WhatsApp Twuitter

Quinta, 07 de junho de 2018, 09h28

Transporte Terrestre

Agência Nacional de Transportes divulga hoje nova tabela de preço mínimo do frete


A ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) publicará nesta quinta-feira (7) uma nova tabela de preço mínimo de frete, abrangendo uma variedade maior de caminhões.

Segundo o ministro dos transportes, Valter Casimiro, a agência entendeu que a tabela divulgada em 30 de maio provocou confusão, uma vez que os cálculos do transporte das cargas não contemplavam todos os tipos de caminhões, uma vez que há veículos com dois eixos até nove eixos.

Arthur Santos da Silva

“A ANTT identificou alguns problemas na constituição da tabela, que previa apenas um tipo de caminhão, alguns com três eixos, com seis eixos, e que precisava ampliar essa tabela para que contemplasse todo tipo de caminhão e que fizesse a distribuição do custo fixo do frete num caminhão que tivesse mais eixos”, disse Casimiro.

Com isso, os preços vão mudar. De acordo com o ministro, o preço fixo será diluído entre os eixos. Caminhões com mais eixos terão o preço do frete menor. “Quando você coloca todo o custo fixo baseado em poucos eixos, você vai diluir esse custo fixo numa quantidade de eixos muito menor. Então vai onerar mais o frete. Quando você dilui esse custo em um caminhão com mais eixos, você vai diminuir o preço por eixo dessa carga em um caminhão, por exemplo, de nove eixos”.

Reivindicação dos caminhoneiros durante a paralisação que durou mais de dez dias, a primeira tabela com os preços mínimos que os caminhoneiros deverão cobrar no frete foi divulgada no último dia 30. Após críticas de representantes do agronegócio, a ANTT admitiu a possibilidade de ajustar alguns valores.

Reuniões

O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, além de Casimiro e outros membros do governo, se reuniram nesta quarta-feira (6) com entidades representantes dos caminhoneiros. O presidente da CNTA (Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos), Diumar Bueno, admitiu que podem ser feitos ajustes na tabela.

“Podemos fazer aperfeiçoamentos, essa janela [de quilometragem] realmente está muito grande. Foi o que pedimos para o ministro do transporte adequar. Assim como também contemplar os caminhões toco, de dois eixos. São os aperfeiçoamentos que devemos ter, mas a tabela permanece”.

Outras alterações, no entanto, ainda podem ocorrer mesmo após a publicação da nova tabela. Isso porque a ANTT promoverá uma audiência pública para ouvir também o setor produtivo, além do setor de transportes. O chamamento da audiência pública será publicado na próxima semana.

 



// matérias relacionadas

Segunda, 18 de junho de 2018

15:42 - Vamos esperar o STF decidir, diz Michel Temer sobre tabela do frete

Sexta, 15 de junho de 2018

17:30 - Greve dos caminhoneiros afeta consumo de energia elétrica do País, diz ONS

09:41 - Importador pode deixar mercado de diesel

Quinta, 14 de junho de 2018

11:08 - Entidades recorrem à Justiça por causa de tabela de frete rodoviário

Quarta, 13 de junho de 2018

09:23 - Greve dos caminhoneiros custará R$ 15 bilhões para a economia

Terça, 12 de junho de 2018

17:01 - Greve dos caminhoneiros teve impacto de R$ 15 bi na economia, diz Fazenda

Segunda, 11 de junho de 2018

18:30 - Caminhoneiros discutem proposta apresentada pela área técnica, diz ANTT

14:06 - Forte avanço do Índice de Preços ao Consumidor ainda reflete efeito da greve

12:38 - Caminhoneiros e ANTT voltam a discutir tabela de fretes

09:27 - ANTT revoga formalmente tabela de fretes contestada pelo setor produtivo


// leia também

Segunda, 18 de junho de 2018

18:30 - Tribunal condena construtora por entrega de imóvel que atrasou 17 meses

16:17 - Etanol cai em 14 Estados e no Distrito Federal e preço recua 1,14% no País

15:48 - TCU verificará se cobrança por bagagem reduziu preços das passagens aéreas

10:27 - Decolar é multada em R$ 7,5 milhões por práticas abusivas contra consumidor

09:03 - Vem aí o CPF do imóvel - entenda o que é e como vai funcionar

08:55 - Cotistas podem sacar saldo do PIS/Pasep a partir de hoje

Domingo, 17 de junho de 2018

09:39 - Na era digital, agência bancária 'encolhe'

09:09 - Preço do diesel diminui, mas ainda não chega às bombas R$ 0,46 menor

Sábado, 16 de junho de 2018

15:00 - EUA e China iniciam guerra comercial, assustam mercados e derrubam Bolsas

13:00 - Egito eleva preços dos combustíveis e do gás de cozinha para ajudar economia