WhatsApp Twuitter

Sexta, 08 de junho de 2018, 16h55

controladoria-geral do Estado

Ex-secretário Marcel de Cursi é ouvido sobre fraudes em incentivos

Celly Silva, repórter do GD


O ex-secretário de Estado de Fazenda na gestão de Silval Barbosa, Marcel Souza de Cursi, presta depoimento na tarde desta sexta-feira (8), na sede da Controladoria Geral do Estado (CGE), num processo administrativo disciplinar (PAD) que responde a respeito de irregularidades na concessão de incentivos fiscais por meio do Programa de Desenvolvimento Econômico, Industrial e Comercial de Mato Grosso (Prodeic). Os benefícios foram concedidos a empresários entre os anos de 2011 e 2014, quando Cursi atuou como secretário-adjunto da Receita Pública e secretário estadual de Fazenda.

Chico Ferreira

Marcel de Cursi

Por este mesmo assunto, ele virou réu e foi condenado numa ação penal oriunda da operação Sodoma, que tramitou na 7ª Vara Criminal de Cuiabá. 

Na tarde de quinta-feira (7), ele também prestou depoimento por mais de 2 horas. A oitiva é a última que faltava para concluir o PAD em que Cursi é investigado.

A pedido de Cursi, a ordem de interrogatórios foi invertida. Assim, ele acompanhou os depoimentos de todas as testemunhas do processo (o que é permitido pela legislação) e somente depois foi ouvido pela comissão processante, composta pelos servidores Jakeline Sipriano de Souza (que presidente o PAD), José Esperidião da Costa Marques Filho e Mário Marcio Pereira Lopes. A 1ª é lotada na CGE e os demais na Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz), onde Marcel de Cursi trabalhava antes de virar réu.

Leia também - Marcel de Cursi é condenado à perda do cargo e 12 anos de prisão

O PAD foi instaurado em novembro de 2015 e já estava na etapa final. Se comprovadas as irregularidades apontadas (valer-se do cargo público para lograr proveito pessoal, receber vantagens de qualquer espécie em razão de suas atribuições, crime contra a administração pública, improbidade administrativa, lesão aos cofres públicos e corrupção), Marcel de Cursi poderá ser demitido do cargo público. 

Ele ocupa o cargo de fiscal de tributos estaduais desde 1990. A pena imposta pela juíza Selma Arruda (agora aposentada) inclui a perda do cargo público. Porém, a sentença ainda não transitou em julgado, ou seja, ainda cabem recursos e assim ele continua sendo um funcionário da Sefaz.



// matérias relacionadas

Quinta, 16 de agosto de 2018

14:18 - Ministério Público é contra revogação de cautelares de Chico Lima

Sexta, 29 de junho de 2018

11:27 - Justiça retira tornozeleira de ex-secretário adjunto preso na Sodoma

Segunda, 04 de junho de 2018

11:33 - Falta de tornozoleiras no DF beneficia réu de MT

10:40 - Quase 2 anos e 3 meses após decisão, ex-secretário segue sem tornozeleira

Quarta, 23 de maio de 2018

08:39 - Silval está inconformado com pena de 14 anos de prisão e apela de condenação

Sexta, 11 de maio de 2018

13:30 - Ex-governador Silval Barbosa agiu como 'sócio das receitas do Estado'

12:00 - Propina, caixa 2 e compra de gado resultaram na condenação de Silval e mais 15 réus

08:40 - Silval, Riva, Nadaf e mais 12 são condenados por corrupção; veja as penas de cada um

Terça, 24 de abril de 2018

10:04 - Juíza manda MST desocupar fazenda de Silval entregue em delação

Sexta, 13 de abril de 2018

07:15 - Polícia investiga membros por vazamentos de operação que prendeu Silval


// leia também

Sexta, 17 de agosto de 2018

13:03 - Tenente-coronel manda recado a Mauro Mendes por criticar escala de policiais - veja vídeo

07:26 - Burocracia reduz campanha em circulação

07:15 - Estado faz contraproposta ao projeto de reajuste do FEX

Quinta, 16 de agosto de 2018

19:23 - Deputado Baiano Filho desiste de reeleição e deve apoiar Mendes ao governo

17:29 - Mauro Mendes é gravado criticando escala de PMs e depois fala em fake news - ouça áudios

16:57 - Jayme aponta vantagem de Mauro Mendes em relação a adversários

14:14 - Câmara de Cuiabá institui sessão única durante período eleitoral

13:25 - Ex-secretária de Saúde confirma que nepotismo a fez deixar gestão de Emanuel

13:00 - Mendes inicia campanha criticando gestão Taques e atrasos de repasses

09:55 - Juiz manda retirar outdoor favorável a Bolsonaro em Alta Floresta