WhatsApp Twuitter

Quinta, 11 de janeiro de 2018, 15h09

do ano passado

TJ cobra do Estado repasses atrasados do duodécimo

Celly Silva, repórter do GD


O Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) divulgou uma nota onde esclarece que o Poder Executivo ainda deve parte do repasse de novembro e todo duodécimo referente ao mês de dezembro de 2017, sem divulgar, no entanto, qual seria o montante devido.

Assessoria

Conforme a Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz), o Estado ainda deve ao Tribunal de Justiça o total de R$ 89,8 milhões relativo ao exercício de 2017 e nega que todo o repasse de dezembro esteja atrasado.

No mês passado, conforme consta no portal “Mira Cidadão”, o Executivo repassou ao Judiciário estadual a quantia de R$ 149,8 milhões. De acordo com os dados divulgados na ferramenta, se somados todos os repasses feitos ao longo de janeiro a dezembro de 2017, chega-se ao total da receita prevista pelo TJMT, que é de R$ 985,2 milhões, o que é contestado na nota divulgada pela instituição.

Segundo o Tribunal de Justiça, os R$ 148,8 milhões foram recebidos em duas parcelas pagas no dia 1º e 28, que foram usadas para o custeio das despesas com pessoal e extra pessoal relativas aos meses de outubro e novembro.

“Em relação a 2017, restam pendentes ainda o repasse de parte do duodécimo referente ao mês de novembro, bem como totalidade do duodécimo referente ao mês de dezembro”, diz trecho da nota.

Leia também - Receita do Estado em 2018 será de R$ 20,3 bilhões

Os sucessivos atrasos no repasse do duodécimo ao Judiciário, que vêm se arrastando desde 2016, levaram o Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário do Estado (Sinjusmat) a formular um pedido de abertura de procedimento administrativo de tomada de contas especial, que será protocolado junto ao Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT) assim que o recesso acabar, segundo o presidente do sindicato Rosenwal Rodrigues.

Ele é oficial de justiça e afirma que a rotina dos servidores e magistrados está sendo prejudicada por conta da falta de recursos no tempo regulamentar. Ele explica que desde novembro, o TJ não paga mais os salários dentro do mês trabalhado e sim, no mês subsequente ao trabalhado.

Leia também - Defensores públicos vão ao STF cobrar duodécimos atrasados do Estado

Rosenwal afirma que o Sinjusmat também vai acionar o Executivo na Justiça, apontando crime de responsabilidade fiscal por interferir na autonomia dos outros poderes e órgãos, por meio do atraso nos repasses constitucionais. Ele afirma que o problema não encontra amparo na justificativa dada pelo governador Pedro Taques (PSDB) de que o Estado tem arrecadado menos. “Vamos provar que o governo do Estado não está tendo diminuição da receita. [...] Ele está pedalando mais do que a Dilma!”, afirma.

Confira a nota do TJMT na íntegra:

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso esclarece que recebeu, em dezembro de 2017, R$ 148.891.280,23 como repasse de duodécimo oriundo do Poder Executivo Estadual, assim distribuídos:

- Em 1º de dezembro de 2017 a instituição recebeu duodécimo destinado ao custeio das despesas com pessoal e extra pessoal referente ao mês de OUTUBRO;

- Em 28 de dezembro de 2017 foi feito repasse parcial referente ao mês de NOVEMBRO, para o custeio parcial das despesas com pessoal e o custeio integral com as despesas extra pessoal.

Os valores recebidos são empregados no custeio das atividades do Poder Judiciário de Mato Grosso e na realização de investimentos necessários ao aprimoramento dos serviços forenses, tanto na sede do Tribunal de Justiça quanto nas 79 comarcas.

Em relação a 2017, restam pendentes ainda o repasse de parte do duodécimo referente ao mês de NOVEMBRO, bem como totalidade do duodécimo referente ao mês de DEZEMBRO.

Coordenadoria de Comunicação do TJMT 



// matérias relacionadas

Terça, 05 de junho de 2018

15:10 - Governo tenta acordo com Defensoria para evitar bloqueio de contas - veja vídeo

Segunda, 04 de junho de 2018

16:02 - Proposta de LDO reduz duodécimo de Poderes para 2019

Sexta, 01 de junho de 2018

08:15 - Defensoria rejeita conciliação e pede bloqueio de R$ 12,6 milhões do Estado

Segunda, 28 de maio de 2018

08:05 - Taques quer suspender decisão que obriga pagar duodécimo e tenta conciliação

Terça, 22 de maio de 2018

08:25 - STF notifica Pedro Taques para repassar duodécimo atrasado à Defensoria

Quinta, 17 de maio de 2018

08:24 - Ministra do STF afirma que Taques não comprova frustração de receita

Quarta, 16 de maio de 2018

07:19 - Justiça manda Pedro Taques pagar duodécimo atrasado e cumprir calendário

Quinta, 26 de abril de 2018

08:40 - Chamado de mentiroso, Taques comprova repasses de R$ 5 mi de duodécimo

Sábado, 21 de abril de 2018

08:00 - Estado deve R$ 100 milhões à Assembleia de duodécimo atrasado

Terça, 10 de abril de 2018

08:24 - Sindicato acusa Taques de mentir em ação sobre duodécimo e quer condenação


// leia também

Segunda, 16 de julho de 2018

13:30 - Tem que fechar a Assembleia, dispara Botelho sobre vedações eleitorais

13:12 - Dnit entrega anteprojeto de obra do Rodoanel e assegura R$ 500 milhões

12:41 - Emanuel Pinheiro anuncia Júnior Leite na Secretaria de Comunicação

10:03 - Preso há dois meses, Mauro Savi recebe salários como deputado

09:21 - Maia promete votação do projeto que altera a Lei Kandir

07:04 - Antero assume a 10ª disputa para eleger Mauro Mendes e Jayme Campos

Domingo, 15 de julho de 2018

11:57 - Financiamento de campanhas será com dinheiro público

11:01 - Justiça manda governador Pedro Taques explicar gastos em reuniões com servidores

Sábado, 14 de julho de 2018

11:49 - Adilton Sachetti insiste em aliança com Mauro Mendes

Sexta, 13 de julho de 2018

17:08 - Taques terá que explicar sobre dinheiro usado para eventos com comissionados