WhatsApp Twuitter

Quarta, 30 de maio de 2018, 08h22

Política Nacional

PF desarticula organização que frauda registros sindicais


A PF (Polícia Federal) iniciou nesta quarta-feira (30) ação com o objetivo de desarticular uma organização criminosa que concede registros sindicais fraudulentos junto ao Ministério do Trabalho.

João Vieira

As investigações apontam o envolvimento de servidores públicos, lobistas, advogados, dirigentes de centrais sindicais e parlamentares. O esquema acontecia dentro da Secretaria de Relações de Trabalho do Ministério do Trabalho.

Batizada de operação Registro Espúrio, a ação envolve 320 policiais federais. Estão sendo cumpridos 64 mandados de busca e apreensão, oito de prisão preventiva e 15 de prisão temporária nos Estados de São Paulo, Goiás, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Paraná, Santa Catarina, Minas Gerais e Distrito Federal.

Os mandados foram expedidos pelo STF (Supremo Tribunal Federal) e investigados podem responder pelos crimes de organização criminosa, corrupção passiva e ativa e lavagem de dinheiro.

 



// matérias relacionadas

Segunda, 18 de junho de 2018

10:37 - PF faz diligências em factoring de delator

Quinta, 14 de junho de 2018

09:38 - Polícia Federal cumpre 24 mandados em três Estados brasileiros

Quarta, 13 de junho de 2018

10:02 - PF desarticula rede de contrabando de cigarros com atuação no Sul e Uruguai

Terça, 12 de junho de 2018

09:59 - Depois de mais de três horas, PF deixa gabinete de deputada estadual investigada

09:01 - Polícia Federal faz operação contra deputada Cristiane Brasil

Quarta, 06 de junho de 2018

11:34 - Operação Dominus, da PF, investiga crime eleitoral no RS

Terça, 05 de junho de 2018

10:10 - Polícia investiga origem de repasses no Ministério do Trabalho

Sexta, 01 de junho de 2018

17:57 - PF deve agitar Cuiabá com duas novas operações

Quinta, 24 de maio de 2018

09:23 - Operação da Polícia Federal e do Ibama ataca fraudes em madeireiras

Quarta, 16 de maio de 2018

11:52 - Investigados pela PF usam Refis para reduzir e parcelar dívidas de R$ 3,8 bi


// leia também

Segunda, 18 de junho de 2018

17:30 - Justiça condena Marcos Valério a 16 anos e 9 meses de prisão no mensalão mineiro

17:15 - Promotoria arquiva inquérito de caixa dois na campanha de Mercadante

16:25 - Alckmin afina alianças do PSDB com PSD em jantar na casa de Kassab

16:18 - Conselho de Ética da Câmara deve instaurar processo contra Nelson Meurer

16:04 - Não seria demais falar que quase tudo está errado no Brasil, diz Bolsonaro

13:30 - Cármem Lúcia assume a Presidência da República

13:18 - Alckmin diz que apoio de Temer seria honroso, mas lembra que MDB tem candidato

12:30 - Polícia Civil investiga ações do ex-senador Luiz Estevão na Papuda

11:14 - Cármen Lúcia marca para 20/6 retomada de julgamento sobre delação premiada

11:04 - Temer está no Paraguai para participar de reunião de cúpula do Mercosul