WhatsApp Twuitter

Quinta, 12 de outubro de 2017, 12h10

EM TODO BRASIL

Blairo Maggi pede mais rigor na fiscalização do comércio de leite hidratado


O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, reuniu nesta quarta-feira (11) a equipe técnica do ministério e pediu que seja intensificada a fiscalização sobre a reidratação de leite em pó para produção do tipo longa vida (UHT) em qualquer região do país, conforme determina o Regulamento de Inspeção Industrial e Sanitária de Produtos de Origem Animal (Rispoa).

Geraldo Magela/Agência Senado

O artigo 354 do regulamento proíbe de forma clara reidratar leite no Brasil. A exceção é tratada na Portaria 196/94 para produção de leite pasteurizado, não UHT, em situações de emergência de desabastecimento.

No Rio Grande do Sul e Santa Catarina, a reidratação para produção de leite pasteurizado, de acordo com a portaria, não pode ocorrer entre os meses de outubro a janeiro, período de safra na região.

No Sudeste e Centro-Oeste, a reidratação para leite pasteurizado é proibida de dezembro a março.

Segundo o ministro, é relevante que o consumo de leite pasteurizado no país não atende a 14% do total do mercado, sendo o longa vida (UHT) a forma mais comum para consumo do produto na forma fluida.



// leia também

Quinta, 14 de dezembro de 2017

17:30 - Bradesco vê tendência de queda para inadimplência da pessoa física e PME

14:57 - Santander abre agência dirigida ao agronegócio em MT

14:17 - População de obesos com plano de saúde sobe de 46,5 % para 53,7% em nove anos

13:52 - Mercado de trabalho melhora, mas desemprego não cai, diz Ipea

10:28 - Disney anuncia compra da Fox por US$ 52,4 bilhões

08:12 - Shopping Popular estende o horário e espera receber 60 mil pessoas por dia

Quarta, 13 de dezembro de 2017

19:00 - Juros fecham em queda, em reação a data de julgamento de Lula, varejo e PSDB

15:30 - Produção de carne de frango e de porco aumenta em 2017, diz ABPA

14:11 - Opep eleva projeção para PIB brasileiro em 2017 de 0,7% para 0,8%

14:01 - Número de imigrantes com contrato de trabalho formal caiu 13% no Brasil em 2016