WhatsApp Twuitter

Terça, 06 de fevereiro de 2018, 14h04

política Nacional

Barroso libera ação sobre Indulto de Natal para julgamento no plenário da corte


O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), liberou para ser julgada no plenário da Corte a ação que suspendeu parcialmente o Indulto de Natal do presidente Michel Temer. A decisão é desta segunda-feira, 5. Agora cabe à presidente do Supremo, ministra Cármen Lúcia, marcar uma data para o julgamento.

Reprodução

Barroso, que é relator da ação, decidiu manter a suspensão parcial do indulto

Foi Cármen quem impugnou, ao final do ano passado, pontos do decreto publicado pelo presidente, quando estava responsável pelos despachos da Corte durante o recesso. Na última quinta-feira, DIA 1º, no primeiro dia do Ano Judiciário de 2018, Barroso, que é relator da ação, decidiu manter a suspensão parcial do indulto. O pedido, que deu origem à suspensão de três artigos e dois incisos do decreto, foi feito pela Procuradoria-Geral da República (PGR).

‘Tendo em vista a urgência da matéria e a tensão que a suspensão do indulto gera sobre o sistema penitenciário, sobretudo para os que poderiam ser beneficiados se não fossem as inovações impugnadas, peço desde logo a inclusão do feito em pauta para referendo da cautelar e, em havendo concordância do Plenário, para julgamento do mérito‘, publicou Barroso na semana passada, quando manteve a decisão de Cármen.

Na decisão, Barroso adiantou que levará para discussão a redução do prazo mínimo de cumprimento de pena para alcançar o benefício do indulto, que foi baixado para um quinto no decreto de Temer, ‘tendo em vista que o benefício do livramento condicional, fixado por lei, exige o cumprimento de ao menos 1/3 (um terço) da pena‘. ‘Este foi o patamar utilizado na concessão do indulto desde 1988 até 2015, salvo situações especiais e as de caráter humanitário‘, afirmou o ministro. 



// matérias relacionadas

Quinta, 16 de agosto de 2018

17:00 - Mulher é condenada a 6 anos de prisão por matar homem que a assediou

08:24 - Temer veta aumento aos ministros do STF e não envia reajuste ao Congresso

Quarta, 15 de agosto de 2018

17:32 - STF decide que MP pode entrar com ação para obrigar Estado a fornecer medicamento

10:51 - Supremo rejeita denúncia contra senador Ciro Nogueira na Lava Jato

Terça, 14 de agosto de 2018

09:16 - Rosa Weber toma posse na presidência do TSE

Sexta, 10 de agosto de 2018

19:00 - Alckmin diz que reajuste do Judiciário é inadequado no momento

17:30 - Fux envia à primeira instância de SP inquérito contra Kassab

12:37 - Aumento do Judiciário ainda tem que passar pelo Congresso, afirma Temer

08:22 - Reajuste do STF terá impacto anual de R$ 243 milhões no Executivo

Quinta, 09 de agosto de 2018

16:55 - Lewandowski rebate crítica a ajuste e diz que juízes recuperam milhões


// leia também

Quinta, 16 de agosto de 2018

18:15 - Temer assina MP e diz que vai tirar Santas Casas da 'sala de emergência'

14:18 - Bolsonaro contesta registro de candidatura de Lula no TSE

13:10 - 'Faremos o que é certo', diz Barroso sobre caso Lula no TSE

12:50 - TSE registra mais de 23 mil candidatos às eleições de outubro

12:40 - Com regras rígidas e claras, começa propaganda eleitoral

08:39 - Lacerda registra candidatura ao governo e PSB pedirá impugnação

Quarta, 15 de agosto de 2018

20:00 - Lava Jato quer proibir Lula de usar cela na PF como comitê de campanha

17:30 - Mobilização pela candidatura de Lula reúne 10 mil pessoas em Brasília

17:13 - Lula declara patrimônio de R$ 7,9 milhões e Haddad, de R$ 428,4 mil

17:09 - Organizações cobram e Marina Silva assume compromisso com crianças