WhatsApp Twuitter

Quinta, 08 de fevereiro de 2018, 07h30

POLÍTICA DE MT

DEM se fortaleceu e deve disputar o governo, diz Júlio Campos - veja vídeo

Karine Miranda, repórter do GD


Um dos principais líderes do Democratas (DEM) em Mato Grosso, o ex-senador e ex-governador Júlio Campos afirmou que a tendência é que o partido lance candidaturas próprias ao governo do Estado e ao Senado neste ano, com o apoio do ministro da Agricultura, Blairo Maggi (PP).

Otmar de Oliveira

Julio Campos 

Segundo Campos, o partido e seu grupo possuem musculatura suficiente para compor chapas próprias, com nomes fortes como o do ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes, e também o ex-senador Jayme Campos.

Mauro, segundo ele, tem 99% de compromisso firmado para se filiar ao DEM, enquanto Jayme não está satisfeito em ser a segunda opção da coligação de Taques na vaga no Senado.

Leia mais - Taques vai reeditar chapa com Fávaro de vice; Leitão vai ao Senado

“Acredito que em uma não chapa única com Pedro Taques liderando, se for ter uma disputa, eu acho que a tendência maior do Blairo é vir para composição que o DEM estará liderando”, disse em entrevista ao Jornal do Meio, da TV Vila Real.

Além de Mendes e Jayme, o partido também contará com nomes dos deputados federais Fábio Garcia e Adilton Sachetti, ambos dissidentes do PSB. Fábio, inclusive, já se filiou nesta quarta-feira (7) com a presença de lideranças nacionais do DEM.

Ainda segundo Campos, está prevista uma reestruturação do partido, que vai permitir um reforço ainda maior ao grupo. Todos os diretórios estaduais serão extinguidos pelo Diretório Nacional e uma comissão provisória será nomeada.

A comissão será composta por 25 políticos e não mais 11. Serão 12 membros indicados pela antiga comissão e outros 12 membros indicados pelo novos filiados, além de um presidente interino.

“O DEM está preparado para disputar as candidaturas de governador e senador com candidaturas próprias, com chapa de deputado federal e estadual. Além disso, já afirmei de que nosso compromisso, da coligação de 2014, se encerra agora. Não temos nenhum compromisso de ir coligado com antigo PDT”.

Veja a matéria completa:

              

 



// matérias relacionadas

Domingo, 20 de maio de 2018

11:11 - Aliança competitiva em reduto eleitoral ainda é minoria

Quinta, 17 de maio de 2018

16:22 - PSC não considera apoiar outro candidato ao Planalto, diz Pastor Everaldo

13:45 - Após Bolsonaro, Alckmin admite facilitar porte de armas se for eleito

Quarta, 16 de maio de 2018

19:00 - Bolsonaro; Se dependesse de mim, Magno Malta (PR) seria meu vice

Terça, 15 de maio de 2018

17:30 - Meirelles diz que candidatura de Bolsonaro preocupa o mercado

13:37 - 91% dos deputados alvo da Lava Jato disputam eleição

Segunda, 14 de maio de 2018

13:55 - Sem Lula, Bolsonaro lidera em todos os cenários, indica pesquisa CNT/MDA

Quinta, 10 de maio de 2018

18:30 - Alckmin diz querer manter diálogo com Temer, DEM e Solidariedade

Quarta, 09 de maio de 2018

14:16 - Minha candidatura é a de presidente, diz Henrique Meirelles

Terça, 08 de maio de 2018

19:00 - Para Maia, votos de Barbosa devem se pulverizar


// leia também

Segunda, 21 de maio de 2018

18:46 - Prefeitura de Cuiabá paga reajuste de 1,69% aos servidores

11:52 - Controladoria faz auditoria em gestão financeira e contábil do Estado

11:14 - Progressista descarta aliança e declara oposição a Taques

Domingo, 20 de maio de 2018

15:00 - Jayme rompe com Taques, fala em 'estelionato' e quer Mendes para governo

08:30 - Governador vai exigir que hospitais comprovem prestação de serviços

08:00 - PSD vai punir 'desobedientes' que apoiarem Taques, afirma Neurilan Fraga

Sábado, 19 de maio de 2018

15:13 - Democracia Cristã lança pré-candidatura de Roberto Barra ao Senado

08:35 - Não vou discutir o passado, diz senador ao rebater Pedro Taques

08:30 - Neurilan Fraga recua de candidatura a deputado federal e fica na AMM

Sexta, 18 de maio de 2018

18:42 - Trincheira do Santa Rosa é entregue ao custo final de R$ 30,6 milhões