WhatsApp Twuitter

Sábado, 10 de março de 2018, 11h14

Emocionado, Casagrande defende desabafo de torcedor gay

Keila Jimenez


Um desabafo de um torcedor do Palmeiras chamou a atenção nas redes sociais.

Em post sincero, o palmeirense William de Lucca, que é gay, se queixou dos cantos homofóbicos da torcida alviverde durante o jogo contra o São Paulo, nesta semana, no Allianz Parque.

A postagem repercutiu o jovem deu entrevista para vários lugares, entre eles, o programa 'Seleção SportTV'. O depoimento de William acabou emocionando o comentarista Walter Casagrande, que fez um desabafo pessoal na atração.

“Essa atitude foi fantástica. Apoiei e gostei muito. A pessoa que está em casa pode achar muito fácil defender ou atacar, porque não sente na pele. Eu sinto na pele porque sou dependente químico. O que me ofendem nas redes sociais, me chamam de viciado, drogado…Não posso falar nada de ninguém por causa do meu passado. Quem sou eu para falar de alguém se fiquei internado. Eu sofro isso diariamente”, disse Casagrande, muito emocionado, no programa.

O ex-jogador comparou o ataque ao que ele sofre por ser dependente químico e relembrou o que passou recentemente ao ter criticado Neymar.

Na ocasião, o pai de Neymar atacou indiretamente Casagrande, falando de seu problema com drogas.
“Coisa simples, fiz um comentário dentro do futebol, as ofensas contra mim vieram nesse sentido: drogado, viciado. Sei o que esse rapaz sofre, de outra maneira. Dói do mesmo jeito. A dor que ele sente quando é ofendido em redes sociais é a mesma que eu sinto. Só eu sei o quanto me esforço para não usar droga”, desabafou o comentarista.

Em 2015, Casão já havia falado sobre o homossexualismo no futebol.

Ao participar do quadro “Fala, Casão”, do Globo Esporte, Casagrande foi questionado sobre a presença de homossexuais no futebol e não fugiu da resposta ao defender a liberdade dos jogadores gays.

“O homossexual tem em todas as classes e não vejo como um problema, não é um defeito de caráter, é uma opção sexual e deve ter no meio do futebol. O futebol é muito paternalista, é difícil que as pessoas demonstrem ou assumam que são homossexuais. Deveriam. Não há problema algum”, disse Casagrande na ocasião.

 



// matérias relacionadas

Segunda, 09 de abril de 2018

10:23 - Casagrande é internado durante clássico com suspeita de infarto

Quarta, 21 de junho de 2017

09:32 - Casagrande fala sobre vício em cocaína


// leia também

Quinta, 21 de junho de 2018

16:24 - Ex-miss Grã Bretanha é encontrada morta aos 32 anos

16:21 - Após ser confirmado no elenco, Theo Becker desiste de papel em 'Jesus'

16:16 - Após 'secar' a seleção, filho de Galvão vai cobrir a Copa na Rússia

Quarta, 20 de junho de 2018

16:42 - Justiça obriga Facebook a explicar exclusão de perfil de músico

16:04 - Espanha sofre, mas bate Irã e divide liderança de grupo com Portugal

15:55 - Famosos repudiam vídeo machista de brasileiros na Copa; 'Nojo'

15:48 - Maluma é roubado na Rússia e tem prejuízo de quase R$ 3 milhões

Terça, 19 de junho de 2018

17:04 - Michael Jackson será tema de musical na Broadway em 2020

16:38 - Assistente de palco de Silvio Santos, Roque é internado na UTI

16:28 - Atriz de 'Jogos Vorazes' assume homossexualidade