WhatsApp Twuitter

Sexta, 12 de janeiro de 2018, 14h07

mundo

Trump nega ter chamado Haiti e países africanos de 'buracos de merda'


O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta sexta-feira (12) ter utilizado "uma linguagem dura" na sua conversa com senadores sobre a lei migratória, mas negou ter se referido a El Salvador, Haiti e a países africanos como "buracos de merda".

Reprodução

"A linguagem utilizada por mim na reunião do DACA foi dura, mas essa não foi a linguagem empregada. O que foi realmente duro foi a extravagante proposta feita, um grande passo atrás para o DACA", escreveu o presidente americano em sua conta do Twitter, ao comentar o Programa de Ação Diferida (DACA), que protege jovens imigrantes chegados aos EUA quando crianças.

Segundo informou quinta-feira (11) o jornal The Washington Post, Trump classificou El Salvador, Haiti e vários países africanos como "buracos de merda", e sugeriu que preferiria receber nos Estados Unidos mais imigrantes da Noruega, o que provocou uma nova onda de indignação e acusações de racismo.

Em outra mensagem no Twitter, Trump reforçou que quer "um sistema migratório baseado no mérito e gente que ajudará a levar nosso país ao próximo nível".

"Quero segurança para nossa gente. Quero deter a entrada em massa de drogas", acrescentou Trump, reiterando assim a necessidade do muro fronteiriço com o México.

De acordo com o Post, que cita fontes presentes na reunião, Trump teria questionado os legisladores sobre "por que temos toda esta gente de países (que são um) buraco de merda vindo aqui?".

O presidente americano teria reagido assim quando dois senadores lhe apresentaram um projeto de lei que outorgaria vistos a alguns dos cidadãos de países que foram retirados recentemente do programa de Status de Proteção Temporária (TPS), como El Salvador, Haiti, Nicarágua e Sudão. 



// matérias relacionadas

Domingo, 17 de junho de 2018

11:09 - Tiroteio termina com suspeito morto e 20 feridos nos EUA

Segunda, 11 de junho de 2018

10:10 - Pressão para Trump obter acordo com Kim aumenta após fracasso no G-7

09:34 - Homem atira em policial e faz crianças reféns em apartamento nos EUA

Sábado, 09 de junho de 2018

11:47 - G-7 deveria criar zona comercial livre de tarifas, diz Trump

Sexta, 08 de junho de 2018

18:07 - EUA retiram mais dois americanos de Cuba após suspeita de ataques sonoros

Quinta, 07 de junho de 2018

19:30 - Certamente convidaria Kim Jong-un à Casa Branca 'se tudo der certo', diz Trump

17:01 - Homem devolve bilhete da loteria de US$ 1 milhão nos EUA

14:54 - Trump diz que cúpula com Kim Jong-un está pronta para ocorrer

Quarta, 06 de junho de 2018

17:01 - Ryan descarta versão de Trump sobre 'espião' do FBI contra sua campanha em 2016

Terça, 05 de junho de 2018

15:33 - Melania Trump faz aparição discreta após 24 dias longe dos olhos do público


// leia também

Segunda, 18 de junho de 2018

15:51 - Líderes do Mercosul assinam declaração para pressionar a Venezuela

09:30 - Nova geração chega para governar com todos, diz novo presidente da Colômbia

09:19 - Voo de Dublin a Ibiza desvia de rota por causa de passageiros bêbados

Domingo, 17 de junho de 2018

15:19 - Gol contra a Alemanha causa 'terremoto artificial' na Cidade do México

13:30 - Taxista que atropelou oito pessoas em Moscou diz que dormiu ao volante

13:00 - Papa pede países europeus protejam os forçados a deixar seus países

11:26 - Mais de 600 refugiados desembarcam em Valência

Sábado, 16 de junho de 2018

18:30 - Trump defende lei mais rigorosa na imigração contra gangues e ataca democratas

18:00 - Casos de corrupção expõem autoridades da Espanha e de Portugal

17:30 - Alemanha, França e Itália condenam ex-ministros por irregularidades