WhatsApp Twuitter

Terça, 13 de junho de 2017, 10h00

Viva a cozinha de São Benedito

Rita Comini, editora de A Gazeta


Realizada desde 1897, a festa de São Benedito é a síntese da tradição de Cuiabá. Anualmente congrega milhares de devotos e atrai outros tantos que vão em busca das delícias da tradicional cozinha cuiabana.
 
Pratos como maria izabel (carne seca com arroz), paçoca de pilão, farofa de banana, feijão empamonado e tantos outros fazem a alegria de fiéis e començais de várias crenças. O grande apelo popular evocado pelo Santo reúne uma multidão de pessoas que através da fé edificaram esta festa como uma das maiores e mais tradicionais do Cuiabá, Mato Grosso e do Brasil.

Não há dúvida de que a comida típica cuiabana é um marco importante na festa e é seu grande diferencial. Esses e outros pratos que fazem parte da vida cotidiano dos cuiabanos ganham destaque na festa.

A partir de 1922 até por volta de 1944, a festa que até então acontecia na igreja, passou a ser realizada na casa dos festeiros ou em casarões antigos de Cuiabá, como na casa de Bem Bem (Constância Figueiredo Palma), na rua Barão de Melgaço, no Centro Histórico. Depois passou para o Largo da Igreja do Rosário e Capela de São Benedito.
 
“Antigamente, toda a comida era servida de graça”, relembra Cely Coelho, uma das voluntárias da festa. Ela reforça que todos são voluntários e que o trabalho na cozinha começa cerca de 40 dias antes da realização da festa.
 
“As equipes começam a cortar a carne seca que será usada no preparo da maria izabel e da paçoca de pilão”, descreve. “Muita gente faz promessa e agradece a graça recebida trabalhando na organização, no preparo da comida e no atendimento ao público durante o evento. ”O trabalho não se limita à festa, as promoções para sua realização de forma tão grandiosa acontecem ao longo do ano. Toda terça-feira, tem o jantar de São Benedito e às quintas, o espetinho no largo da igreja.
 
Ainda segundo Cely, há cerca de 15 a 20 anos, famílias tradicionais cuiabanas doam comida para ser vendida durante a festa. Esse ano, de 19 a 23 de junho, uma semana antes da festa do Santo, acontece festival Semana de São Benedito Gourmetizada, envolvendo 10 restaurantes de Cuiabá, e um de Chapada dos Guimarães.
 
Organizado pelo jornalista e promoteur Fernando Baracat, em parceria com a Prefeitura Municipal de Cuiabá, Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), Senac, Sebrae, Unic e Univag, através de seus cursos de gastronomia. Cada restaurante foi convidado a criar um prato inspirado na cozinha tradicional de São Benedito ou mesmo apresentá-los com uma nova roupagem.
 
Os valores vão variar entre R$ 25,00 e R$ 50,00 sendo que 10% será revertido para o custeio da festa de São Benedito. Os clientes, por sua vez, vão receber como souvenir a oração e uma fita de São Benedito, abençoada pelo padre.
Divulgação

Costelinha suína ao molho tailandês - Santô
 
Baracat explica que o propósito do festival é ampliar e valorizar o espírito festivo, de fé, crença e cultura que atravessa gerações e se tornou um símbolo da religiosidade dos moradores de Cuiabá. “A intenção é levar a comida tradicional para ser servida de forma gourmetizada, em um ambiente preparado, moderno e avançado, respaldado pelos chef de cada estabelecimento participante”.
 
Ele ressalta que nessa primeira edição tiveram pouco tempo para arregimentar os restaurantes. “Começamos com 10 casas e apenas uma de Chapada dos Guimarães, mas nossa intenção é, em 2018, incluir Várzea Grande e fazer uma divulgação regional para que moradores das cidades do entorno possam vir a Cuiabá conhecer essa nossa rica cultura gastronômica”, enfatiza.
 
No restaurante Confrade, será servida a tradicional maria izabel, acompanhada de farofa de banana e feijão empamonado, ao custo de R$ 35. A proprietária Janete Carrilho Chaves diz que optaram por um prato bem tradicional com uma apresentação diferenciada.
Divulgação

Maria Izabel, farofa de banana e feijão empamonado - Prato do Restaurante 
Já o Essência Cuiabana optou pelo peixe com um toque inusitado. O chef de cozinha Gerson Bueno explica que a mojica de pintado será acompanhada de uma ventrecha de pacú, farofa de pequi, mandioca frita e arroz branco. O preço, R$ 57,90. Segundo ele, o cardápio da casa, cuja ambientação conta com cenários que reproduzem fachadas de casas cuiabanas, já conta com uma mojica de pintado, porém com os tradicionais acompanhamentos.
 
Aliás, o cardápio do Essência Cuiabana tem uma parte importante calcado na gastronomia regional, especialmente na parte dos petiscos Tchapa e Cruz, que inclui escondidinho de carne seca, bolinho de carne seca com pequi, pastel de pacu, pintado a palito, patola de jacaré, dentre outros. A outra parte do cardápio, chamada “Pau rodado” (gíria cuiabana para identificar quem vem de fora), é composta por petiscos típicos de bar como bolinhos de bacalhau, frango a passarinho e coisas do gênero.
 
Divulgação

Mojica de pintado com farofa de pequi no Essência Cuiabana
Mas voltemos ao festival Gastronômico São Benedito. O chef Raphael Maiomoni, do Dom Agostinho, se propôs a fazer uma releitura do ensopadão cuiabano, “com preparo diferente”, adverte. “Vou assar a costela, depois fazer um deglacê na assadeira para o molho. Alguns legumes serão assados separadamente com alecrim e azeite e outros grelhados”, descreve, acrescentando que vai servir com arroz branco.
 
Já o chef Irapuan Carvalho, do Acácia Cozinha de Família e Da Feira Tapiocaria, aposta em pratos que já serve na casa e que são muito bem-aceitos pelos clientes. No Acácia será o risoto cuiabano, feito com carne seca e banana da terra, a um preço de R$ 45. A tapioca também será cuiabana, que leva os mesmo ingredientes - carne seca com banana - e também é um sucesso.
Divulgação

Costelinha suína ao molho tailandês é a proposta do oriental Santô
Além destes participam do festival, o Galeto Cuiabano, com o Santo Ditinho; Santô, com costelinha suína ao molho tailandês; Pomodori, de Chapada dos Guimarães, com maria izabel e costelinha de porco; Chopão, com paçoca de pilão; e o Varadero.

 



// matérias relacionadas

Quinta, 05 de julho de 2018

15:42 - Petiscos e gostosuras para conter a ansiedade e torcer muito pelo Brasil

Quinta, 21 de junho de 2018

10:05 - Empório Brissac, um lugar para comprar, comer e distrair

Quinta, 14 de junho de 2018

10:05 - Taberna Portuguesa - Templo de sabores além-mar na Capital

Quinta, 07 de junho de 2018

10:05 - Referência em peixaria, Lélis tempera cardápio tradicional e criações ousadas

Quinta, 31 de maio de 2018

10:05 - Doces sabores inovam em confeitaria na Capital

Quinta, 26 de abril de 2018

11:30 - Aromas e sabores do restaurante Al Manzul em livro e também no rádio

Quinta, 05 de abril de 2018

15:56 - Chef revelação na gastronomia britânica, Anna Jones lança livro no Brasil

Quinta, 22 de março de 2018

10:05 - Sobremesas especiais para comemorar a Páscoa

Quinta, 15 de março de 2018

10:05 - Celeiro Grãos e Castanhas e Raposa Vegana, simples assim

Quinta, 08 de março de 2018

10:05 - Páscoa fabulosa com diversidade de sabores em Cuiabá


// leia também

Quinta, 22 de fevereiro de 2018

10:15 - Mundaréo e Varadero - Dois ambientes de muito charme e pontos em comum

Quinta, 15 de fevereiro de 2018

16:54 - Tortas surgem como opção para quem não come carne durante a Quaresma

Quinta, 08 de fevereiro de 2018

10:05 - Pão to Go inova com drive-thru e facilita a vida do freguês

Quinta, 01 de fevereiro de 2018

11:04 - Chef Rueda abre Hot Pork e usa só ingredientes feitos de forma artesanal

Sexta, 26 de janeiro de 2018

11:30 - Fartura de delícias com típico sabor cuiabano

Quinta, 18 de janeiro de 2018

10:00 - Cortes nobres que garantem uma experiência única

Quinta, 28 de dezembro de 2017

10:05 - Veja sugestões de receitas para a ceia e comemore a virada do ano bem leve

Sexta, 22 de dezembro de 2017

08:12 - Confira sugestões de receitas para a ceia de Natal, da entrada à sobremesa

Quinta, 14 de dezembro de 2017

10:05 - Bonanza Food Park reúne comida, bebida, diversão e arte

Quinta, 07 de dezembro de 2017

10:05 - Galeto com toque cuiabano faz ceia natalina