WhatsApp Twuitter

Quarta, 10 de janeiro de 2018, 06h30

MPE denucia ex-prefeito e mais 9 por improbidade administrativa

Cristina Gomes, repórter MP/MT


O Ministério Público do Estado de Mato Grosso, por meio da Promotoria de Justiça da Comarca de Peixoto de Azevedo, ingressou com ação de improbidade administrativa com pedido de ressarcimento ao erário contra 10 servidores públicos, entre eles, o ex-prefeito do município Sinvaldo Santos Brito. Eles são acusados de receberem irregularmente adiantamentos sem a devida prestação de contas dos valores pagos pelos cofres municipais.

Reprodução

Sinvaldo Santos

De acordo com a promotora de Justiça Daniele Crema da Rocha de Souza, a ação é resultado de uma busca e apreensão realizada pela Promotoria de Justiça na Prefeitura de Peixoto de Azevedo no ano de 2016, oportunidade em que se constatou inúmeras despesas referentes a adiantamentos desacompanhadas de prestação de contas ou com prestações de contas instruídas com notas fiscais falsas.

Segundo ela, o prejuízo ao erário estimado no valor total de R$ 162.9 mil foi decorrente do total descontrole na concessão de adiantamentos a servidores municipais, sendo o gestor e os órgãos de controle interno absolutamente omissos no cumprimento do dever de fiscalizarem a prestação de contas dos valores pagos por meio de adiantamentos.

No decorrer do Inquérito Civil instaurado pelo Ministério Público foi também expedida notificação ao atual gestor recomendando rigor na concessão de despesas por meio de adiantamentos e orientada a fiscalização efetiva das prestações de contas apresentadas pelos servidores públicos.

Na esfera extrajudicial, o Ministério Público empreendeu medidas que asseguraram o ressarcimento do dano ao erário no valor de R$ 84.4 mil e ajuizou medida para obter o ressarcimento do valor restante estimado no importe de R$ 78.5 mil além da aplicação das sanções previstas na Lei nº8.429/92 pela prática dos atos de improbidade administrativa pelos servidores envolvidos. 



// matérias relacionadas

Quinta, 18 de janeiro de 2018

18:44 - Prefeita de Alto Paraguai tem contas bloqueadas

Terça, 09 de janeiro de 2018

15:35 - Justiça bloqueia bens de empresa e servidor público após ação do MPE

Quinta, 14 de dezembro de 2017

09:11 - Justiça mantém bloqueio a imóvel de ex-secretário de Fazenda

Sexta, 01 de dezembro de 2017

16:18 - Coronel Taborelli se entrega à Justiça após pedido de prisão

Quarta, 29 de novembro de 2017

20:06 - Justiça expede mandado de prisão contra coronel e ex-deputado Taborelli

14:55 - Ex-secretário de Saúde e mais 4 viram réus por prejuízo de R$ 1,7 mi

Segunda, 27 de novembro de 2017

14:14 - Bosaipo não apresenta testemunhas e é intimado

Quinta, 23 de novembro de 2017

17:45 - MPE investiga sobrepreço de R$ 5,1 milhões em obra

Terça, 21 de novembro de 2017

16:27 - Justiça bloqueia R$ 340 mil em bens de presidente do Sindicato Rural

Segunda, 20 de novembro de 2017

12:28 - Marcada audiência em processo contra Wilson Santos por superfaturamento


// leia também

Sábado, 20 de janeiro de 2018

08:05 - Transsexual consegue mudar o nome masculino para feminino e o gênero

08:00 - Operário aparece bêbado no serviço, xinga todo mundo e leva justa causa

07:50 - Auxílio-alimentação só é considerado salário se não houver contrapartida do trabalhador

Sexta, 19 de janeiro de 2018

13:53 - Juiz de Colniza se declara suspeito para julgar réus por morte de prefeito

11:53 - MPE ingressa com ação para Paranaíta ofertar vagas em creches

10:08 - TJ aumenta indenização que clínica odontológica terá que pagar a paciente

07:00 - MPE entra com ação para impedir suspensão de serviços em hospital

Quinta, 18 de janeiro de 2018

18:15 - Por suspeita de fraude, MPE exige anulação de concurso em Alto Garças

17:23 - Inclusão de pessoas com deficiência é tema de palestra no TJMT

16:42 - Juiz libera 36 imóveis, veículos e avião de 2 delatores da Ararath