WhatsApp Twuitter

Quinta, 05 de julho de 2018, 14h20

PJMT com banda larga e sistemas mais confiáveis

Redação TJMT


Confiabilidade, superação, segurança e melhor desempenho. É o que os usuários da Justiça Estadual em Mato Grosso sentirão até o mês de agosto. As melhorias envolvem links de internet mais potentes e a instalação de 47 novos servidores, em 47 unidades judiciais. Até outubro todas as outras Comarcas de Mato Grosso receberão novos equipamentos.

Chico Ferreira

Já estão sendo melhorados, o link de MPLS (link direto com o Tribunal) e outro de internet, para assegurar a comunicação local com o sistema no Tribunal de Justiça. O novo contrato foi assinado pelo presidente Rui Ramos Ribeiro. Ele prevê um caminho mínimo de 8 Megas para cada Comarca. As dificuldades operacionais se davam pelo fato das operadoras disponibilizarem apenas 512k para Comarcas menores. Com a mudança, a velocidade de acesso de algumas Comarcas será 16 vezes maior do que a atual. “Isso representará melhor qualidade ao acesso dos sistemas do Poder Judiciário. Principalmente do PJe. Nas Comarcas maiores os links poderão atingir até 32 Megas” Explicou o diretor de Conectividade, Francisco Marcílio.

É o caso das Comarcas de Várzea Grande, Rondonópolis, Sinop e Cáceres. Em Comarcas como Sorriso, Lucas do Rio Verde, Nova Mutum e Pontes e Lacerda, a velocidade pode atingir 16 Megas. A Capital também será beneficiada. Dois canais de acesso à internet estão sendo instalados - a capacidade de cada um deles é de 1 Gigabyte, e a atual capacidade será dobrada. Garantias de maior número, e melhor qualidade dos acessos aos sistemas do Judiciário Estadual.

O gerente de Tecnologia da Informação (TI) do TJMT, Marcelo Moraes, defende a independência do sistema Judiciário. “Antes tínhamos uma deficiência tecnológica, agora melhoramos nosso suporte na retomada dos serviços, com menos dependência. O trabalho da equipe é para que seja cada vez mais imperceptível aos usuários, as dificuldades e, com isso, termos cada vez menos intervenções na infraestrutura“, concluiu.

A evolução tecnológica que está sendo implantada aumenta em muito o poder computacional de todas as unidades, melhorando significativamente a experiência em todos os sistemas judiciários e ainda propiciará o crescimento para novos serviços.

“As entregas são parte importante do planejamento executado na gestão do desembargador Rui Ramos, alinhadas à política de priorização da primeira Instância. Em etapas seguintes, que já estão em estágio avançado de contratação, serão disponibilizados acesso à rede sem fio (WIFI) em todas as 79 Comarcas bem como suporte técnico de TI in loco, residente em todas as Comarcas de Entrância Especial e Terceira Entrância. As medidas consolidarão a efetividade dos serviços de TI no interior com a elevação dos padrões de qualidade”, concluiu o coordenador de TI, Thomas Caetano. O projeto é liderado pelo juiz auxiliar a Presidência, João Thiago de França Guerra. 



// leia também

Sexta, 20 de julho de 2018

17:53 - Desembargador nega livrar Mauro Savi da cadeia

14:49 - Juiz vê propaganda ilegal e manda Taques retirar posts do Facebook

11:55 - Juiz nega pedido de advogado que tentava remarcar audiência da grampolândia

10:20 - Acusado de mandar matar prefeito de Colniza quer ser ouvido por carta precatória

07:17 - MPE arquiva investigação contra o MT PAR e assina acordo de ajustamento

Quinta, 19 de julho de 2018

16:32 - Gustavo Oliveira é impedido de concorrer eleição da Fiemt

14:55 - Juiz pede ajuda da polícia e pode prender Arcanjo no dia 2 de agosto

13:46 - Juiz bloqueia R$ 1,2 milhão de deputado, mas nega afastamento

12:25 - Zuquim nega vistoria da AL na cela de Mauro Savi mas autoriza visitas

10:55 - TJ mantém Humberto Bosaipo condenado por improbidade administrativa