WhatsApp Twuitter

Sexta, 12 de janeiro de 2018, 13h20

política de mt

Taques rebate sindicalistas e afirma que honrou com reajuste dos servidores

Janaiara Soares, repórter do GD


O govenador Pedro Taques (PSDB) rebateu a crítica dos membros do Fórum Sindical de que ele está fazendo uma política salarial desastrosa. De acordo com o tucano, ele respeita a opinião dos servidores, mas ressalta os feitos para o funcionalismo como ter mantido todas as leis de carreiras que foram aprovadas na gestão Silval Barbosa e que seriam o principal motivo dos problemas de caixa atualmente.

Marcus Vaillant

Pedro Taques

“Crítica na democracia é possível e eu como político tenho que ter paciência. Respeito mas discordo desse posicionamento. Todos os aumentos salariais da administração passada foram mantidos pela nossa administraçã. Não existe nenhum que não mantivemos, RGA pagamos todos”, afirma o governador.

Desde o ínicio de sua gestão o tucano desaprova as mais de 100 leis de carreira do funcionalismo aprovadas na última semana do governo anterior. De acordo com o gestor, todas foram editadas sem avaliação dos respectivos impactos econômico, orçamentário e fiscal, como determina a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Quando assumiu o Estado, Pedro Taques afirmou que os servidores não poderiam ser responsabilizados, tampouco penalizados, por leis de carreira “criminosas” aprovadas. O Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT), porém, emitiu alerta ao governador em razão de extrapolar o limite prudencial com gastos de pessoal no segundo quadrimestre de 2017.

Análise dos Relatórios Resumidos de Execução Orçamentária (RREO) e dos Relatórios de Gestão Fiscal (RGF) demonstram que o Poder Executivo comprometeu 47,39% da receita com pessoal, ultrapassando o limite prudencial de 46,55%.



// matérias relacionadas

Sexta, 19 de janeiro de 2018

13:03 - Posse no staff de Pedro Taques é desprestigiada

10:41 - Pedro Taques diz que não há rixa com deputados

Quarta, 17 de janeiro de 2018

17:26 - Governador Taques busca liberação de R$ 100 milhões para a saúde

16:24 - Chineses anunciam investimentos de US$ 22 milhões em Mato Grosso

Terça, 16 de janeiro de 2018

16:44 - Silval detona Taques e diz que fechou gestão com pagamentos em dia

Sábado, 13 de janeiro de 2018

09:15 - Novo sistema de transporte intermunicipal deverá incrementar turismo

Sexta, 12 de janeiro de 2018

07:30 - Taques veta projeto que obrigava prestação de contas sobre renúncias fiscais

Quinta, 11 de janeiro de 2018

11:01 - Estado publica edital de concessão de 533 km e terá leilão na bolsa

10:46 - Governo de MT quita salários de todos os servidores nesta quinta-feira

08:30 - Fávaro veta projeto que altera regras fundiárias


// leia também

Sábado, 20 de janeiro de 2018

15:30 - Presidente do TJ nega complacência com Taques

13:45 - Baracat e Jayme deixam secretariado de Várzea Grande

12:30 - Fávaro quer disputar governo e conversa com oposição, revela Fagundes

08:30 - Wilson nega indicação ao TCE e afirma que vai à reeleição

08:07 - Preso em casa, ex-governador Silval faz faculdade de Teologia - veja vídeo

Sexta, 19 de janeiro de 2018

16:20 - Marrafon diz que conversa com Percival sobre filiação no PPS

12:06 - Prefeito sanciona 13º de vereadores

11:03 - 'É preciso transparência', diz líder do governo sobre CPI do Fundeb e Fethab

10:10 - Wilson será investigado após áudio de Jajah sobre verba indenizatória

08:27 - Gallo assume Sefaz e prepara cronograma de pagamentos