WhatsApp Twuitter

Quarta, 14 de junho de 2017, 11h43

R$ 46,6 milhões devolvidos

Ex-governador Silval 'perde' avião, fazendas e apartamento - veja lista de bens

Welington Sabino, editor do GD


A mudança de postura do ex-governador Silval Barbosa (PMDB), que depois de quase 2 anos preso no Centro de Custódia da Capital (CCC) decidiu confessar sua participação em crimes de corrupção e desvio de milhões de reais dos cofres do Estado, não foi o único fator que motivou a juíza Selma Arruda a revogar as 3 prisões preventivas e converter em prisão domiciliar.

João Vieira

Silval precisou dar garantias financeiras de que está disposto a ressarcir o erário e devolver tudo, ou pelo menos parte dos valores desviados dos cofres públicos. No pedido de liberdade, ofereceu para perdimento imediato bens avaliados em R$ 46.6 milhões entre fazendas, apartamento e até um avião bimotor Sêneca, modelo EMB-810 D, com capacidade para transportar 6
pessoas.

Ele autorizou a alienação dos bens se comprometendo a garantir a manutenção e zelo, bem como pagamentos de IPTU e demais tributos ou taxas incidentes até a alienação dos imóveis dados como garantia.

A juíza Selma Arruda concordou e expediu o alvará de soltura para Barbosa deixar o Centro de Custódia e passar a cumprir a prisão em sua residência mediante uso de tornozeleira eletrônica.

Os bens devolvidos pelo ex-governador são os seguintes:

Um lote urbano localizado no município de Sinop, com dois mil e quinhentos metros quadrados avaliado em R$ 860 mil.

Uma área rural de 4.114,9550 hectares , localizada em Peixoto de Azevedo, denominada Fazenda Serra Dourada II, avaliada em R$ 33.1 milhões.

Uma área rural de um 1.248,6647 hectares localizada em Peixoto de Azevedo, denominada Fazenda Lagoa Dourada 1 avaliada em R$ 10.4 milhões
Uma aeronave prefixo PT- VRX modelo EMB-810D, avaliada em R$ 900 mil.

Um imóvel localizado nos lotes 1 e 2 Quadra 13 da Rua Amsterdam Bairro Rodoviária Parque em Cuiabá, com edificação, avaliado em R$ 1.2 milhão.

Ex-chefe de gabinete também entrega imóvel

Outro que também ofereceu garantia para ganhar liberdade foi Silvio César Corrêa Araujo, ex-chefe de gabinete de Silval Barbosa. Ele ofereceu para garantia o perdimento imediato o imóvel avaliado em R$ 472.9 mil ao mesmo tempo em que autoriza a venda antecipada e se mantém responsável por sua manutenção e zelo e pagamentos de IPTU e demais tributos bem como taxas incidentes até a efetiva alienação.

O imóvel consiste nos lotes 3 e 4 da Rua Amsterdam Quadra 13, no bairro Rodoviária Parque Cuiabá, na Capital. As avaliações dos bens foram apresentadas pelas defesas dos réus.



// matérias relacionadas

Segunda, 21 de agosto de 2017

15:30 - Juíza intima ex-governador Silval a entregar avião ao Estado

Sexta, 18 de agosto de 2017

19:33 - Supremo homologa delações de filho e ex-assessor de Silval

Quinta, 17 de agosto de 2017

20:10 - Juíza parte para tudo ou nada em ação da Sodoma

19:33 - Delação de Silval traz repórter da Globo a MT

17:40 - Após suspensão movida por Faiad, juíza estende medida a toda ação penal

Quarta, 16 de agosto de 2017

17:37 - Sakamoto suspende ação penal contra Francisco Faiad

10:13 - TJ extingue pedido de suspeição e juíza Selma vai julgar Marcel Cursi

Terça, 15 de agosto de 2017

08:50 - Bezerra quer ler a delação de Silval Barbosa

Segunda, 14 de agosto de 2017

18:09 - Ações da Operação Sodoma continuam com juíza Selma

14:41 - Ações penais sob Selma Arruda serão divididas com juiz Marcos Faleiros


// leia também

Terça, 22 de agosto de 2017

19:30 - Tribunal de Justiça autoriza nomes de 2 pais em registro de criança

15:26 - Coronel Zaqueu pula etapa e busca liberdade no STF

11:20 - Jurista diz que interceptação ilegal é tirania e que juízes devem ficar atentos

Segunda, 21 de agosto de 2017

20:09 - MPE pede que PGR investigue Pedro Taques e Nilson Leitão

19:12 - Silval assume propina de R$ 18 mi na execução da Arena Pantanal

14:30 - Grupo de procuradores do Estado atua em recuperação de crédito fiscal

11:35 - Delator emitiu R$ 450 mil em notas frias para a AL

Sábado, 19 de agosto de 2017

23:47 - Perri suspeita que sistema de escutas telefônicas ainda esteja ativo

14:52 - CNJ dá 10 dias para receber números

Sexta, 18 de agosto de 2017

17:20 - Perri manda soltar coronéis da PM presos por grampos ilegais