, na ação do sítio de Atibaia

08:44 - Sistema de propina pagou terreno do Instituto Lula, diz perícia

Sexta, 23 de fevereiro de 2018

21:30 - Resultados da Lava Jato garantem bloqueio de US$ 44 milhões no exterior

11:42 - Chef de cozinha e governanta de Cabral eram pagas com verba do Senac, diz PF

08:40 - Ligado a Cabral, presidente da Fecomércio é preso no Rio

Quinta, 22 de fevereiro de 2018

08:35 - Polícia Federal deflagra primeira fase da Lava Jato de 2018

Quarta, 21 de fevereiro de 2018

11:49 - Solto na madrugada, Wesley Batista aguarda colocação de tornozeleira eletrônica

08:20 - Wesley Batista deixa carceragem da Polícia Federal em São Paulo

Terça, 20 de fevereiro de 2018

20:12 - STJ manda soltar os irmãos e delatores Wesley e Joesley Batista


// leia também

Sábado, 24 de fevereiro de 2018

15:30 - Para aumentar bancada, PR insiste em ter Tiririca

13:30 - Arthur Virgílio foi extremamente injusto com o partido e comigo, diz Alckmin

13:00 - Candidatura de Temer é direito dele, afirma Alckmin

08:35 - Virgílio desiste e Alckmin deve ser o candidato do PSDB à Presidência

Sexta, 23 de fevereiro de 2018

19:30 - Recurso de Lula será julgado, diz presidente do TRF-4

14:03 - Toffoli diz que vai liberar processo sobre foro privilegiado até final de março

13:54 - Se for necessário, é para partir para o confronto, diz Temer, sobre intervenção

11:47 - Lula dá aval para articulação de Haddad com Ciro

11:47 - Menção a Temer supera Lula e Bolsonaro nas redes sociais

11:44 - Não sou candidato, diz Temer em entrevista