WhatsApp Twuitter

Sexta, 04 de maio de 2018, 10h32

ex-aliados

Mendes desafia Taques a comparar gestão de cada um e diz que crise já passou

Pablo Rodrigo, repórter do GD


Chico Ferreira

O ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes (DEM), voltou a criticar a gestão do seu ex-aliado, Pedro Taques (PSDB). Desta vez, Mendes desafiou o governador a comparar números entre a sua gestão como prefeito (2013-2016) com os dados do governo Taques (2015-2018). "É simples. Basta ver como peguei a prefeitura de Cuiabá, vamos ver o balanço lá de 2012, que foi o ano que foi me entregue, no início de 2013 e ver como foi entregue em 2016", disse Mendes em entrevista à rádio Capital FM nesta sexta (4).

"Vamos ver o balanço de 2014 e vamos ver o balanço 2017. Vamos ver quanto que tinha de restos a pagar lá [no Estado], e de dívida vencida. E não vem falar de crise não, porque crise já passou. O Brasil está crescendo de novo, está gerando emprego. Mato Grosso cresceu a arrecadação e isso é verdade, isso é fato", completou.

O desafio foi em resposta à declaração do governador na semana passada, que ironicamente disse que "algumas empresas quebram também por fracasso”, fazendo alusão às empresas Mavi Engenharia e Construções, Bipar Investimentos e Participações S/A, Bipar Energia S/A e Bimetal Indústria Metalúrgica, de propriedade de Mendes estarem em recuperação judicial com dívidas de R$ 100 milhões.

Segundo Mendes, as suas empresas só tiveram problemas durante a sua ausência, enquanto esteve à frente do município de Cuiabá. "Durante 25 anos que eu estive, eu mostro os balanços, ano após ano cresceu, deu lucro e por isso que virou uma grande empresa", explicou. "Sai de lá e infelizmente tiveram problemas".

Mendes também voltou a criticar a gestão tucana, afirmando que "milhares" de pessoas estão sendo prejudicadas e que "milhares de pessoas estão sofrendo na fila da Saúde, estão sofrendo no interior porque os hospitais regionais não estão funcionando".

"Eu não quero discutir isso porque essa discussão certamente ela vai acontecer no momento adequado, mas isso é fato. Se ele quis jogar conversa fiada do meu lado, para mim não pega e graças a Deus eu tenho a minha história e respondo por ela com muito orgulho", pontuou.

José Medeiros/GCOM MT

Sobre sua decisão de se candidatar ou não, Mendes disse que está trabalhando muito para se desvenciliar dos compromissos empresariais " para ter essa condição [de disputar as eleições]".

"Eu disse que gostaria de contribuir e gostaria até de ser candidato. Tenho alguns problemas e tenho que resolvê-los. Se eu conseguir resolvê-los eu poderei me colocar à disposição. Se não conseguir em tempo eu libero vocês para seguir os caminhos que quiserem". 



// matérias relacionadas

Sexta, 17 de agosto de 2018

19:49 - MPE barra candidatura de Miguelão a deputado

19:35 - TRE define tempo de propaganda no rádio e TV

18:31 - Pecival Muniz declara apoio a Jayme Campos para o Senado

16:21 - TRE nega pedido de Mendes para exonerar 20 assessores do governo

16:15 - Fagundes promete não ficar 'preso' no Palácio se for eleito governador

15:20 - Rui Prado rebate Fávaro e lembra que papel de vice é de ajudar o governo

13:03 - Tenente-coronel manda recado a Mauro Mendes por criticar escala de policiais - veja vídeo

11:46 - Selma Arruda consegue autorização judicial para acessar dados de pesquisa

09:54 - Justiça condena Juca do Guaraná a retirar gabinete itinerante de circulação

07:26 - Burocracia reduz campanha em circulação


// leia também

Sexta, 17 de agosto de 2018

07:15 - Estado faz contraproposta ao projeto de reajuste do FEX

Quinta, 16 de agosto de 2018

19:23 - Deputado Baiano Filho desiste de reeleição e deve apoiar Mendes ao governo

17:29 - Mauro Mendes é gravado criticando escala de PMs e depois fala em fake news - ouça áudios

16:57 - Jayme aponta vantagem de Mauro Mendes em relação a adversários

14:14 - Câmara de Cuiabá institui sessão única durante período eleitoral

13:25 - Ex-secretária de Saúde confirma que nepotismo a fez deixar gestão de Emanuel

13:00 - Mendes inicia campanha criticando gestão Taques e atrasos de repasses

09:55 - Juiz manda retirar outdoor favorável a Bolsonaro em Alta Floresta

07:22 - Candidatos já podem começar a pedir votos

Quarta, 15 de agosto de 2018

19:00 - Taques só entende de grampos ilegais, reage advogado do senador Medeiros