WhatsApp Twuitter

Terça, 13 de março de 2018, 09h20

Mundo

Acidentes aéreos em 2018 já mataram mais do que em 2017


Acidentes aéreos ocorridos nos três primeiros meses de 2018 já mataram mais pessoas do que em todo o ano passado. Apenas a queda de dois aviões comerciais registradas no último mês — uma na Rússia e outra no Nepal — deixou pelo menos 121 vítimas fatais. Em 2017, considerado o ano mais seguro da aviação no mundo todo segundo a organização holandesa Aviation Safety Network (ASN), apenas 79 pessoas morreram.

O avião que caiu no Nepal na manhã desta segunda-feira (12), deixou pelo menos 50 mortos, segundo autoridades do país.

Este foi o segundo grande acidente de aeronaves comerciais que aconteceu neste ano. O primeiro foi outro avião que caiu na Rússia, vitimando 71 pessoas em fevereiro.

Os dois acidentes envolvem aviões comerciais, ou seja, de transporte regular de passageiros. Em 2017, nenhum incidente foi registrado neste setor da aviação.

Segundo o consultor aeronáutico, Jorge Barros, a segurança adquirida na aviação comercial ao longo dos últimos anos não é motivada pelo acaso e sim por um trabalho árduo de prevenção.

— Os acidentes voltam a acontecer se a gente não cuidar da nossa parte, que é cuidar da fabricação, da manutenção e da operação correta dos aviões.

Barros ressalta que outra parte muito importante na prevenção de acidentes cabe às agências reguladoras do setor. Ele afirma que algumas vezes as agência governamentais têm uma “tolerância exagerada” com os erros cometidos pelas empresas aéreas e que isso pode acabar causando outros acidentes.

Apesar disso, Barros garante que a aviação continua sendo tão segura quanto no ano passado e que alguns acidentes acabam acontecendo por fatores que não podem ser controlados, como por exemplo, um ataque terrorista.

Até agora, no entanto, nenhum grupo terrorista se apresentou como responsável pela queda dos dois aviões em 2018.

Quando um avião cai outros caem em seguida?

O especialista em aviação, Jorge Barros, afirmou que a impressão que muitas pessoas têm de que quando um avião cai, outros acidentes começam a acontecer na sequência é falsa.

— Isso é senso comum. É mais ligada à percepção do indivíduo do que à realidade. E à imprensa também.

Barros explica que muitas vezes pequenos acidentes acontecem e não são noticiados, mas quando um grande acidente ocorre, esses outros começam a ser publicados dando mais força a essa sensação.

— Isso impacta no cidadão de uma maneira muito forte porque ele passa a pensar que realmente está tudo caindo. Mas se você imaginar que no mundo todo tem cerca de 60 mil aviões voando 24 horas por dia, 365 dias por ano e muitos poucos caem, então é muito avião. De modo que quando um avião cai, estatisticamente falando é muito pouco.

 



// matérias relacionadas

Quinta, 07 de junho de 2018

19:00 - OIT diz que reforma trabalhista respeita negociação coletiva de trabalhadores

Quinta, 17 de maio de 2018

17:30 - Cobrança de custa processual só vale em ações após reforma, diz parecer do TST

Sexta, 11 de maio de 2018

11:25 - Após 6 meses de vigência, reforma trabalhista espera regulamentação

Quinta, 10 de maio de 2018

17:19 - Barroso vota para manter dispositivos da reforma trabalhista, mas impõe critérios

Domingo, 06 de maio de 2018

12:10 - Reforma trabalhista só deve valer para ação posterior, decidem juízes

Terça, 24 de abril de 2018

14:19 - Governo estuda decreto sobre trabalho intermitente

09:34 - Governo deixa em segundo plano mudanças na legislação trabalhista

Segunda, 23 de abril de 2018

08:59 - O que muda com o fim da Medida Provisória da reforma trabalhista?

Sábado, 21 de abril de 2018

08:55 - O que muda com o fim da Medida Provisória da reforma trabalhista?

Sexta, 20 de abril de 2018

19:00 - Governo vai editar decreto para regulamentar reforma trabalhista


// leia também

Segunda, 18 de junho de 2018

09:30 - Nova geração chega para governar com todos, diz novo presidente da Colômbia

09:19 - Voo de Dublin a Ibiza desvia de rota por causa de passageiros bêbados

Domingo, 17 de junho de 2018

15:19 - Gol contra a Alemanha causa 'terremoto artificial' na Cidade do México

13:30 - Taxista que atropelou oito pessoas em Moscou diz que dormiu ao volante

13:00 - Papa pede países europeus protejam os forçados a deixar seus países

11:26 - Mais de 600 refugiados desembarcam em Valência

11:09 - Tiroteio termina com suspeito morto e 20 feridos nos EUA

Sábado, 16 de junho de 2018

18:30 - Trump defende lei mais rigorosa na imigração contra gangues e ataca democratas

18:00 - Casos de corrupção expõem autoridades da Espanha e de Portugal

17:30 - Alemanha, França e Itália condenam ex-ministros por irregularidades