WhatsApp Twuitter

Sábado, 13 de janeiro de 2018, 09h53

Formação de frentinha

Apoio à majoritária é desafio para nanicos em busca de uma vaga na ALMT

Renan Marcel, especial para A Gazeta


Otmar de Oliveira

A articulação em prol da formação de uma “frente suprapartidária”, cujas siglas não possuem representatividade na Assembleia Legislativa ou entre a bancada federal de Mato Grosso, terá que elaborar uma “engenharia política” para conseguir abrigar todas as legendas interessadas em formalizar o grupo e, ao mesmo tempo, suas respectivas alianças ou manifestações de apoio para as candidaturas majoritárias nas eleições deste ano.

A avaliação é do vereador por Cuiabá Dilemário Alencar (Pros), um dos líderes partidários envolvidos na movimentação na Câmara de Cuiabá. Segundo ele, além do Pros, o grupo é composto, até o momento, pelo PRB, da ex-senadora Serys Slhessarenko, o PMN, PPL, o PRTB, do vereador Macrean Santos, e o Avante (antigo PTdoB), do vereador Juca do Guaraná.

Também tem se interessado pelas tratativas o Podemos, cujo principal nome é o do senador José Medeiros, candidato à reeleição e cotado governador pelo próprio partido.

As conversas sobre a frente dos “nanicos” ainda é embrionária, mas a meta é alcançar também legendas como o PRT, do líder do prefeito, vereador Lilo Pinheiro, PSDC, representado na Câmara de Cuiabá pelo vereador Elizeu Nascimento, e o PSL, do Wilson Kero Kero, que deverá receber o deputado federal e presidenciável Jair Bolsonaro.

Diante de tanta diversidade e histórico de alianças, a discussão deve se aprofundar sobre a liberdade de cada partido em apoiar os candidatos ao governo de Mato Grosso e ao Senado.

Para presidente, já é certa a livre associação. Uma reunião marcada para este mês deve consolidar, ou não, a estratégia. O grupo teme o efeito do chamado “fundão partidário”, aprovado pela Câmara Federal no ano passado para financiar campanhas eleitorais. “Não vai ter outro jeito a não ser nos unirmos. A máquina partidária das grandes legendas ficou muito mais forte”, avalia Dilemário.



// matérias relacionadas

Domingo, 22 de julho de 2018

08:54 - Quatro candidatos são confirmados para disputar as eleições presidenciais

Sábado, 21 de julho de 2018

18:00 - PMN rejeita candidatura de ex-apresentadora Valéria Monteiro

14:00 - Alckmin exclui de acordo rever reforma trabalhista

Sexta, 20 de julho de 2018

11:51 - PDT deve oferecer ao PSB vaga de vice de Ciro Gomes

Quarta, 18 de julho de 2018

13:54 - Dinheiro vivo declarado na eleição será fiscalizado

Terça, 17 de julho de 2018

15:30 - Líder do PR diz que bancada está dividida entre Lula e Bolsonaro

11:22 - Marina lança site para arrecadar recursos e financiar campanha eleitoral

Segunda, 16 de julho de 2018

11:37 - MBL pede que TSE declare Lula inelegível antes de registro de candidatura

Domingo, 15 de julho de 2018

11:01 - Justiça manda governador Pedro Taques explicar gastos em reuniões com servidores

Sexta, 13 de julho de 2018

15:52 - Flávio Rocha desiste de candidatura à Presidência


// leia também

Domingo, 22 de julho de 2018

13:24 - Disputa ao governo une antigos 'adversários' políticos

12:25 - Cartilha orienta agentes públicos sobre condutas em período de campanha

11:28 - Campanha eleitoral de 3 pré-candidatos já têm coordenadores definidos

Sábado, 21 de julho de 2018

11:27 - Chapa de Taques para reeleição se define com Leitão, Sachetti e Selma

Sexta, 20 de julho de 2018

15:46 - Prazo para convenções partidárias vai até 5 de agosto; confira o calendário

10:40 - Apoio do PP a Alckmin não deve interferir em Mato Grosso, garante Ezequiel Fonseca

08:06 - Composição entre MDB e DEM não agrada as bases

08:00 - Eu não faço isso, diz governador sobre negociação entre DEM e MDB

07:51 - PSL de Selma é liberado para coligar com PSDB de Taques

Quinta, 19 de julho de 2018

11:18 - OAB, Mendes, Fávaro e MDB negam negociação por indicação e falam em ilação