WhatsApp Twuitter

Segunda, 08 de janeiro de 2018, 15h04

mundo

EUA cancelam visto temporário a 250 mil salvadorenhos que vivem no país


O governo dos Estados Unidos decidiu nesta segunda-feira (8) cancelar o Status de Proteção Temporária (TPS), da sigla em inglês) para mais de 250 mil salvadorenhos, mas dará um período de 18 meses, até setembro de 2019, para que eles deixem o país ou busquem uma via alternativa para a regularização da estadia, informou um funcionário do alto escalão do Executivo à agência EFE.

Reprodução

O Departamento de Segurança Nacional (DHS, da sigla em inglês) justificou a decisão ao afirmar que "já não existem as condições originais" provocadas pelos devastadores terremotos de 2001 em El Salvador, razão pela qual foi concedida a proteção a um total de 263.282 salvadorenhos até o fim de 2016, segundo dados oficiais divulgados para a Agência EFE.

Ao ser questionado sobre se foram levados em consideração os altos níveis de violência no país centro-americano na hora de tomar a decisão, razão pela qual ativistas pediram a prorrogação do TPS, o funcionário enfatizou que só foram considerados os aspectos pelos quais a proteção temporária foi concedida e nenhum outro.

O porta-voz insistiu que o período de 18 meses permitirá que os afetados pela medida "preparem sua partida" para seu país de origem ou busquem outra maneira de ficar nos Estados Unidos legalmente.

O governo de El Salvador, a comunidade salvadorenha nos Estados Unidos e ativistas pró-imigrantes vinham batalhando sem descanso nos últimos meses pela manutenção do TPS, ou pelo menos para a sua prorrogação por seis meses, como o governo fez com o programa para os hondurenhos.

O Executivo de Donald Trump, no entanto, decidiu aplicar sua linha dura migratória e encerrar o programa para os salvadorenhos, após ter feito o mesmo com o benefício para nicaraguenses e haitianos.

Os EUA decidiram conceder esta proteção aos salvadorenhos que estavam no país em fevereiro de 2001, após os devastadores terremotos em El Salvador naquele ano, mas a medida deu proteção migratória a outros cidadãos do país centro-americano que tinham chegado décadas antes, nos anos 1980 e 1990, fugindo da guerra civil e de suas consequências.

Permissão temporária

Sob a Presidência do republicano George H.W. Bush (1989-1993), o Congresso dos EUA estabeleceu um procedimento que permitia ao governo conceder, de maneira extraordinária, uma permissão temporária de residência e trabalho aos cidadãos de países afetados por conflitos bélicos, epidemias e desastres naturais: o TPS.

Esta permissão não abria caminho para a residência permanente, nem para nenhum outro status de regulamentação migratória, por isso, com a decisão do governo dos Estados Unidos de não prorrogá-la, seus beneficiários terão de retornar a seus países de origem ou correrão o risco de serem deportados, caso decidam ficar nos EUA de forma irregular.

O argumento dos que defendem a manutenção do TPS 17 anos depois dos terremotos é que as condições em El Salvador, com enorme pobreza e criminalidade, não melhoraram para que os salvadorenhos que emigraram para os Estados Unidos possam retornar.

Além disso, os ativistas lembram que mais de 51% dos salvadorenhos com TPS viveram nos Estados Unidos durante pelo menos 20 anos, segundo o Centro para os Estudos sobre a Migração. 



// matérias relacionadas

Quarta, 20 de junho de 2018

15:24 - Proposta para encerrar separação de famílias imgirantes irá a voto nos EUA

Terça, 19 de junho de 2018

19:30 - Líder republicano diz apoiar lei que deixa famílias imigrantes juntas nos EUA

Domingo, 17 de junho de 2018

11:09 - Tiroteio termina com suspeito morto e 20 feridos nos EUA

Segunda, 11 de junho de 2018

10:10 - Pressão para Trump obter acordo com Kim aumenta após fracasso no G-7

09:34 - Homem atira em policial e faz crianças reféns em apartamento nos EUA

Sábado, 09 de junho de 2018

11:47 - G-7 deveria criar zona comercial livre de tarifas, diz Trump

Sexta, 08 de junho de 2018

18:07 - EUA retiram mais dois americanos de Cuba após suspeita de ataques sonoros

Quinta, 07 de junho de 2018

19:30 - Certamente convidaria Kim Jong-un à Casa Branca 'se tudo der certo', diz Trump

17:01 - Homem devolve bilhete da loteria de US$ 1 milhão nos EUA

14:54 - Trump diz que cúpula com Kim Jong-un está pronta para ocorrer


// leia também

Quarta, 20 de junho de 2018

15:00 - Homem tenta espantar cobra e coloca fogo na própria casa na Finlândia

11:14 - Ex-presidente do Panamá Ricardo Martinelli cumprirá pena em uma penitenciária

10:36 - Jornalista dos EUA chora ao vivo ao noticiar separação de crianças dos pais

Terça, 19 de junho de 2018

14:29 - Merkel e Macron se unem por orçamento do euro e combate à imigração ilegal

14:16 - Tailândia cumpre primeira pena de morte em nove anos

13:30 - Crime cresce na Alemanha desde que país passou a aceitar imigrantes, diz Trump

12:00 - Temer vincula impopularidade à crise de governos passados

09:36 - Norte-americanos têm dificuldade para diferenciar fatos de opiniões

09:28 - Separadas dos pais nos EUA, crianças dormem no chão em gaiolas de metal

Segunda, 18 de junho de 2018

15:51 - Líderes do Mercosul assinam declaração para pressionar a Venezuela