WhatsApp Twuitter

Segunda, 31 de outubro de 2016, 10h26

Promotoria arquiva acusação contra ministro da África do Sul


O chefe da Autoridade de Promotoria Nacional da África do Sul, Sean Abrahams, anunciou em entrevista coletiva nesta segunda-feira que as acusações de fraude contra o ministro das Finanças do país, Pravin Gordhan, seriam retiradas. Abraham argumentou que isso ocorrerá porque a autoridade não havia tido a intenção de agir ilegalmente no caso contra ele.

O risco representado pela acusação contra o ministro pressionava os mercados sul-africanos, também por representar uma disputa pelo poder dentro do partido governista, o Congresso Nacional Africano. Gordhan deveria comparecer nesta quarta-feira para falar à Justiça sobre o motivo de ter aprovado uma generosa aposentadoria antecipada para uma ex-autoridade do Serviço Tributário da África do Sul.

Abrahams disse que estava ‘satisfeito‘ em concluir que Gordhan não havia tido a intenção de agir ilegalmente, durante entrevista coletiva. Com isso, a convocação para que o ministro fosse depor foi cancelada. A notícia provocou a valorização do rand, a moeda do país.

A retirada da acusação representa o mais recente capítulo em uma disputa entre o ministro e o presidente sul-africano, Jacob Zuma, sobre os gastos do governo e o comando do partido governista, que comanda a África do Sul desde o fim do Apartheid, em 1994.

Aliados de Zuma, cujo segundo mandato termina em 2019, lançaram uma disputa aberta contra Gordhan pela maneira como o ministro controla as finanças públicas, incluindo as empresas estatais, as agências anticorrupção e o banco central. As agências de classificação de risco haviam advertido que a disputa política poderia levar o rating dos bônus da África do Sul a serem rebaixados para o nível ‘junk‘.

Havia a expectativa de que milhares de pessoas se reunissem em Pretória na quarta-feira para protestar. A manifestação, intitulada ‘Salve a África do Sul‘, havia sido marcada para coincidir com o depoimento de Gordhan.

A notícia sobre o caso marca uma reviravolta humilhante para o próprio Abrahams. O chefe da promotoria anunciou em 11 de outubro a convocação do ministro, junto de um ex-comissário e o vice deste na agência tributária do país. ‘Os dias de desrespeito à Autoridade de Promotoria Nacional estão encerrados‘, havia afirmado Abrahams na ocasião.  



// matérias relacionadas

Quinta, 15 de fevereiro de 2018

10:25 - Cyril Ramaphosa é eleito presidente pelo Parlamento da África do Sul

Quarta, 14 de fevereiro de 2018

11:43 - Sou injustiçado por meu partido e não dizem por que devo sair, diz Zuma

Terça, 13 de fevereiro de 2018

10:37 - Governistas entregam ao presidente ordem para que ele renuncie na África do Sul

Terça, 16 de janeiro de 2018

16:11 - Metade da população da República Centro-Africana precisa de ajuda humanitária

Segunda, 18 de dezembro de 2017

16:00 - Cyril Ramaphosa é eleito presidente do principal partido da África do Sul

Segunda, 29 de maio de 2017

11:49 - Presidente da África do Sul sobrevive a nova moção de desconfiança

Sexta, 21 de abril de 2017

11:44 - Acidente com transporte escolar mata 18 crianças e 2 adultos na África do Sul

Sexta, 25 de novembro de 2016

09:45 - Pastor usa inseticida para 'curar' pessoas

Segunda, 12 de setembro de 2016

15:50 - Presidente da África do Sul devolve parte do dinheiro público usado em reforma


// leia também

Segunda, 21 de maio de 2018

19:30 - Mais de 7.5 mil doses de vacina contra o ebola são enviadas ao Congo

17:41 - Lava de vulcão no Havaí chega ao oceano e gera nuvem tóxica

17:00 - EUA ameaçam impor sanções mais fortes da história contra Irã

16:09 - Maduro convoca todos que participaram da eleição a montar 'agenda construtiva

15:30 - OMS quer plano de cobertura de saúde para 1 bilhão de pessoas

10:33 - Brasil e mais 13 países não reconhecem resultado das eleições na Venezuela

09:51 - Paraguai inaugura embaixada em Jerusalém, seguindo decisão de EUA e Guatemala

09:36 - Maduro vence eleição em que menos da metade votou; opositor denuncia fraude

Domingo, 20 de maio de 2018

14:00 - Sobe para 21 número de casos confirmados de ebola no Congo

12:30 - Guerra comercial com China está 'em suspenso', mas pode haver tarifas, dizem EUA