WhatsApp Twuitter

Sexta, 13 de abril de 2018, 11h29

governo recorre de decisão

Justiça bloqueia R$ 31,5 milhões do governo para obras no Socioeducativo

Arthur Santos da Silva, repórter do GD


A juíza Gleide Bispo, da 1ª Vara Especializada da Infância e Juventude, determinou o bloqueio de R$ 31,5 milhões da conta única do Estado para construção de unidades do Sistema Socioeducativo.

Divulgação

O governo de Mato Grosso, por meio da Procuradoria-Geral do Estado, recorreu nesta quinta-feira (12) da decisão. O processo corre em segredo de justiça. A magistrada deu prazo de 30 dias para que o Ministério Público apresente plano de cumprimento de sentença.

O valor bloqueado servirá para a construção de 2 centros socioeducativos em Tangará da Serra e Sinop, além da reforma de uma unidade localizada em Cuiabá.

Em nota, a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos, responsável pelo Sistema Socioeducativo do Estado, esclareceu que tal decisão judicial levou em conta um cenário do ano de 2011, antes mesmo da elaboração do Plano Decenal do Sistema Socioeducativo (2015-2024), que estabelece, com base em diagnósticos técnicos, a necessidade de instalação de unidades.

Em junho de 2014, foi elaborado o Plano Decenal, construção conjunta com a participação do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente, Sejudh, Ministério Público Estadual, Poder Judiciário, OAB, Defensoria Públlica, representantes da Setas, Seduc, conselhos municipais, entre outros.

Segundo informado, não há previsão no plano para a construção de unidade socioeducativa no polo de Tangará da Serra. Mesmo sem previsão para construção, o município doou uma área ao Estado para que seja construída uma estrutra. Foi elaborado planejamento para a unidade, com tramitação a partir desse ano e sequência em 2019 (licença ambiental da área, levantamento topográfico, contratação de empresa para elaboração dos projetos, captação de recursos, licitação da obra e por fim, o início da construção a partir de 2020).

Sobre a reforma do Centro Socioeducativo de Cuiabá, a mesma está em andamento e a previsão é ser entregue no prazo de seis meses. 



// matérias relacionadas

Sexta, 20 de julho de 2018

11:55 - Juiz nega pedido de advogado que tentava remarcar audiência da grampolândia

Quarta, 11 de julho de 2018

17:45 - TRE proíbe governador de prorrogar programa que parcela dívidas

16:44 - Taques oficializa Fábio Calmon na chefia da Ager

Terça, 10 de julho de 2018

11:00 - Mesmo com redução na arrecadação de ICMS, governo paga salários hoje

Domingo, 08 de julho de 2018

08:00 - Silval diz ter deixado R$ 4 bilhões em caixa e obras para Taques só 'pregar placas'

Sábado, 07 de julho de 2018

18:30 - Reforma tributária de Taques fica só na promessa

Quinta, 05 de julho de 2018

19:02 - Governador Pedro Taques oficializa baixas no staff

14:09 - Juiz retoma processo e marca interrogatório de militares suspeitos por grampos

Quarta, 04 de julho de 2018

13:41 - Taques diz que Silval roubou R$ 1 bilhão e quer dar entrevista como 'popstar'

Terça, 03 de julho de 2018

15:45 - Governador Pedro Taques justifica entrega de obra da saúde inacabada


// leia também

Domingo, 22 de julho de 2018

12:11 - Goiabeiras Shopping terá de disponibilizar creche ou reembolsar trabalhadoras

10:44 - Defesa de conselheiro afastado do TCE pede investigações

Sábado, 21 de julho de 2018

13:02 - Reajustes e criação de cargos no Tribunal de Justiça vão custar R$ 111 milhões

Sexta, 20 de julho de 2018

17:53 - Desembargador nega livrar Mauro Savi da cadeia

14:49 - Juiz vê propaganda ilegal e manda Taques retirar posts do Facebook

10:20 - Acusado de mandar matar prefeito de Colniza quer ser ouvido por carta precatória

07:17 - MPE arquiva investigação contra o MT PAR e assina acordo de ajustamento

Quinta, 19 de julho de 2018

16:32 - Gustavo Oliveira é impedido de concorrer eleição da Fiemt

14:55 - Juiz pede ajuda da polícia e pode prender Arcanjo no dia 2 de agosto

13:46 - Juiz bloqueia R$ 1,2 milhão de deputado, mas nega afastamento