WhatsApp Twuitter

Sábado, 09 de junho de 2018, 16h58

prisão de mauro savi

AL já fez o que podia para tentar liberar Savi, afirma Maluf

Pablo Rodrigo, repórter de A Gazeta


Marcos Lopes

Guilherme Maluf

Primeiro-secretário da Assembleia Legislativa, Guilherme Maluf (PSDB) acredita que o Parlamento já fez seu papel no caso da prisão preventiva do deputado Mauro Savi (DEM). Para o tucano, cabe agora à defesa do democrata decidir que medidas podem ser tomadas.

“A Assembleia não tem mais nada a fazer. Todas medidas cabíveis ao Parlamento foram tomadas. Agora só resta as vias judiciais”, disse.

A declaração é em relação a decisão do desembargador José Zuquim Nogueira, que desconsiderou a resolução aprovada pela AL que determinada “a não manutenção da prisão” de Savi, recluso há 31 dias no Centro de Custódia da Capital (CCC).

Para Maluf, a Mesa Diretora deve deixar o assunto a cargo da Procuradoria Legislativa, que poderá recorrer a outras instâncias. “Ainda não conversei com os outros deputados, mas a Procuradoria deve recorrer”.

A resolução foi aprovada na sessão da última quartafeira (5) com 14 votos seguindo parecer da Comissão de Ética. Quatro deputados se abstiveram e 5 estavam ausentes.

João Vieira

Mauro Savi é alvo das operações Bereré e Bônus que também resultaram em denúncia contra outros seis deputados: o presidente da Assembleia, Eduardo Botelho (DEM), Romoaldo Júnior (MDB), Wilson Santos (PSDB), Baiano Filho (PSDB), Ondanir Bortolini, o Nininho (PSD), e José Domingos Fraga (PSD).

Além de Savi, estão presos preventivamente o ex-chefe da Casa Civil, Paulo Taques, seu irmão, Pedro Jorge Zamar Taques, e os empresários Roque Anildo Reinheimer, Claudemir Pereira dos Santos e José Kobori.

Defesa O advogado Paulo Fabrini, que representa Mauro Savi, discordou da decisão do Judiciário em rejeitar o parecer da Assembleia. “Não tinha que discutir a decisão da Assembleia, tinha que cumprir”, disse.

Fabrini já adiantou que encaminhará um requerimento ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), embasado no parecer do Parlamento. A peça deve ser protocolada até a próxima segunda-feira (11).



// matérias relacionadas

Quinta, 21 de junho de 2018

10:18 - STJ nega liberdade a empresário acusado de lavar dinheiro da Bereré

Quarta, 20 de junho de 2018

09:17 - Ministra cita criação artificial de provas para manter Paulo Taques preso

Terça, 19 de junho de 2018

13:20 - Ministra não reconhece legitimidade da AL para interceder por Mauro Savi

Segunda, 18 de junho de 2018

09:30 - Mauro Savi completa 40 dias na cadeia

Sexta, 15 de junho de 2018

16:03 - Ministra do STJ nega mais um pedido de liberdade ao deputado Mauro Savi

10:38 - Ministra do STJ mantém prisão do ex-secretário Paulo Taques

08:05 - Assembleia suprime instância para tentar soltar deputado Mauro Savi

07:41 - Irmãos Taques pedem que ministra reavalie necessidade de prisões

Quinta, 14 de junho de 2018

17:29 - Tribunal de Justiça nega recurso e mantém prisão de Mauro Savi

13:55 - TJ retoma julgamento sobre prisão do deputado Mauro Savi - acompanhe


// leia também

Quinta, 21 de junho de 2018

16:20 - Câmara cria 2ª CPI para investigar 'caixa preta' dos hospitais filantrópicos

15:23 - Vereador de Cuiabá cria CPI para investigar obras 'fantasmas' de escolas

15:10 - Governo não desistirá de licitação de R$ 202 milhões para construir pontes

13:30 - Taques diz ser favorável à restrição de foro a governadores

13:13 - Taques diz que nunca convidou Mendes para compor chapa por causa de vaidade

12:30 - Veja como foi a entrevista do governador Pedro Taques na TV Vila Real

12:19 - Deputados aprovam fundo que pretende arrecadar R$ 180 milhões

10:32 - Bancada do PSD vai ao Palácio, desconversa sobre eleições e trata sobre FEEF

09:35 - Até pouco tempo atrás me queriam como vice, ironiza Mendes ao rebater Taques

08:38 - PF prende marido de prefeita e cumpre mandados contra secretários - veja vídeos