WhatsApp Twuitter

Sexta, 08 de junho de 2018, 15h29

ocupada por estudantes

Juiz determina nova reintegração de posse na UFMT e reforço policial

Redação do GD


O juiz Raphael Casella de Almeida Carvalho, da 8ª Vara Federal de Mato Grosso, expediu um novo mandado de reintegração de posse nos blocos da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) que estão ocupados pelos estudantes, que se manifestam contra o aumento no valor das refeições fornecidas no Restaurante Universitário (RU). A multa, em caso de descumprimento da decisão, é de R$ 5 mil por dia.

Atualmente, estão ocupados os prédios da Reitoria, Saúde Coletiva, Ciência Biológicas e Bloco Didático. A decisão, proferida no último dia 6, atende a um pedido da própria administração da instituição de ensino feito contra os alunos que estão mobilizados.

O magistrado autorizou que seja utilizado reforço policial para acompanhar o oficial de justiça que cumprirá o mandado, que cita centenas de estudantes do curso de História e outros que deverão ser identificados no momento em que o oficial de justiça estiver no local. 

Leia também - Juiz determina reintegração de posse na UFMT

O magistrado considerou que houve reiteradas ocupações irregulares por parte dos estudantes, mesmo após a Justiça Federal ter determinado a reintegração de posse no mês passado. Casella ainda determinou que seja dada ampla divulgação ao decreto no campus da universidade.

“A fim de dar ampla publicidade da existência desta ação, determino que a Autora proceda à fixação de cartazes no prédio da UFMT, bem como faça inserir na página inicial de seu sítio eletrônico a determinação judicial de reintegração de posse do imóvel e a aplicação de multa em caso de ocupação irregular”.

O pedido foi feito pela UFMT depois que o prédio da Reitoria foi ocupado na última terça-feira (5), por estudantes do curso de História. A mobilização estudantil ocorre desde o mês de abril, com tentativas de negociação com a reitoria, que se comprometeu a suspender o aumento do RU até dezembro.

Conforme apurado, os alunos devem realizar uma assembleia no final da tarde desta sexta-feira (8) para definir as medidas que serão tomadas diante deste novo mandado de reintegração. 



// matérias relacionadas

Segunda, 02 de julho de 2018

12:25 - Pró-reitor da UFMT sofre infarto e vai para UTI

Sábado, 30 de junho de 2018

10:08 - Obra inédita no Brasil é exibida em Teatro da UFMT

Terça, 26 de junho de 2018

12:25 - Aulas são retomadas nos campi da UFMT de Cuiabá e interior do Estado

Terça, 19 de junho de 2018

12:15 - Alunos e professores da UFMT decidem retomar as aulas dia 25

Quinta, 14 de junho de 2018

18:25 - Politec analisa água contaminada e suspeita é de sabotagem no RU

09:34 - Restaurante da UFMT é interditado após aluno beber água e passar mal - veja vídeo

Segunda, 04 de junho de 2018

14:07 - Professores da UFMT discutem greve após corte de 28% nos salários

Quarta, 30 de maio de 2018

14:45 - Justiça autoriza corte de 28,8% nos salários de 3 mil professores da UFMT

Quarta, 16 de maio de 2018

16:15 - Após greve, reajuste de refeições na UFMT fica para 2019

Quarta, 09 de maio de 2018

06:30 - Estudantes da UFMT deflagram greve geral contra reajuste de refeições - veja vídeo


// leia também

Sexta, 17 de agosto de 2018

16:21 - TRE nega pedido de Mendes para exonerar 20 assessores do governo

15:02 - Processo de deputado por agressão a jornalista será julgada na 1ª instância

13:26 - PM vira réu por pressionar sexo entre colegas de farda

11:53 - TJ condena militar por estupro de vulnerável, roubo, sequestro e cárcere privado

11:46 - Selma Arruda consegue autorização judicial para acessar dados de pesquisa

09:54 - Justiça condena Juca do Guaraná a retirar gabinete itinerante de circulação

Quinta, 16 de agosto de 2018

19:50 - Justiça concede prisão domiciliar a empresário acusado sonegar ICMS

18:38 - Conenge Construção entra em recuperação judicial com dívida de R$ 11 mi

16:34 - Juíza manda Taques retirar vídeo considerado como propaganda ilegal

16:22 - TJ abre concurso para juiz com salário de R$ 23 mil e 9 vagas