WhatsApp Twuitter

Quinta, 08 de março de 2018, 11h29

Maia diz que pré-candidatura não vai atrapalhar trabalhos na Câmara


O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta quinta-feira, 8, que a sua pré-candidatura ao Palácio do Planalto não vai atrapalhar o andamento dos trabalhos legislativos. ‘De segunda a quinta meu trabalho será na Câmara, vou viajar nos fins de semana, como sempre fiz‘, disse ao chegar à convenção do DEM.

Na próxima semana, Maia começa a agenda de viagens por Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. A ideia é usar as filiações de novos deputados ao DEM para se apresentar ao eleitorado neste primeiro momento. Visitas ao Maranhão e ao Piauí também estão previstas para este mês.

Ao chegar à convenção, que lançará o seu nome na disputa ao Planalto, Maia fez um discurso de candidato e disse que o País precisa investir ‘fortemente em educação‘ e ‘enfrentar a burocracia brasileira‘. ‘O Brasil gasta muito com burocracia, gasta muito com incentivos e desonerações que não atendem ao cidadão. Se esse gasto for menor, disse Maia ‘a gente vai ter dinheiro para investir em infraestrutura, que é fundamental para que as empresas possam entrar no Brasil para gerar emprego.‘

O deputado também disse que a intervenção no Rio, seu Estado natal, e a criação do Ministério da Segurança Pública foram ‘decisões acertadas‘ e mostram que é preciso ‘ter coragem‘ para realocar recursos para as áreas que são prioritárias.

‘Nós vamos construir um projeto para o futuro que fale com essa coragem, com a determinação de ter um governo que de fato governe para os brasileiros que precisem e não governem para uns poucos brasileiros. Hoje, o Brasil serve a poucos, o Brasil é um país injusto‘, finalizou. 



// matérias relacionadas

Quinta, 21 de junho de 2018

12:09 - Cautelar pedida por Lula pode suspender efeito da Ficha Limpa, afirma advogado

12:08 - PT de Minas cogita Dilma como plano B a Pimentel

11:59 - Eleição pode ser anulada caso resultado seja influenciado por fake news, diz Fux

11:19 - Cármen Lúcia critica demonização da política e excesso de siglas partidárias

Segunda, 18 de junho de 2018

16:25 - Alckmin afina alianças do PSDB com PSD em jantar na casa de Kassab

16:04 - Não seria demais falar que quase tudo está errado no Brasil, diz Bolsonaro

13:18 - Alckmin diz que apoio de Temer seria honroso, mas lembra que MDB tem candidato

10:41 - Alvaro Dias recusa apoiar candidatura de irmão no Paraná

08:22 - Na Bahia, Rui Costa enfrentará temas espinhosos na campanha

Sábado, 16 de junho de 2018

13:30 - Marco Aurélio afirma que ato ressoa como censura


// leia também

Sexta, 22 de junho de 2018

11:21 - Morre aos 91 anos o ex-governador da Bahia e ex-ministro da Defesa Waldir Pires

09:09 - Lewandowski nega sessão secreta para julgamento do pedido de liberdade de Lula

09:03 - Cármen vai arquivar investigação sobre áudio de Joesley que cita ministros

Quinta, 21 de junho de 2018

13:30 - Decisão do Supremo vai destravar delações fechadas com a polícia

13:00 - Alvo de ação da PF em SP, foi diretor da Kroll e presidente da Dersa

12:30 - PF pega R$ 100 mil em dinheiro vivo com alvo de fraudes no Rodoanel de SP

11:27 - Polícia deflagra Operação Greenwich, 52ª fase da Operação Lava Jato

10:02 - Procurador diz que autorizar PF a firmar colaboração ajuda criminosos

09:59 - PF inicia operação que investiga desvio de recursos no Rodoanel

Quarta, 20 de junho de 2018

17:00 - Discussão sobre restrição de foro é retomada na Corte Especial do STJ