WhatsApp Twuitter

Quinta, 12 de outubro de 2017, 12h10

EM TODO BRASIL

Blairo Maggi pede mais rigor na fiscalização do comércio de leite hidratado


O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, reuniu nesta quarta-feira (11) a equipe técnica do ministério e pediu que seja intensificada a fiscalização sobre a reidratação de leite em pó para produção do tipo longa vida (UHT) em qualquer região do país, conforme determina o Regulamento de Inspeção Industrial e Sanitária de Produtos de Origem Animal (Rispoa).

Geraldo Magela/Agência Senado

O artigo 354 do regulamento proíbe de forma clara reidratar leite no Brasil. A exceção é tratada na Portaria 196/94 para produção de leite pasteurizado, não UHT, em situações de emergência de desabastecimento.

No Rio Grande do Sul e Santa Catarina, a reidratação para produção de leite pasteurizado, de acordo com a portaria, não pode ocorrer entre os meses de outubro a janeiro, período de safra na região.

No Sudeste e Centro-Oeste, a reidratação para leite pasteurizado é proibida de dezembro a março.

Segundo o ministro, é relevante que o consumo de leite pasteurizado no país não atende a 14% do total do mercado, sendo o longa vida (UHT) a forma mais comum para consumo do produto na forma fluida.



// leia também

Sexta, 20 de outubro de 2017

18:22 - Mais de R$ 1 bi do PIS/Pasep está disponível para saque

17:22 - Demanda por transporte aéreo tem melhor setembro da série histórica

16:55 - GMA Propaganda está de volta ao mercado mato-grossense

16:00 - Central de Emprego

15:39 - CNI defende portaria do trabalho escravo e diz que ela não enfraquece legislação

14:46 - Privatização da Eletrobras deve permitir ganho de eficiência

11:35 - Bovespa abre em alta, beneficiada pelo exterior

11:31 - Ministério dos Transportes quer retirar Congonhas da lista de privatizações

08:28 - Governo tende a elevar gastos no restante do ano com arrecadação em alta

08:24 - Sob pressão, governo pode recuar em pontos da portaria de trabalho escravo