WhatsApp Twuitter

Quarta, 16 de maio de 2018, 19h00

Bolsonaro; Se dependesse de mim, Magno Malta (PR) seria meu vice


O pré-candidato do PSL a presidente da República, deputado Jair Bolsonaro (RJ), disse nesta quarta-feira, 16, num aceno ao PR, que, se dependesse dele, seu vice seria o senador Magno Malta (ES), um dos principais da bancada evangélica no Congresso.

‘Me interessa o Magno Malta. Vamos supor que o PR queira me ofertar o Magno Malta. Se dependesse de mim, seria (pré-candidato a vice-presidente) a partir de hoje‘, afirmou Bolsonaro ao visitar a feira AgroBrasília, na zona rural da capital federal. ‘Acho que outro partido dificilmente vai querer compor comigo.‘

O parlamentar afirmou, porém, que um acordo passaria por alianças estaduais porque delegou aos dirigentes regionais do PSL as decisões sobre alianças.

Bolsonaro criticou a formação de um bloco de centro que apoia o governo Michel Temer, hoje integrado por DEM, PP, Solidariedade e PRB. O parlamentar disse que tais legendas, incluindo o MDB, querem continuar mandando no Brasil ‘mantendo governos fracos na rédea curta‘.

‘Estão se unindo para levar um tiro só. Não querem conversar comigo porque não vou negociar escondidinho no mato com eles. Comigo tem que ser aberto‘, disse.

Ele afirmou não se preocupar com o desempenho em pesquisas de outros pré-candidatos como Ciro Gomes (PDT) e Geraldo Alckmin (PSDB), que também visita a feira hoje: ‘Quem entrar em campo a gente traça‘.

O deputado disse que não terá dificuldades de governar, se eleito, por falta de apoio político, porque articula uma base atualmente com 50 deputados.

Bolsonaro disse que nenhum pré-candidato domina o setor do agronegócio e que tem apoio porque representa autoridade e transmite hierarquia e disciplina. ‘Estamos vivendo uma crise de autoridade no Brasil e ser capitão do Exército ajuda‘, disse.

Bolsonaro disse que sua proposta para o setor é ‘não atrapalhar‘ e que as reclamações que recebe são pela proteção da propriedade privada, as invasões no campo e a tramitação do Funrural no Congresso. 



// matérias relacionadas

Terça, 14 de agosto de 2018

19:00 - Vamos isentar de IR quem ganha até cinco salários mínimos, diz Haddad

17:21 - Em programa de governo, Bolsonaro propõe ministério único na economia

15:56 - Amoêdo diz que vai bancar entre 15% e 20% de sua campanha presidencial

14:12 - Bolsonaro é o sétimo a registrar candidatura à Presidência

10:57 - Alckmin quer usar inserções na TV para atacar Bolsonaro

07:50 - Cidinho Santos será coordenador-geral da campanha de Mendes

Segunda, 13 de agosto de 2018

18:25 - Mendes registra candidatura e diz que não fez compromisso eterno com Taques

17:46 - TJ de SP rejeita ação de improbidade contra Haddad por 'pegadinha'

17:28 - Presidenciável do partido Novo, Amoêdo declara patrimônio de R$ 425 milhões

17:26 - Alckmin diz que, se eleito, manterá reajuste do salário mínimo acima da inflação


// leia também

Terça, 14 de agosto de 2018

16:30 - Presidente Michel Temer sanciona lei geral de proteção de dados

16:02 - 2ª Turma do STF retira de Moro trechos de delações da Odebrecht que citam Lula

15:58 - Bolsonaro diz que votará contra reajuste de salários dos ministros do STF

14:20 - Lava Jato exige fiança de R$ 1,5 mi de Vaccarezza em cinco dias

13:10 - Eleição não pode atrapalhar apuração do caso Marielle, diz Anistia Internacional

13:00 - 'Fiz uso de caixa 2, mas não agi como corrupto', diz Cabral à Justiça

12:40 - Manifestação do MST por 'Lula livre' causa longo engarrafamento em Brasília

09:16 - Rosa Weber toma posse na presidência do TSE

Segunda, 13 de agosto de 2018

17:27 - 'Não agi como corrupto', diz Sérgio Cabral em audiência

17:23 - Marina Silva diz que governo tem papel de abrir a 'caixa preta' da educação