WhatsApp Twuitter

Quarta, 16 de maio de 2018, 13h59

esquema de desvio de verba

Governo confirma demissão do presidente do INSS após denúncia


O Ministério do Desenvolvimento Social confirmou nesta quarta-feira, 16, a demissão do presidente do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), Francisco Lopes. A exoneração foi encaminhada à Casa Civil e deve ser publicada no Diário Oficial da União nos próximos dias.

Divulgação PCP

A assessoria de comunicação do ministro do Desenvolvimento Social, Alberto Beltrame, não divulga oficialmente o motivo da saída de Francisco Lopes do cargo. Mas a exclusão dele do posto acontece alguns dias após o jornal O Globo divulgar que o INSS fechou um contrato de R$ 8,8 milhões com uma empresa de informática sediada em um pequeno estoque de bebidas, em Brasília.

O contrato tinha a função de garantir o fornecimento de programas de computador para o órgão federal e foi assinado em abril, mesmo após parecer de técnicos do INSS indicar que os programas de computador oferecidos pela RSX não terem utilidade para o INSS.

Francisco Lopes era apadrinhado do líder do governo no Congresso, André Moura (PSC-SE). Recentemente, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu a condenação de Moura por um suposto esquema de desvio de verbas na Prefeitura de Pirambu, no Sergipe, no âmbito de uma ação penal no Supremo Tribunal Federal (STF).



// matérias relacionadas

Quarta, 16 de maio de 2018

17:30 - Discussão sobre foro no STJ é suspensa; ministros divergem

Quarta, 09 de maio de 2018

18:00 - Proposta de Toffoli não atrapalha comissão que analisa PEC do foro, diz deputado

14:09 - Toffoli propõe restringir foro a todas as autoridades

Quinta, 03 de maio de 2018

16:10 - STF limita foro privilegiado de deputados e senadores


// leia também

Sábado, 26 de maio de 2018

17:00 - Governadores cobram e PT leva a Lula 'plano B

14:00 - Situação da saúde preocupa o presidente Michel Temer, diz ministro

13:15 - Avião de Temer fica sem combustível para viagens longas

13:00 - Odebrecht paga dívida de R$ 500 milhões vencida em abril

12:00 - Bolsonaro é o mais lembrado em debates na web sobre a greve

11:33 - Governo federal começa a aplicar multa em caminhoneiros

11:10 - Novo balanço dos bloqueios deve ser apresentado após reunião comandada por Temer

10:57 - Temer participa hoje de reunião de gabinete que monitora a greve

09:26 - Empresário diz ser dono dos R$ 51 milhões de apartamento de Geddel

09:15 - Temer e ministros se reúnem para avaliar desbloqueio de rodovias