WhatsApp Twuitter

Terça, 13 de março de 2018, 13h04

política nacional

Maioria quer candidato à Presidência sem envolvimento em corrupção


A maioria dos brasileiros espera que o futuro presidente do Brasil seja honesto e não tenha se envolvido em casos de corrupção. Essas foram as prioridades apontadas pelos entrevistados pela pesquisa Retratos da Sociedade Brasileira - Perspectivas para as eleições de 2018, feita pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) em parceria com o Ibope, divulgada hoje (13).

Para 87% dos brasileiros é muito importante que o candidato à Presidência da República seja honesto e não minta na campanha. Para 84% é muito importante que nunca tenha se envolvido em casos de corrupção. A pesquisa aponta ainda que 66% preferem votar em um candidato honesto, mesmo que defenda políticas com as quais ele não concorda.

Divulgação

Para 84% é muito importante que nunca tenha se envolvido em casos de corrupção

Para 44% dos entrevistados o principal foco do novo presidente deve ser em mudança social, com melhoria da saúde, educação, segurança e desigualdade social; para 32% deve ser a moralização administrativa, com combate a corrupção e punição de corruptos; para 21%, o foco deve ser a estabilização da economia, com queda definitiva do custo de vida e do desemprego. Para 1%, nenhum desses ou outros focos; 2% não sabem ou não responderam.

Apesar da maioria não acreditar que o foco deve ser a estabilização da economia, 92% consideram importante ou muito importante que o candidato à Presidência defenda o controle dos gastos públicos.

Para 89% dos entrevistados o candidato precisa conhecer os problemas do país; para 77%, ter experiência em assuntos econômicos e, para 74%, ter boa formação educacional.

Brasileiros não acreditam em promessas

A maioria dos brasileiros não acredita em promessas de campanha: 75% discordaram totalmente ou em parte da frase "eu acredito nas promessas de campanha dos candidatos".

De acordo com a pesquisa, 44% dos brasileiros estão pessimistas em relação à eleição presidencial de 2018 e 20% estão otimistas; outros 23% não estão otimistas e nem pesimistas; e, 13% nao sabem ou não responderam.

Entre os que estão pessimistas, para 30% deles, o principal motivo é a corrupção, seguido pela falta de confiança nos governantes e candidatos (19%) e pela falta de opção entre os pré-candidatos (16%).

Já os que estão otimistas esperam mudança (32%), têm esperança no voto e na participação popular (19%) ou têm um sentimento de melhorias em geral (11%).

Deus e família

De acordo com pesquisa, praticamente oito em cada dez brasileiros (79%) concordam totalmente ou em parte que é importante que o candidato a presidente acredite em Deus. Para 29% dos entrevistado, é muito importante que o candidato seja da mesma religião que elas.

Mais da metade (52%) dos brasileiros concorda que prefere candidatos de família pobre. Para 8% é indiferente e 38% discordam em parte ou totalmente. Para 62% dos entrevistados é necessário que o candidato tenha uma família bem estruturada. A característica é a oitava mais valorizada entre as 11 que foram consideradas.

Experiência anterior

Entre os entrevistados, 47% concordam totalmente que é importante que o futuro presidente tenha experiência anterior como prefeito ou governador, 25% concorda em parte, 13% discorda totalmente, 11% discorda em parte, 1% é indiferente e 2% não sabem ou não responderam.

Uma parte dos entrevistados (48%) disse não ter preferência partidária. Entre aqueles que têm preferência ou simpatia por partidos, 19% disseram que preferem o PT. Em seguida, entre os preferidos, estão MDB (7%), PSDB (6%); Psol, DEM, PC do B, PDT, PR, PPS, PSB, PSC, PSD, PTB, PV e Novo, com 1% cada.

A pesquisa foi feita com 2 mil pessoas em 127 municípios entre os dias 7 e 10 de dezembro de 2017. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.



// matérias relacionadas

Terça, 22 de maio de 2018

10:11 - TSE deve discutir hoje cota do fundo eleitoral para mulheres

Segunda, 21 de maio de 2018

19:27 - Alckmin fará giro pelos Estados e prepara lançamento de plano de segurança

14:00 - Ciro descarta aliança com PSDB, mas admite diálogo depois da eleição

09:02 - Pesquisa - 81% da população prefere votar em candidato sem mandato

Sábado, 19 de maio de 2018

17:00 - Tucano tem boa relação com MG, afirma Anastasia

16:00 - Cenário local atrapalha negociação de três partidos

13:00 - Álvaro Dias e Amoedo largam na frente arrecadação por vaquinha virtual

Sexta, 18 de maio de 2018

16:44 - Presidenciável Alvaro Dias defende uso de armas por fazendeiros

Quinta, 17 de maio de 2018

11:59 - Alckmin anuncia equipe econômica com criadores do Plano Real

Quarta, 16 de maio de 2018

09:08 - Pré-candidatos usam vaquinha virtual para financiar campanha


// leia também

Quarta, 23 de maio de 2018

18:00 - Gilmar solta ex-secretário de Obras do Rio e operador financeiro de Cabral

16:14 - Ministro do STJ nega habeas corpus de ex-governador Eduardo Azeredo

16:07 - Bolsonaro é vaiado duas vezes em sabatina na Marcha em Defesa dos Municípios

14:24 - Ex-governador Eduardo Azeredo se entrega à polícia

13:54 - Rodrigo Maia diz que TSE extrapolou ao 'legislar' sobre Fundo Eleitoral

10:41 - Fachin autoriza comissão de deputados a visitar Lula na prisão

Terça, 22 de maio de 2018

21:00 - No Senado, relator adia votação de texto sobre proteção de dados

19:00 - Marina diz buscar aliança com partidos que a apoiaram em 2014

17:27 - Fachin vota por condenação de Meurer por corrupção passiva e lavagem de dinheiro

16:47 - Paulo Maluf é novamente condenado pela Primeira Turma do STF