WhatsApp Twuitter

Quinta, 05 de outubro de 2017, 09h10

PEC está pronta para ser votada e deputados tentam limpar pauta

Janaiara Soares, repórter do GD


Marcos Lopes/ALMT

Os deputados estaduais continuam a apreciar os vetos que travam a pauta no Legislativo Estadual. Na noite desta quarta-feira (4) foram apreciados 11 vetos durante a sessão vespertina, sendo que 3 foram derrubados e 8 mantidos. A pauta dos vetos não foi esgotada porque alguns textos tiveram pedido de vistas e deverão entrar novamente nas próximas sessões.

Os deputados buscam limpar a pauta para que a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do Teto de Gastos entre em 1ª votação. Informações de bastidores apontam que os membros da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa já apreciaram as mais de 40 emendas apresentadas ao novo Regime Fiscal do Estado e com isso o projeto já estaria pronto para ser votado.

Vetos - O 1º veto a ser derrubado na noite dessa quarta-feira é referente ao Projeto de Lei 591/2015, de autoria do deputado estadual Zeca Viana (PDT), que institui a equoterapia como política de educação e como método terapêutico para a habilitação ou reabilitação de pessoas com deficiência. O governador Pedro Taques (PSDB) barrou o projeto de lei já aprovado na Assembleia, mas o líder do governo no Legislativo, deputado Dilmar Dal Bosco (DEM), liberou a base para derrubada e parabenizou o autor pela iniciativa.

Antes da votação, Zeca Viana também pediu a colaboração dos colegas pela aprovação. “Peço a compreensão com relação ao potencial desse projeto. A equoterapia tem eficiência na reabilitação de pessoas com deficiências motoras e pode viabilizar melhores condições de vida para essas pessoas”, destacou o deputado.

Outro veto derrubado foi o 29/2017 com relação ao PL 178/2016, de autoria do presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), deputado Eduardo Botelho (PSB), que torna obrigatória a disponibilização de internet wi-fi nos terminais rodoviários de Mato Grosso. Com 16 votos sim e 2 votos não, o veto foi derrubado.

O 3º item vetado pelo governo, mas recuperado pelo parlamento foi o veto 32/2017, que dispõe sobre o programa de regularização ambiental da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema). O líder Dilmar Dal Bosco justificou que os deputados tinham se reunido com o Poder Executivo e entraram em acordo pela derrubada do veto para permitir a regularização ambiental no Estado.

Presidente da Assembleia, Eduardo Botelho (PSB), afirmou que os demais vetos com pedidos de vistas aprovados devem ser apreciados em breve para que a pauta, atualmente suspensa, seja liberada.



// matérias relacionadas

Quarta, 18 de outubro de 2017

18:55 - Oposição se reúne com chefe da Casa Civil para debater PEC do Teto

07:35 - TJ concede liminar ao grupo de oposição e adia votação da PEC do Teto

Terça, 17 de outubro de 2017

19:52 - Oposição vai à Justiça para ganhar mais tempo na AL

19:30 - AL limpa pauta e começa votar PEC do Teto

Segunda, 16 de outubro de 2017

16:00 - Sem a PEC vamos atrasar salários, não vamos ter dinheiro, diz Taques

08:39 - Deputado é contra emendas à PEC e defende 10 anos do regime fiscal

Quinta, 12 de outubro de 2017

09:05 - PEC do Teto está pronta para ser votada com 9 emendas modificativas

Quarta, 11 de outubro de 2017

11:30 - Servidores protestam na Assembleia contra PEC do Teto de Gastos

Domingo, 08 de outubro de 2017

08:30 - PEC do Teto de Gastos segue para votação na próxima semana

Quarta, 04 de outubro de 2017

16:28 - Despesa com folha e deficit previdenciário preocupam Tesouro Nacional


// leia também

Sexta, 20 de outubro de 2017

19:16 - Cabo diz que encontro com Paulo Taques foi para selar acordo financeiro - veja vídeo

16:22 - Antonio Joaquim anuncia pré-candidatura e detona gestão Taques

15:17 - Delegada suspeita de venda de conversas grampeadas

10:47 - Antonio Joaquim ingressa no PTB e assume presidência do partido

09:42 - Delegada rebate críticas do MPE e defende legalidade de depoimento

09:41 - Bezerra afirma que Pronto Socorro terá emenda de R$ 82 milhões na íntegra

08:54 - Botelho contesta Taques sobre pouco tempo para empenhar emendas

Quinta, 19 de outubro de 2017

18:35 - Prefeito libera R$ 3,3 milhões em suplementação à Câmara

18:34 - Câmara de Cuiabá passa a realizar 2 sessões em apenas 1 dia da semana

17:34 - TCE envia ato de aposentadoria de Antonio Joaquim a Taques