WhatsApp Twuitter

Terça, 10 de julho de 2018, 18h31

hipertenso e diabético

Juiz bloqueia R$ 383 mil do Estado para pagar tratamento de paciente idoso

Celly Silva, repórter do GD


O juiz Agamenon Alcântara Moreno Júnior, da 3ª Vara Especializada da Fazenda Pública de Cuiabá, determinou o bloqueio de R$ 383,2 mil do Estado para custear 16 meses de internação domiciliar concedida judicialmente a um paciente de 67 anos que sofre de hipertensão e diabetes. A decisão foi proferida no dia 28 de junho e publicada no Diário de Justiça Eletrônico de segunda-feira (9).

Otmar de Oliveira

Juiz Agamenon Alcântara

Em dezembro de 2015, o paciente obteve na justiça o direito de ter disponibilizado o serviço de tratamento domiciliar. Desde então, tem impetrado diversos outros pedidos para que a Justiça garanta a continuidade do tratamento.

A decisão também prevê que a empresa Help Home Care, fornecedora do serviço, apresente o relatório dos materiais utilizados e os respectivos valores para que possa receber o pagamento do serviço já foi prestado.

Ao analisar a ação de obrigação de fazer com pedido de tutela antecipada impetrada por Takayoshi Imai, 67, o juiz Agamenon Alcântara entendeu que o “bem da vida pretendido pelo requerente é a assistência constitucional à saúde, obrigação, indiscutivelmente, atribuída aos entes estatais”. Também destacou que o quadro clínico do idoso é delicado e pode se agravar, o que torna o tratamento ainda mais urgente.

No tratamento de recuperação domiciliar, o paciente necessita do atendimento de uma equipe multidisciplinar, além de suplementos necessários para a manutenção de sua saúde, de acordo com indicação médica.

O Estado, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES), já havia sido intimado de decisão anterior para que providenciasse a internação, mas não o fez. “Ora, ante a inércia do Requerido, a quem compete viabilizar a assistência à saúde de seus administrados, com absoluta prioridade para a saúde dos que se encontram em situação especialmente grave, cumpre ao Poder Judiciário impor aos entes da Administração o cumprimento desta obrigação, entregando o provimento devido, bem como responsabilizando referidas autoridades pelo seu descumprimento, máxime considerando-se que houve tempo mais do que hábil para que o Requerido a cumprisse”, diz trecho da decisão.

O caso

Consta nos autos que Takayoshi Imai é portador de hipertensão arterial sistêmica e diabetes mellitus não-insulino, Em 2005, foi vítima de acidente vascular encefálico. Já em 2008, sofreu queda da própria altura, evoluindo com traumatismo craniano e, em 2010, apresentou piora do quadro neurológico, rebaixamento do nível de consciência e delírio, chegando a ficar 4 dias internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Municipal de Barra do Garças.

Em virtude da doença e evolução do quadro clínico, o idoso tornou-se totalmente dependente de terceiros para atividades cotidianas, necessitando do tratamento domiciliar integral por prazo indeterminado. No entanto, ele não tem condições financeiras para a contratação dos serviços. 



// matérias relacionadas

Sexta, 20 de julho de 2018

18:45 - Presidente do CRM-MT condena tentativa de barrar atendimentos em saúde

16:34 - Mulheres correm mais risco de sofrer infarto que os homens

11:40 - Santa Casa de Rondonópolis suspende atendimento em UTI pediátrica

Quinta, 19 de julho de 2018

17:30 - 96% dos usuários tiveram problemas com planos de saúde, diz pesquisa

Sábado, 14 de julho de 2018

12:44 - Santa Casa de Rondonópolis mantém UTIs pediátricas funcionando

Sexta, 13 de julho de 2018

11:45 - MPE pede bloqueio de bens e afastamento de Luiz Soares

Quinta, 12 de julho de 2018

14:29 - Em oito anos, mais de 34 mil leitos do SUS foram fechados, diz CFM

13:00 - Santa Casa de Rondonópolis fecha UTI infantil e transfere pacientes

Sexta, 06 de julho de 2018

12:40 - Jovem com sarampo enfrenta diagnóstico falho e isolamento

Quinta, 05 de julho de 2018

09:13 - Apenas um Estado atinge meta de vacinação do sarampo


// leia também

Sexta, 20 de julho de 2018

17:53 - Desembargador nega livrar Mauro Savi da cadeia

14:49 - Juiz vê propaganda ilegal e manda Taques retirar posts do Facebook

11:55 - Juiz nega pedido de advogado que tentava remarcar audiência da grampolândia

10:20 - Acusado de mandar matar prefeito de Colniza quer ser ouvido por carta precatória

07:17 - MPE arquiva investigação contra o MT PAR e assina acordo de ajustamento

Quinta, 19 de julho de 2018

16:32 - Gustavo Oliveira é impedido de concorrer eleição da Fiemt

14:55 - Juiz pede ajuda da polícia e pode prender Arcanjo no dia 2 de agosto

13:46 - Juiz bloqueia R$ 1,2 milhão de deputado, mas nega afastamento

12:25 - Zuquim nega vistoria da AL na cela de Mauro Savi mas autoriza visitas

10:55 - TJ mantém Humberto Bosaipo condenado por improbidade administrativa