WhatsApp Twuitter

Domingo, 18 de junho de 2017, 12h00

TANGARÁ DA SERRA

Adolescente acusado de matar professor confessa que se relacionava com ele

Redação da RP


Reprodução

Dupla é acusada de matar professor

Wankley Borges Mattei de 18 anos foi preso e um menor de 16 anos foi apreendido pela Polícia Judiciária Civil de Tangará da Serra na noite deste sábado (17), por volta das 21h30, suspeitos de assassinar o professor Valdir Andrade de 46 anos.

Professor Valdir Andrade foi morto a facadas na madrugada da última sexta-feira (16) em casa. Do local, foram levados o veículo e o celular da vítima.

De acordo com o Delegado João Romano, responsável pelo caso, através das investigações, a polícia chegou primeiro ao menor de idade e posteriormente ao maior.

“A princípio o adolescente se mostrou bastante evasivo nas suas respostas, mas tendo em vista que as diligências estavam bastante avançadas, ele confessou que teve participação direta no crime e durante a sua oitiva ele também mencionou o maior de idade. O Wankley nega a autoria, no entanto ele mesmo se coloca na cena do crime tendo dirigido o veículo da vítima”, disse.

O carro da vítima foi localizado na região do Centro de Educação de Jovens e Adultos, Ceja Antônio Casagrande, próximo à casa do menor de idade. “O veículo da vítima era um dos objetivos dos suspeitos porque ambos são usuários de drogas e os objetos que eles subtraíram foram destinados a troca de drogas. Esses objetos foram recuperados pela polícia, sobretudo o veículo que segundo informações já tinha uma destinação. Quanto ao celular, será necessário solicitar uma ordem judicial para que a gente possa verificar os registros”, salientou.

Conforme o Delegado, o adolescente afirmou que tinha uma proximidade com o professor. “Ele assumiu que tinha uma proximidade categórica com a vítima, então tinha livre acesso à residência da vítima e sabia os objetos de valor que tinha na casa, sabendo que a vítima morava sozinha, o que possibilitou que eles tramassem um estratagema para surpreender o professor em um momento de vulnerabilidade e assim cometer o crime: a morte e o apossamento dos bens”.

Com relação às marcas de sangue que foram encontradas pela Politec nas ruas adjacentes a aproximadamente 200 metros do local do crime, o Delegado destacou que podem ser do adolescente, no entanto apenas a perícia irá confirmar.

“O adolescente tem ferimentos nas duas mãos, o que demonstra que a vítima buscou resistência e foi executada sem piedade. Então esse é mais um indício de que o adolescente sozinho não teria conseguido praticar a morte. E é o que se evidencia com as investigações, é que os dois indivíduos executaram o crime”, pontuou.

O delegado pediu a prisão em flagrante do maior como forma preventiva e a apreensão do menor. Os dois possuem diversas passagens pela Polícia. “Tudo que foi colhido a princípio foi para elaborar um auto de prisão em flagrante delito do maior de idade, bem como a apreensão do adolescente e na oportunidade já representei pela prisão preventiva do maior para que não haja nenhuma tentativa de manobra jurídica para tentar livra-lo desse crime. O adolescente tem várias passagens e o maior de idade completou 18 anos há pouco tempo, mas consta também antecedentes criminais”, afirmou o delegado João Romano.

Segundo a autoridade, as investigações ainda devem apontar a real motivação do crime. “A princípio o crime se deu no dia 16 de junho. Assim que tivermos traçado as circunstâncias do crime, será divulgado. A investigação será encaminhada para o setor de roubos e furtos e com mais tempo será investigada melhor”.

No corpo do professor foram encontradas perfurações no pescoço, tórax e em várias outras regiões. “O corpo está todo perfurado de arma branca. E, a princípio, de acordo com os indícios preliminares que eu acabei de afirmar, os dois indivíduos praticaram a execução da vítima”, salientou.

João Romano destacou que o crime causou comoção a toda a sociedade tangaraense. “É um crime bárbaro. Choca a população de Tangará da Serra tendo em vista o engajamento que esse professor tinha com a comunidade, inclusive um engajamento político, uma pessoa bastante querida e não só por causa disso, independente do caráter, da condição da vítima, mas nesse caso em especial, abalou bastante a cidade de Tangará da Serra”.

Os suspeitos foram detidos e estão à disposição da Justiça.



// matérias relacionadas

Sexta, 23 de fevereiro de 2018

08:59 - Adolescente é assassinada a facadas pelo namorado

Quinta, 22 de fevereiro de 2018

10:01 - Homem é assassinado ao invadir casa para 'beber sangue'

Terça, 20 de fevereiro de 2018

11:31 - Jovem é preso ao ser acusado de matar homem que abusou da mãe

Segunda, 19 de fevereiro de 2018

12:12 - Pai e filha são assassinados em emboscada em estrada vicinal

10:31 - Jovem é assassinado a tiros na Transpantaneira

Quinta, 15 de fevereiro de 2018

10:20 - Corretor de imóveis é assassinado a tiros em banco de praça

Sexta, 09 de fevereiro de 2018

18:20 - Rapaz é executado com 10 tiros enquanto comprava videogame

Quarta, 07 de fevereiro de 2018

16:10 - Mulher é assassinada a tiro em Lucas do Rio Verde

15:27 - Líder de movimento agrário é assassinado na frente da esposa e filha

10:45 - Ladrão de gado é executado com 5 tiros na região central de Cáceres


// leia também

Sábado, 24 de fevereiro de 2018

21:09 - Time do Poconé é furtado dentro da Arena Pantanal

16:34 - Dupla armada rouba joalheria no shopping Goiabeiras; um escapou

13:28 - Crimes de homicídios reduzem 27% em Mato Grosso no mês de janeiro

11:28 - Algemada, suspeita de morte de personal chega a Cuiabá

11:00 - Assaltante do banco Itaú estava foragido há 7 meses

10:32 - Polícia Civil desarticula quadrilha envolvida em roubos de chácaras e veículos

10:23 - Acusados de ameaçar adolescente de morte são detidos com arma de fogo e munições

09:54 - Rapaz morre após perder controle de motocicleta e bater em poste

08:01 - Três mulheres são atingidas por carro que disputava racha na Prainha

Sexta, 23 de fevereiro de 2018

19:06 - Polícia Militar prende 7 suspeitos de roubo a banco