WhatsApp Twuitter

Terça, 23 de janeiro de 2018, 16h28

Procurador-geral dos EUA foi interrogado sobre interferência russa nas eleições


O procurador-geral dos Estados Unidos, Jeff Sessions, foi interrogado durante várias horas na semana passada pelo conselho especial que investiga a possível interferência da Rússia nas eleições de 2016, segundo informou o Departamento de Justiça nesta terça-feira.

Sessions se retirou da investigação no ano passado, após ser revelado que ele teve conversas com um oficial russo enquanto aconselhava o então candidato Donald Trump em 2016. Isso colocou seu vice, Rod Rosenstein, no comando do assunto. Já era esperado que o procurador-geral fosse questionado pelos investigadores em algum momento.

O conselheiro especial Robert Mueller está examinando se alguém tentou obstruir a investigação sobre a interferência russa, incluindo a demissão do ex-diretor do FBI, James Comey.

Tanto Sessions, quanto Rosenstein estiveram envolvidos na demissão de Comey. Rosenstein foi interrogado por investigadores no ano passado e permaneceu à frente do inquérito. 



// matérias relacionadas

Sábado, 17 de fevereiro de 2018

13:00 - Lavrov chama indiciamento no caso das eleições dos EUA de 'conversa fiada'

09:35 - Ministro alemão critica slogan de Trump e pede cooperação entre UE e EUA

Quinta, 15 de fevereiro de 2018

15:27 - Trump pede a senadores criação de 'sistema de imigração baseado em méritos'

Terça, 13 de fevereiro de 2018

12:00 - EUA advertem UE contra protecionismo no mercado de defesa

11:06 - Senadores preveem embate duro sobre projeto de imigração nos EUA

Segunda, 12 de fevereiro de 2018

16:32 - Washington não vai mais ser empecilho, diz Trump sobre plano de infraestrutura

Sexta, 09 de fevereiro de 2018

16:08 - Trump defende secretário afastado por acusação de agredir ex-esposas

15:06 - Trump assina Orçamento e exalta verbas militares dos EUA

Quarta, 07 de fevereiro de 2018

16:19 - Líderes no Senado dos EUA anunciam acordo de 2 anos para orçamento

Sexta, 26 de janeiro de 2018

17:12 - Em Davos, Trump promove EUA como aberto aos negócios


// leia também

Segunda, 19 de fevereiro de 2018

17:30 - Mãe de Geddel volta a se insurgir contra prisão domiciliar pedida por Raquel

16:45 - É 'difícil' Congresso aprovar reforma durante intervenção, diz líder do DEM

13:52 - Alckmin diz não haver pressa para escolha de candidato em SP

13:36 - Gilmar cobra lei de abuso de autoridade contra vazamentos de investigações

11:52 - Reunião de Temer com conselhos só tem 3 representantes da sociedade

10:33 - Parecer está pronto e é favorável, diz relatora do decreto de intervenção no Rio

08:30 - Pré-candidatos criam 'carimbo' fake news

Domingo, 18 de fevereiro de 2018

17:30 - Justiça condena secretário de Doria por improbidade em São Paulo

14:00 - Primo de Aécio é acusado de violar uso de tornozeleira

08:17 - Petistas já discutem estratégias em caso de prisão de Lula