WhatsApp Twuitter

Segunda, 18 de dezembro de 2017, 09h46

Três semanas após o pleito, presidente de Honduras é declarado reeleito


O presidente de Honduras, Juan Orlando Hernandez, foi declarado neste domingo, 17, o vencedor das eleições ocorridas há três semanas. O anúncio foi feito pelo Tribunal Supremo Eleitoral hondurenho. ‘Cumprimos nossa obrigação e esperamos que haja paz no nosso país‘, disse o presidente da corte, David Matamoros. A incerteza sobre o resultado, que é contestado pela oposição, provocou protestos que deixaram ao menos 17 mortos.

De acordo com os números oficiais, Hernandez venceu as eleições com 42,95% dos votos, contra 41,42% do oposicionista Salvador Nasralla - que alega que houve fraudes no pleito e não reconhece a derrota. Houve protestos nas ruas de Tegucigalpa e em outras cidades de Honduras na noite de domingo, após o anúncio. Correligionários de Nasralla convocaram protestos para esta segunda-feira, 18.

Hernandez não se pronunciou após a proclamação do resultado eleitoral. No sábado, a ministra Hilda Hernandez, irmã do presidente, morreu em uma queda de helicóptero.

Mais cedo, em Washington, Nasralla denunciou mais uma vez as ‘diversas‘ fraudes que teriam ocorrido nas eleições em Honduras. Na capital dos Estados Unidos, o oposicionista pretende levar suas queixas para a Organização dos Estados Americanos (OEA), para o Departamento de Estado e para grupos de defesa dos direitos humanos.

O ex-presidente Manuel Zelaya, aliado de Nasralla, convocou a população para atos de desobediência civil e pediu que as forças armadas do país reconhecessem a vitória do oposicionista nas urnas.

Pelo Twitter, o secretário-geral da OEA, Luiz Almagro, afirmou que ‘sérias dúvidas persistem sobre os resultados‘. A publicação foi realizada pouco antes do anúncio da corte eleitoral.

A apuração dos votos das eleições de 26 de novembro mostraram Nasralla com uma dianteira significativa até o momento em cerca de 60% dos votos foram apurados. As atualizações da contagem, até então públicas, pararam por mais de um dia. Quando voltaram a ser feitas, Hernandez reverteu o placar.

Na semana passada, a corte eleitoral anunciou que uma recontagem parcial dos votos confirmava a vitória do atual presidente. 



// matérias relacionadas

Quarta, 11 de julho de 2018

15:50 - Em Honduras, 90% dos casos de feminicídios não tiveram punição


// leia também

Segunda, 16 de julho de 2018

17:15 - Russa é presa em Washington acusada de tentar influenciar políticos

12:50 - EUA vai à OMC contra UE, China, Canadá, México e Turquia por retaliação

10:59 - Acidentes durante festejos da Copa do Mundo deixam dois mortos na França

09:02 - Trump culpa 'estupidez americana' por péssima relação com a Rússia

Domingo, 15 de julho de 2018

18:00 - Universidades de Portugal disputam estudantes brasileiros

17:00 - Contra França, PSDB barra até projeto de Alckmin na Assembleia

16:00 - Sobre Brexit, Trump me aconselhou a processar a União Europeia, diz May

15:10 - Alemanha vai receber 50 dos 450 imigrantes resgatados de pesqueiro pela Itália

09:50 - Israel e Hamas acertam trégua após embates mais intensos desde 2014

Sábado, 14 de julho de 2018

21:00 - Forças de segurança cercam estudantes nicaraguenses em igreja