WhatsApp Twuitter

Sábado, 05 de maio de 2018, 15h30

O séquito de Bolsonaro já tem um príncipe


O séquito bolsonarista já conta com uma figura ‘real‘: Luiz Philippe de Orleans e Bragança, de 49 anos, é pré-candidato a deputado federal pelo PSL - partido que também irá lançar Jair Bolsonaro à Presidência da República. Além da candidatura, Philippe está cotado para presidir a Fundação do partido, que, por sugestão do próprio, deve se chamar José Bonifácio, figura histórica conhecida como o Patriarca da Independência.

Philippe é filho do príncipe D. Eudes de Orleans e Bragança e neto do chefe da Casa Imperial do Brasil, Luís Gastão de Orleans e Bragança. Cientista político e administrador de empresas, ele também foi o criador do Movimento Liberal Acorda Brasil - que esteve ao lado de MBL (Movimento Brasil Livre), Vem Pra Rua, Revoltados Online e outros grupos em manifestações pelo impeachment da então presidente Dilma Rousseff.

Há poucos meses, Philippe ainda era filiado ao partido Novo, mas se disse atraído pelo convite e discurso mais firme do PSL. ‘Não é um problema. Eu não pulei da direita para a esquerda. Eu passei da direita para a direita‘, disse.

Segundo o descendente da família real brasileira, o primeiro encontro com Bolsonaro aconteceu há dois anos, no gabinete do deputado em Brasília. Na ocasião, eles conversaram sobre a ideias que seriam apresentadas em seu livro Por que o Brasil É Um País Atrasado?, lançado em 2017.

A tese central da obra de Philippe é a ideia de que o povo brasileiro não é soberano porque não possui mecanismos para limitar as ações do governo e da burocracia estatal. Entre os temas que teriam interessado Bolsonaro, e que estão no livro, está a descentralização do poder federal e a possibilidade de fortalecer os municípios.

Agora, no PSL, Philippe tem sido um interlocutor mais frequente do deputado. Anteontem, ele esteve ao lado do presidenciável em São Paulo, durante o evento em que o general Luiz Eduardo Ramos Baptista Pereira assumiu o Comando Militar do Sudeste, em substituição ao general João Camilo Pires de Campos - procurado pela reportagem, Bolsonaro não se manifestou sobre o a candidatura de Philippe.

O candidato a deputado se define como um liberal na economia, conservador nos costumes e, claro, um monarquista. ‘Monarquia não é um modelo de governo, mas uma organização de Estado‘, diz. Para ele, o modelo baseado nos três poderes (Executivo, Legislativo e Judiciário) está fadado ao fracasso. ‘Defendo a monarquia como um poder cívico. Não se trata de um poder absolutista‘, disse.

O herdeiro da família real ressalta que não defende a monarquia por interesses próprios. ‘Eu nunca seria rei ou imperador do Brasil. Meu pai abdicou desse direito antes mesmo de eu nascer‘, disse. Em termos de realpolitik, Philippe defende o modelo de monarquia parlamentarista - que, segundo ele, deve ser atingida por meio de um referendo popular. ‘Mas o primeiro passo é o parlamentarismo‘, afirmou.  



// matérias relacionadas

Quinta, 16 de agosto de 2018

11:49 - Mais de 300 jornais norte-americanos se unem contra Trump

Segunda, 13 de agosto de 2018

12:30 - Pela primeira vez, secretário da Defesa dos EUA visita o Brasil

Sábado, 11 de agosto de 2018

10:14 - Nasa adia lançamento de missão para 'tocar' o Sol com nave hiper-resistente

Sexta, 03 de agosto de 2018

10:16 - Ivanka Trump quebra silêncio sobre separação de famílias: 'Ponto baixo'

Terça, 31 de julho de 2018

10:13 - Bruno Soares é o único brasileiro a avançar nas duplas de Wimbledon

09:43 - Imigrantes dizem ter sido separados novamente dos filhos nos EUA

Quinta, 26 de julho de 2018

11:10 - Trump se prepara para derrota republicana nas eleições parlamentares

08:28 - Agência espacial descobre lago com água líquida em Marte pela primeira vez

Segunda, 23 de julho de 2018

11:47 - Donald Trump responde presidente do Irã: 'Nunca mais ameace os EUA'

Domingo, 22 de julho de 2018

08:41 - Mulher morre após jovem fazer reféns em supermercado de Los Angeles


// leia também

Sábado, 18 de agosto de 2018

14:30 - Vice de Alckmin elogia Marina em debate e sugere tom coloquial a tucano

14:00 - Vice de Alckmin elogia Marina em debate e sugere tom coloquial a tucano

14:00 - Bolsonaro participa de cerimônia militar ao lado de ministros de Temer

12:31 - Gasto acima do teto impede reajustes do STF e MP, segundo estudo

08:51 - Barroso pode impedir candidatura de Lula a qualquer momento

08:34 - Dos 27,4 mil registros de candidaturas, 8,4 mil são de mulheres

Sexta, 17 de agosto de 2018

20:04 - Após nova derrota, defesa de Lula pede liminar para garantir petista em debate

19:07 - Amoêdo defende 65 anos se aposentar e novas regras para o salário mínimo

17:21 - Bolsonaro chama de 'analfabetos' críticos das suas diretrizes de governo

16:56 - Brasil é obrigado a garantir Lula na eleição, afirma defesa do ex-presidente