WhatsApp Twuitter

Quinta, 15 de fevereiro de 2018, 09h43

Negociando com os bancos

Odebrecht tem dificuldade para conseguir empréstimo


A Odebrecht procurou Bradesco, Banco do Brasil, Itaú Unibanco e Santander para negociar novo empréstimo de R$ 3,5 bilhões para pagar dívidas e tocar projetos no curto prazo. Mas a empresa tem enfrentado resistência dos bancos, que estão dispostos a liberar um valor menor, cerca de R$ 1 bilhão, conforme apurou o Estadão/Broadcast. O montante em negociação foi antecipado pelo jornal Valor Econômico.

O avanço na negociação com os bancos, conforme uma fonte do mercado financeiro, dependerá da contrapartida que a Odebrecht vai oferecer para obter dinheiro novo. Os credores, que ainda não bateram o martelo nem demonstraram apetite, defendem que é preciso limitar o endividamento do grupo e de suas empresas e verificar a real necessidade do recurso novo a despeito do esforço de reestruturação de dívidas e venda de ativos. ‘A Odebrecht ainda está estruturando as proposições‘, afirma uma fonte próxima às conversas com os bancos, na condição de anonimato.

A Odebrecht teria oferecido aos bancos, de acordo com outra fonte, usar novamente as ações da Braskem, que tiveram forte valorização recentemente. Essa estrutura foi usada desde a reestruturação da dívida da Atvos (ex-Agroindustrial). Como os papéis da Braskem estão valorizados - em um ano subiram mais de 35% -, o objetivo da Odebrecht é obter mais dinheiro com a mesma garantia.

A liberação de novos recursos também dependerá de um consenso entre os bancos credores. Isso porque existe uma espécie de ‘pacto‘ das instituições financeiras em relação ao endividamento da Odebrecht. Não há nada formal, mas, segundo uma fonte, há um ‘combinado‘ entre os bancos para que movimentações de crédito para a companhia só ocorrerão com o aval de todos.

O apetite limitado dos bancos credores não é à toa. Essas instituições aportaram volumes relevantes de recursos na companhia logo após a prisão de Marcelo Odebrecht, evitando que o grupo enfrentasse uma recuperação judicial.
Apesar de duros na negociação, os bancos não querem que a Odebrecht se torne mais um caso de inadimplência em seus balanços. Pesa, sobretudo, o fato de essas instituições financeiras estarem saindo da pior crise em termos de calotes e ainda lidarem com casos específicos no setor corporativo trimestre após trimestre. Por isso, devem buscar uma alternativa.

Dívidas. Um dos maiores gargalos de curto prazo está na dívida de R$ 500 milhões em bônus emitidos no exterior pelo braço financeiro do grupo e garantidos pela construtora, que está no foco da Odebrecht para evitar a insolvência. Esses papéis têm vencimento em abril. Os demais títulos de dívida (bônus) vencem a partir de 2020.

No momento, a holding estuda como pode, de acordo com uma fonte, apoiar eventual reestruturação no exterior dessa dívida, que não estaria considerada no crédito novo que o grupo pleiteia com credores locais. A capitalização da construtora é tida como a etapa final da reestruturação dos negócios do grupo. Procurados, Bradesco, BB, Itaú, Santander não comentaram.  



// matérias relacionadas

Sábado, 09 de junho de 2018

12:30 - Barroso determina arquivamento de inquérito da Odebrecht contra Ferraço

Sábado, 26 de maio de 2018

13:00 - Odebrecht paga dívida de R$ 500 milhões vencida em abril

Terça, 08 de maio de 2018

13:58 - Repasses da Odebrecht para amigo e aliados de Temer saíram de aeroportos

Sexta, 04 de maio de 2018

08:51 - Odebrecht anuncia contrato de R$ 2,1 bi para porto, o maior desde a Lava Jato

Sexta, 27 de abril de 2018

08:38 - Emílio deixa presidência do conselho da Odebrecht após 20 anos

Terça, 13 de março de 2018

13:53 - Dodge pede que STF inclua e-mails de Odebrecht em inquérito contra Mantega

Quinta, 08 de março de 2018

16:52 - Operador que delatou Bendine deixa a cadeia da Lava Jato

Quarta, 07 de março de 2018

16:53 - Moro condena Marcelo Odebrecht a 10 anos por corromper Bendine

Terça, 06 de março de 2018

15:52 - Autoridades fazem buscas em casas de políticos peruanos por caso Odebrecht

Sexta, 22 de dezembro de 2017

11:20 - Odebrecht Óleo e gás conclui reestruturação financeira


// leia também

Quinta, 21 de junho de 2018

14:39 - Apesar de R$ 200 bilhões para obras, infraestrutura vai piorar no Brasil

14:15 - Brasil perdeu 1,3 mi de empregos na indústria entre 2013 e 2016

14:00 - Central de Emprego

13:15 - Exportações de frango caem 4,7% e atingem 333,2 mil toneladas em maio

10:13 - INSS - saiba quando vale a pena entrar na Justiça contra Previdência

10:08 - Governo já recebeu 2.400 queixas por desrespeito à tabela do frete

07:48 - Empresas criam mais de duas mil vagas de empregos em maio

07:41 - Por melhorias e reajuste salarial, bancários de MT ameaçam deflagrar greve

Quarta, 20 de junho de 2018

19:00 - Dólar sobe 1% depois de altas e baixas durante o dia

16:21 - 33 mil novos empregos formais foram criados em abril