WhatsApp Twuitter

Sexta, 08 de junho de 2018, 15h29

ocupada por estudantes

Juiz determina nova reintegração de posse na UFMT e reforço policial

Redação do GD


O juiz Raphael Casella de Almeida Carvalho, da 8ª Vara Federal de Mato Grosso, expediu um novo mandado de reintegração de posse nos blocos da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) que estão ocupados pelos estudantes, que se manifestam contra o aumento no valor das refeições fornecidas no Restaurante Universitário (RU). A multa, em caso de descumprimento da decisão, é de R$ 5 mil por dia.

Atualmente, estão ocupados os prédios da Reitoria, Saúde Coletiva, Ciência Biológicas e Bloco Didático. A decisão, proferida no último dia 6, atende a um pedido da própria administração da instituição de ensino feito contra os alunos que estão mobilizados.

O magistrado autorizou que seja utilizado reforço policial para acompanhar o oficial de justiça que cumprirá o mandado, que cita centenas de estudantes do curso de História e outros que deverão ser identificados no momento em que o oficial de justiça estiver no local. 

Leia também - Juiz determina reintegração de posse na UFMT

O magistrado considerou que houve reiteradas ocupações irregulares por parte dos estudantes, mesmo após a Justiça Federal ter determinado a reintegração de posse no mês passado. Casella ainda determinou que seja dada ampla divulgação ao decreto no campus da universidade.

“A fim de dar ampla publicidade da existência desta ação, determino que a Autora proceda à fixação de cartazes no prédio da UFMT, bem como faça inserir na página inicial de seu sítio eletrônico a determinação judicial de reintegração de posse do imóvel e a aplicação de multa em caso de ocupação irregular”.

O pedido foi feito pela UFMT depois que o prédio da Reitoria foi ocupado na última terça-feira (5), por estudantes do curso de História. A mobilização estudantil ocorre desde o mês de abril, com tentativas de negociação com a reitoria, que se comprometeu a suspender o aumento do RU até dezembro.

Conforme apurado, os alunos devem realizar uma assembleia no final da tarde desta sexta-feira (8) para definir as medidas que serão tomadas diante deste novo mandado de reintegração. 



// matérias relacionadas

Terça, 19 de junho de 2018

12:15 - Alunos e professores da UFMT decidem retomar as aulas dia 25

Quinta, 14 de junho de 2018

18:25 - Politec analisa água contaminada e suspeita é de sabotagem no RU

09:34 - Restaurante da UFMT é interditado após aluno beber água e passar mal - veja vídeo

Segunda, 04 de junho de 2018

14:07 - Professores da UFMT discutem greve após corte de 28% nos salários

Quarta, 30 de maio de 2018

14:45 - Justiça autoriza corte de 28,8% nos salários de 3 mil professores da UFMT

Quarta, 16 de maio de 2018

16:15 - Após greve, reajuste de refeições na UFMT fica para 2019

Quarta, 09 de maio de 2018

06:30 - Estudantes da UFMT deflagram greve geral contra reajuste de refeições - veja vídeo

Segunda, 07 de maio de 2018

11:57 - Reajuste no RU da UFMT será pauta de audiência

Sábado, 05 de maio de 2018

11:59 - Site da UFMT é invadido por hackers após reintegração de posse

Quarta, 14 de março de 2018

09:49 - Ministro da Educação visitará obras do campus UFMT em Várzea Grande


// leia também

Terça, 19 de junho de 2018

15:23 - Justiça manda supermercado indenizar mulher que teve intoxicação com torta

14:00 - Juíza dá prazo para produção de provas contra Wilson Santos

13:45 - Engeglobal pede recuperação judicial por dívidas de R$ 50 milhões

13:20 - Ministra não reconhece legitimidade da AL para interceder por Mauro Savi

10:27 - TRE reverte cassação da prefeita Lucimar Campos em Várzea Grande

09:19 - Acusado de ameaçar ex-secretário de Educação é preso

07:00 - Antonio Joaquim pede para ser investigado no STJ

Segunda, 18 de junho de 2018

19:44 - Supremo mantém Paulo Taques preso 51 dias após operação

17:30 - Ex-deputado confirma ter recebido R$ 50 mil gravado em vídeo de delator

14:16 - PF sugere 144 novos inquéritos por delações de família Barbosa