WhatsApp Twuitter

Quinta, 01 de março de 2018, 19h35

Bolsas da Europa fecham em forte baixa, em dia de depoimento de Powell


As principais bolsas da Europa registraram perdas ao longo de praticamente todo o pregão desta quinta-feira, 1º de março, e fecharam em forte baixa, enquanto investidores mantinham cautela sobre o segundo depoimento do presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), Jerome Powell, ao Congresso dos Estados Unidos, em busca de sinalizações mais claras sobre a política monetária do país ao longo de 2018. Na última terça-feira, o otimismo demonstrado pela autoridade em relação à economia americana em seu primeiro testemunho ao Legislativo levou o mercado a precificar um ritmo mais acelerado de elevação de juros básicos nos EUA.

Nem mesmo a divulgação de indicadores econômicos positivos na zona do euro foi capaz de conter o ímpeto vendedor nos mercados de ações europeus. O índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) do setor industrial da região caiu de 59,6 em janeiro para 58,6 em fevereiro, segundo a IHS Markit, mas ficou acima da prévia de fevereiro e da previsão de analistas consultados pela Dow Jones Newswires, de 58,5 em ambos os casos. Já a taxa de desemprego da zona do euro medida pela agência oficial de estatísticas da União Europeia, a Eurostat, ficou estável em 8,6% em janeiro, no menor nível desde dezembro de 2008 e abaixo das estimativas de 8,7%.

O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em queda de 1,26%, aos 374,86 pontos. O maior peso relativo sobre o composto de ações é do setor bancário, que registrou baixas em diversas praças.

Na Alemanha, as ações do Deutsche Bank caíram 1,89% e as do Commerzbank recuaram 1,54%. Já os bancos italianos Banca Carige e Intesa Sanpaolo tiveram quedas de 1,18% e 0,74%, respectivamente. Os papéis do inglês Lloyds, por sua vez, perderam 0,70%.

Na Bolsa de Londres, o FTSE 100 teve recuo de 0,78%, a 7.175,64 pontos. Entre os destaques, a ação da empresa de publicidade WPP caiu 8,18% após a agência anunciar fracas vendas em 2017.

No noticiário local, a primeira-ministra Theresa May se reuniu com o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, para discutir os recentes desdobramentos das negociações em torno da saída do Reino Unido da União Europeia, conhecida como Brexit, e, principalmente, um discurso que ela fará na sexta-feira para anunciar os objetivos que o lado britânico perseguirá nas tratativas com Bruxelas.

Em Frankfurt, o DAX 30 registrou a maior baixa entre as principais praças, de 1,97%, a 12.190,94 pontos. Além das perdas das financeiras, a fabricante de produtos de cuidado pessoal Beiersdorf viu suas ações caírem 4,48%, após balanço que não agradou ao mercado, enquanto as da farmacêutica Merck cederam 3,45%.

O índice CAC 40, da Bolsa de Paris, recuou 1,09%, para 5.262,56 pontos. Por lá, as ações do Carrefour perderam 6,02%, após a rede anunciar que teve prejuízo líquido em 2017 ante 2016. Já os papéis da montadora Peugeot subiram 4,49% com a divulgação de um lucro líquido no ano passado 12% maior que no anterior.

O Ibex 35, de Madri, registrou baixa de 1,03%, em 9.738,60 pontos e o PSI-20, da Bolsa de Lisboa, caiu 1,68%, a 5.376,33 pontos. Na Bolsa de Milão, o índice FTSE MIB cedeu 0,70%, para 22.448,38 pontos. 



// matérias relacionadas

Domingo, 17 de junho de 2018

11:09 - Tiroteio termina com suspeito morto e 20 feridos nos EUA

Segunda, 11 de junho de 2018

10:10 - Pressão para Trump obter acordo com Kim aumenta após fracasso no G-7

09:34 - Homem atira em policial e faz crianças reféns em apartamento nos EUA

Sábado, 09 de junho de 2018

11:47 - G-7 deveria criar zona comercial livre de tarifas, diz Trump

Sexta, 08 de junho de 2018

18:07 - EUA retiram mais dois americanos de Cuba após suspeita de ataques sonoros

Quinta, 07 de junho de 2018

19:30 - Certamente convidaria Kim Jong-un à Casa Branca 'se tudo der certo', diz Trump

17:01 - Homem devolve bilhete da loteria de US$ 1 milhão nos EUA

14:54 - Trump diz que cúpula com Kim Jong-un está pronta para ocorrer

Quarta, 06 de junho de 2018

17:01 - Ryan descarta versão de Trump sobre 'espião' do FBI contra sua campanha em 2016

Terça, 05 de junho de 2018

15:33 - Melania Trump faz aparição discreta após 24 dias longe dos olhos do público


// leia também

Segunda, 18 de junho de 2018

15:51 - Líderes do Mercosul assinam declaração para pressionar a Venezuela

09:30 - Nova geração chega para governar com todos, diz novo presidente da Colômbia

09:19 - Voo de Dublin a Ibiza desvia de rota por causa de passageiros bêbados

Domingo, 17 de junho de 2018

15:19 - Gol contra a Alemanha causa 'terremoto artificial' na Cidade do México

13:30 - Taxista que atropelou oito pessoas em Moscou diz que dormiu ao volante

13:00 - Papa pede países europeus protejam os forçados a deixar seus países

11:26 - Mais de 600 refugiados desembarcam em Valência

Sábado, 16 de junho de 2018

18:30 - Trump defende lei mais rigorosa na imigração contra gangues e ataca democratas

18:00 - Casos de corrupção expõem autoridades da Espanha e de Portugal

17:30 - Alemanha, França e Itália condenam ex-ministros por irregularidades