WhatsApp Twuitter

Quarta, 16 de maio de 2018, 11h51

Não há sinais de rupturas democráticas no Brasil, diz Moro em NY


Em discurso no prêmio ‘Person of the Year, na noite desta terça-feira, 15, em Nova York (EUA), o juiz federal Sérgio Moro afirmou que ‘apesar de dois impeachments presidenciais e um ex-
presidente preso, não houve e não há sinais de rupturas democráticas‘ no Brasil.

O magistrado símbolo da Operação Lava Jato foi homenageado pela Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos com a premiação que é tradicionalmente concedida a personagens destacadas da iniciativa privada brasileira e americana.

‘Nós construímos desde a independência um grande país. Livre e democrático desde pelo menos 1985. Estável politicamente há mais de trinta anos. Apesar de dois impeachments presidenciais e um ex-presidente preso, não houve e não há sinais de rupturas democráticas‘, declarou, referindo-se aos ex-presidentes Fernando Collor, cassado em 1992, e Dilma Rousseff, cassada em 2016, e Luiz Inácio Lula da Silva, preso em 7 de abril deste ano por ordem dele próprio, Moro.

Durante o discurso, o juiz destacou o fato de executivos de grandes empreiteiras, da Petrobras e políticos terem sido julgados e presos no Brasil, o que, segundo ele, indica duas percepções.

Por um lado, o País não ter conseguido impedir ‘o mal uso do poder para ganhos privados‘ pode causar certa vergonha, avaliou Moro; por outro, no entanto, o avanço das investigações deve ser motivo de orgulho, em sua avaliação.

O magistrado afirmou, ainda, que é necessário ‘restaurar a confiança‘. ‘Assim agindo também retomaremos a confiança do mundo em nosso país. Esse é um trabalho de todos, mas especialmente dos senhores e senhoras aqui presentes, empresários, intelectuais, lideranças em seus respectivos setores. Nada de baixar a cabeça, o futuro só pode ser visto olhando para acima do horizonte e então você precisa elevá-la.‘ 



// matérias relacionadas

Segunda, 21 de maio de 2018

09:11 - TSE não pode impedir candidatura de Lula, diz presidente do STF

Sábado, 19 de maio de 2018

18:00 - Lula preso quer de volta benefícios de ex-presidente

08:58 - Ex-ministro José Dirceu terá 2 horas de banho de sol e quatro refeições

Sexta, 18 de maio de 2018

10:55 - José Dirceu vai se entregar e está preocupado com a filha de 7 anos

Quinta, 17 de maio de 2018

13:32 - TRF4 nega último recurso e autoriza prisão de José Dirceu

12:03 - PF afirma que Glesi recebeu R$ 885 mil em propina na Lava Jato

11:59 - Preso, Lula não precisa de benesses conferidas a ex-presidentes, decide juiz

Quarta, 16 de maio de 2018

08:58 - Novo proprietário de tríplex tem condenação na Justiça da Paraíba

Terça, 15 de maio de 2018

08:59 - STF realiza 1º julgamento de político com foro investigado pela Lava Jato

Segunda, 14 de maio de 2018

10:30 - PT tenta 'tirar' pré-campanha da prisão


// leia também

Segunda, 21 de maio de 2018

19:27 - Alckmin fará giro pelos Estados e prepara lançamento de plano de segurança

18:00 - Operador do MDB confessa crime e entrega US$ 7,5 milhões

16:16 - Em vídeo, Bolsonaro apoia greve de caminhoneiros contra alta do diesel

15:52 - Temer convoca reunião para discutir alta no preço dos combustíveis

14:00 - Ciro descarta aliança com PSDB, mas admite diálogo depois da eleição

13:52 - Justiça decide suspender direitos políticos de César Maia

13:00 - Maia quer redução de impostos e fim da Cide para baratear combustíveis

09:02 - Pesquisa - 81% da população prefere votar em candidato sem mandato

Domingo, 20 de maio de 2018

11:11 - Aliança competitiva em reduto eleitoral ainda é minoria

08:28 - Dodge reforça pedido de rescisão de delação de Wesley Batista