WhatsApp Twuitter

Quarta, 11 de outubro de 2017, 16h01

mundo

Justiça indiana decide que sexo com menores, mesmo no casamento, é estupro


A Suprema Corte da Índia decidiu nesta quarta-feira, 11, que a relação sexual com menores de idade, mesmo dentro do casamento, é um estupro, acabando com um vazio jurídico que evitou a condenação de vários homens casados no país. Na Índia, o casamento com menores de idade é proibido, mas milhões de meninas são obrigadas a casar, principalmente nas áreas mais pobres. A lei em vigor já considerava estupro a relação sexual de maridos com com meninas com menos de 16 anos, mas uma exceção era feita para relações entre marido e mulher quando a jovem tinha entre 16 e 18 anos.

Estupro dentro do casamento, em casos de maiores de idade, não é um crime na Índia, onde o governo considera que criminalizar a prática pode desestabilizar casamentos e tornar os homens vulneráveis a abusos pelas suas mulheres.

Reprodução

A Suprema Corte determinou que a idade para o consentimento passa a ser 18 anos para “todas as práticas”.

A Suprema Corte determinou que a idade para o consentimento passa a ser 18 anos para “todas as práticas” após uma petição do Independent Thought, uma entidade filantrópica que busca criminalizar o sexo com meninas casadas.

O governo indiano não quis comentar o caso. A decisão desta quarta-feira não poderá ser aplicada de forma retroativa. O julgamento foi feito com base no Ato de Proibição de Casamentos de Crianças Indianas. Apesar de ser ilegal, o casamento infantil é uma prática enraizada na sociedade indiana.

Fatores como pobreza, falta de fiscalização, normas patriarcais e preocupações com a honra da família são sempre levantados. Os casamentos na Índia são considerados infantis quando a mulher tem menos de 18 anos ou o homem, 21. Entretanto, homens de qualquer idade podem se casar com noivas crianças e adolescentes.

O último censo da Índia, feito em 2011, mostrou que o casamento infantil caiu bastante na última década, mas há mais de cinco milhões de meninas casadas com menos de 18 anos. Apesar dos esforços para diminuir a prática, a Índia está entre os 10 países que mais têm casamento infantil no mundo, junto com Burkina Faso, Chade, Níger e Sudão do Sul.  



// matérias relacionadas

Sexta, 02 de março de 2018

10:42 - Cadela vai a estação de trem todos os dias e parece esperar antigo dono

Sábado, 20 de janeiro de 2018

10:21 - Índia diz que Paquistão fez novos ataques na Caxemira

Terça, 02 de janeiro de 2018

16:11 - Thiago Monteiro vence belga de virada e encara Kevin Anderson na Índia

Sábado, 11 de novembro de 2017

10:12 - Cidade indiana 'esconde' mendigos das ruas antes da visita de Ivanka Trump

Segunda, 04 de setembro de 2017

14:33 - Índia nomeia pela 1ª vez uma mulher como ministra da Defesa

Sexta, 25 de agosto de 2017

10:03 - Protestos na Índia após condenação de guru deixam ao menos 14 mortos

Domingo, 20 de agosto de 2017

09:30 - Descarrilamento de trem deixa pelo menos 23 mortos na Índia

Terça, 01 de agosto de 2017

15:23 - Bebê nasce 'grávido' de irmão gêmeo parasita na Índia

Terça, 20 de junho de 2017

15:48 - Índia gera polêmica ao 'proibir' grávidas de fazerem sexo

Sexta, 21 de abril de 2017

11:38 - Caminhão derruba poste e mata 13 pessoas na Índia


// leia também

Quarta, 20 de junho de 2018

15:24 - Proposta para encerrar separação de famílias imgirantes irá a voto nos EUA

15:00 - Homem tenta espantar cobra e coloca fogo na própria casa na Finlândia

11:14 - Ex-presidente do Panamá Ricardo Martinelli cumprirá pena em uma penitenciária

10:36 - Jornalista dos EUA chora ao vivo ao noticiar separação de crianças dos pais

Terça, 19 de junho de 2018

19:30 - Líder republicano diz apoiar lei que deixa famílias imigrantes juntas nos EUA

14:29 - Merkel e Macron se unem por orçamento do euro e combate à imigração ilegal

14:16 - Tailândia cumpre primeira pena de morte em nove anos

13:30 - Crime cresce na Alemanha desde que país passou a aceitar imigrantes, diz Trump

12:00 - Temer vincula impopularidade à crise de governos passados

09:36 - Norte-americanos têm dificuldade para diferenciar fatos de opiniões