WhatsApp Twuitter

Sexta, 12 de janeiro de 2018, 13h20

política de mt

Taques rebate sindicalistas e afirma que honrou com reajuste dos servidores

Janaiara Soares, repórter do GD


O govenador Pedro Taques (PSDB) rebateu a crítica dos membros do Fórum Sindical de que ele está fazendo uma política salarial desastrosa. De acordo com o tucano, ele respeita a opinião dos servidores, mas ressalta os feitos para o funcionalismo como ter mantido todas as leis de carreiras que foram aprovadas na gestão Silval Barbosa e que seriam o principal motivo dos problemas de caixa atualmente.

Marcus Vaillant

Pedro Taques

“Crítica na democracia é possível e eu como político tenho que ter paciência. Respeito mas discordo desse posicionamento. Todos os aumentos salariais da administração passada foram mantidos pela nossa administraçã. Não existe nenhum que não mantivemos, RGA pagamos todos”, afirma o governador.

Desde o ínicio de sua gestão o tucano desaprova as mais de 100 leis de carreira do funcionalismo aprovadas na última semana do governo anterior. De acordo com o gestor, todas foram editadas sem avaliação dos respectivos impactos econômico, orçamentário e fiscal, como determina a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Quando assumiu o Estado, Pedro Taques afirmou que os servidores não poderiam ser responsabilizados, tampouco penalizados, por leis de carreira “criminosas” aprovadas. O Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT), porém, emitiu alerta ao governador em razão de extrapolar o limite prudencial com gastos de pessoal no segundo quadrimestre de 2017.

Análise dos Relatórios Resumidos de Execução Orçamentária (RREO) e dos Relatórios de Gestão Fiscal (RGF) demonstram que o Poder Executivo comprometeu 47,39% da receita com pessoal, ultrapassando o limite prudencial de 46,55%.



// matérias relacionadas

Sexta, 20 de julho de 2018

11:55 - Juiz nega pedido de advogado que tentava remarcar audiência da grampolândia

Quarta, 11 de julho de 2018

17:45 - TRE proíbe governador de prorrogar programa que parcela dívidas

16:44 - Taques oficializa Fábio Calmon na chefia da Ager

Terça, 10 de julho de 2018

11:00 - Mesmo com redução na arrecadação de ICMS, governo paga salários hoje

Domingo, 08 de julho de 2018

08:00 - Silval diz ter deixado R$ 4 bilhões em caixa e obras para Taques só 'pregar placas'

Sábado, 07 de julho de 2018

18:30 - Reforma tributária de Taques fica só na promessa

Quinta, 05 de julho de 2018

19:02 - Governador Pedro Taques oficializa baixas no staff

14:09 - Juiz retoma processo e marca interrogatório de militares suspeitos por grampos

Quarta, 04 de julho de 2018

13:41 - Taques diz que Silval roubou R$ 1 bilhão e quer dar entrevista como 'popstar'

Terça, 03 de julho de 2018

15:45 - Governador Pedro Taques justifica entrega de obra da saúde inacabada


// leia também

Domingo, 22 de julho de 2018

13:24 - Disputa ao governo une antigos 'adversários' políticos

12:25 - Cartilha orienta agentes públicos sobre condutas em período de campanha

11:28 - Campanha eleitoral de 3 pré-candidatos já têm coordenadores definidos

Sábado, 21 de julho de 2018

11:27 - Chapa de Taques para reeleição se define com Leitão, Sachetti e Selma

Sexta, 20 de julho de 2018

15:46 - Prazo para convenções partidárias vai até 5 de agosto; confira o calendário

10:40 - Apoio do PP a Alckmin não deve interferir em Mato Grosso, garante Ezequiel Fonseca

08:06 - Composição entre MDB e DEM não agrada as bases

08:00 - Eu não faço isso, diz governador sobre negociação entre DEM e MDB

07:51 - PSL de Selma é liberado para coligar com PSDB de Taques

Quinta, 19 de julho de 2018

11:18 - OAB, Mendes, Fávaro e MDB negam negociação por indicação e falam em ilação