WhatsApp Twuitter

Sexta, 09 de março de 2018, 16h44

Rosa arquiva inquérito contra Serra na Lava Jato


A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), extinguiu a punibilidade do senador José Serra (PSDB-SP) e decretou o arquivamento de um inquérito contra o tucano no âmbito da Operação Lava Jato. A decisão foi tomada nesta quinta-feira, 8.

Serra estava sob investigação por suposta prática de caixa 2 - falsidade ideológica eleitoral por violação ao artigo 350 do Código Eleitoral.

Rosa, acolhendo manifestação da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, reconheceu a prescrição do ilícito atribuído a Serra.

O empresário Joesley Batista, da JBS, declarou que fez doações não contabilizadas, por meio de contratos simulados com empresas que teriam sido indicadas pelo tucano, na campanha presidencial de 2010.

Em sua decisão, a ministra destacou que ‘o delito em questão possui apenamento de reclusão, se o documento é público, e reclusão até três anos, se o documento é particular‘. Rosa observou que ‘prestação de contas de campanha eleitoral possui natureza de documento público‘.

A ministra salientou que neste caso a prescrição ocorreria em 12 anos. Como o senador tem mais de 70 anos, a prescrição tem seu prazo reduzido pela metade.

‘Logo, para o delito de falsidade ideológica eleitoral, cuja pena máxima é de cinco anos, a prescrição, para o investigado, consuma-se em seis anos‘, assinalou Rosa.

‘Nos termos requeridos pela eminente Procuradora-Geral da República, declaro extinta a punibilidade quanto aos fatos relacionados à falsidade ideológica eleitoral supostamente ocorridos em 2010, nos termos do artigo 109 III, c/c artigo 115, todos do Código Penal. Como consequência, determino o arquivamento do inquérito em relação ao delito mencionado, sem prejuízo de novas investigações por fatos conexos, caso surjam novas evidências, tudo nos termos do artigo 18 do Código de Processo Penal.‘ 



// leia também

Quinta, 21 de junho de 2018

13:30 - Decisão do Supremo vai destravar delações fechadas com a polícia

13:00 - Alvo de ação da PF em SP, foi diretor da Kroll e presidente da Dersa

12:30 - PF pega R$ 100 mil em dinheiro vivo com alvo de fraudes no Rodoanel de SP

12:09 - Cautelar pedida por Lula pode suspender efeito da Ficha Limpa, afirma advogado

12:08 - PT de Minas cogita Dilma como plano B a Pimentel

11:59 - Eleição pode ser anulada caso resultado seja influenciado por fake news, diz Fux

11:27 - Polícia deflagra Operação Greenwich, 52ª fase da Operação Lava Jato

11:19 - Cármen Lúcia critica demonização da política e excesso de siglas partidárias

10:02 - Procurador diz que autorizar PF a firmar colaboração ajuda criminosos

09:59 - PF inicia operação que investiga desvio de recursos no Rodoanel