WhatsApp Twuitter

Quinta, 08 de fevereiro de 2018, 16h40

salários

Servidores cobram salário no dia 10 e ameaçam paralisação geral

Karine Miranda, repórter do GD


Membros Fórum Sindical, que representa 30 categorias de servidores públicos estaduais, estiveram na Casa Civil na tarde desta quinta-feira (8) para cobrar informações do Governo do Estado sobre o pagamento do salário no próximo sábado (10). Eles ameaçam promover uma paralisação geral caso não ocorra o pagamento.

Os servidores protocolaram na Casa Civil um documento requerendo com urgência uma reunião entre o secretário Max Russi e o secretário de Fazenda, Rogério Gallo, diante do temor de que não haja recursos para o pagamento dos salários.

Chico Ferreira

Servidores ameaçam greve geral

“Pelos pronunciamentos dos secretários junto à imprensa, dão a transparecer que, em o governo cumprindo com o repasse do duodécimo dos Poderes, bem como os demais repasses constitucionais, o governo não teria recursos suficientes para honrar o pagamento da folha do Executivo”, diz trecho do ofício.

De acordo com presidente do Fórum Sindical, Oscarlino Alves, há um temor por parte dos servidores de que o pagamento não seja realizado no dia 10, além da proximidade do recesso de Carnaval, o que poderia levar a um atraso maior no pagamento, caso a folha de pagamento não seja processada até amanhã.

“Estamos recebendo pressão das bases, pois representamos categorias. Em função dessa pressão, nos reunimos hoje. A data do pagamento está se aproximando. Estamos nessa incerteza. Não temos nota oficial tranquilizando os servidores, dizendo que o governo vai pagar de acordo com a legislação”, disse.

Oscarlino lembrou ainda que o governador já anunciou as dificuldades financeiras enfrentadas ao propor o Fundo de Estabilização Fiscal para garantir os ajustes na administração pública. “Vimos o discurso de Taques na Assembleia Legislativa falando do desajuste fiscal que o Estado enfrenta hoje (...) e precisamos de uma nota oficial do Governo se vão pagar dia 9, dia 10. Em posse dessas informação precisamos tranquilizar os servidores”.

Ainda segundo Oscarlino, o grau de endividamento dos servidores aumentou em decorrência da mudança da data dos pagamentos. Isto porque, desde 2016, por problemas financeiros, o Estado passou a pagar os salários no dia 10 do mês subsequente ao trabalhado e não mais no último dia útil.

No entanto, em alguns meses, o Governo realizou o pagamento dos salários de acordo com a faixa salarial e extrapolou o limite constitucional para o pagamento, que é dia 10. “Se você pegar a folha de pagamento dos servidores, o holerite, é assustador. O empréstimo é pontual. Cada mês que atrasa, os servidores têm uma parcela a mais no consignado. O servidor está comendo toda a margem dele e não está conseguindo saldar as contas”.

Ainda segundo Oscarlino, está previsto que os secretários recebam os membros do Fórum ainda hoje. A expectativa é que sejam repassadas informações de que o pagamento será realizado até o dia 10, caso contrário os servidores poderão paralisar suas atividades.



// matérias relacionadas

Sexta, 17 de agosto de 2018

07:15 - Estado faz contraproposta ao projeto de reajuste do FEX

Quinta, 16 de agosto de 2018

10:00 - Cabo pede que governador e primo sejam ouvidos como testemunhas dos grampos

Quarta, 15 de agosto de 2018

07:38 - Oposição vai questionar na Justiça decreto de Taques para parcelamento

07:20 - Taques publica decreto para pagar dívidas em 11 vezes

Terça, 14 de agosto de 2018

08:13 - CPI dos grampos precisa de 16 assinaturas na Assembleia Legislativa

Segunda, 13 de agosto de 2018

19:03 - Governo debate Lei Kankir e tenta adiantar FEX

14:54 - Réu em processo dos grampos, Jarbas é promovido de nível na PJC

Sexta, 10 de agosto de 2018

18:13 - Taques veta incentivos fiscais para cervejarias

17:25 - Governo tem 10 dias para apresentar cronograma de obras e evitar intervenção

Quinta, 09 de agosto de 2018

23:12 - MP pede intervenção federal em MT e Justiça tenta conciliar Poderes


// leia também

Sexta, 17 de agosto de 2018

07:26 - Burocracia reduz campanha em circulação

Quinta, 16 de agosto de 2018

19:23 - Deputado Baiano Filho desiste de reeleição e deve apoiar Mendes ao governo

17:29 - Mauro Mendes é gravado criticando escala de PMs e depois fala em fake news - ouça áudios

16:57 - Jayme aponta vantagem de Mauro Mendes em relação a adversários

14:14 - Câmara de Cuiabá institui sessão única durante período eleitoral

13:25 - Ex-secretária de Saúde confirma que nepotismo a fez deixar gestão de Emanuel

13:00 - Mendes inicia campanha criticando gestão Taques e atrasos de repasses

09:55 - Juiz manda retirar outdoor favorável a Bolsonaro em Alta Floresta

07:22 - Candidatos já podem começar a pedir votos

Quarta, 15 de agosto de 2018

19:00 - Taques só entende de grampos ilegais, reage advogado do senador Medeiros