WhatsApp Twuitter

Segunda, 16 de abril de 2018, 13h05

bombardeio dos EUA

Ações militares na Síria foram tomadas como último recurso, diz Theresa May


A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, afirmou nesta segunda-feira que as ações militares tomadas na Síria durante o fim de semana foram o último recurso, visto que a opção diplomática não iria funcionar. Na noite de sexta-feira, uma força-tarefa formada por Reino Unido, EUA e França bombardearam a Síria, em resposta a um suposto ataque químico que teria deixado mais de 70 mortos há duas semanas.

Reprodução TV

Em discurso no Parlamento, May citou exemplos de tentativas de resolver os conflitos na Síria por meio de negociações e disse que o regime de Bashar al-Assad não cumpriu a promessa de acabar com as armas químicas. ‘Tivemos que intervir rápido. Exploramos todas as opções diplomáticas‘, disse a premiê.

Ela detalhou, ainda, que os ataques foram direcionados a centros nos quais o regime sírio produz e estoca armas químicas. ‘Foi feita uma análise científica cuidadosa para minimizar os riscos. Não fizemos o ataque porque Trump pediu. Fizemos porque era a coisa certa‘, ressaltou.

May também reforçou que é de interesse nacional coibir o uso de armas químicas, citando o envenenamento do ex-agente duplo Sergei Skripal em solo britânico, ocorrido no começo de março. ‘Não podemos voltar a um mundo onde o uso de armas químicas seja normal‘, disse.

O líder do Partido Trabalhista, Jeremy Corbyn, criticou o fato dos ataques terem sido conduzidos sem discussão no Parlamento e disse que eles são ‘legalmente questionáveis‘.

Na noite de sexta-feira, o presidente dos EUA, Donald Trump, ordenou um bombardeio de precisão a alvos da Síria, uma semana depois de relatos de ONGs da Síria de que um ataque químico a civis na cidade de Douma, reduto rebelde próximo de Damasco, havia sido conduzido pelo regime de Assad. O governo sírio nega envolvimento.



// matérias relacionadas

Sábado, 21 de abril de 2018

12:30 - Rebeldes sírios deixam mais três cidades e governo assume regiões

09:34 - FBI oferece recompensa de US$ 1 mi por jornalista desaparecido na Síria

09:30 - Síria - EUA abandonaram Raqqa após vitória na cidade, dizem moradores

Terça, 17 de abril de 2018

09:09 - Ofensiva na Síria foi resposta necessária a ataque com armas químicas, diz G-7

Segunda, 16 de abril de 2018

10:38 - Ministro russo diz que inspetores não podem acessar a Síria sem permissão da ONU

Domingo, 15 de abril de 2018

15:30 - Ministro do Irã condena ataques de EUA, Reino Unido e França à Síria

14:00 - Após ataques aéreos, Assad lança nova ofensiva contra rebeldes na Síria

10:36 - TV estatal da Síria diz que 5 mil soldados foram enviados a Douma, após ataque

Sábado, 14 de abril de 2018

11:38 - Líderes europeus mostram apoio a ataque contra Síria

10:32 - Presidente sírio promete 'esmagar o terrorismo' após ataque


// leia também

Sábado, 21 de abril de 2018

13:30 - Membro do Hamas é morto na Malásia, um dia após ameaça de Israel

Sexta, 20 de abril de 2018

18:30 - Democratas processam campanha de Trump, seu filho, genro, Rússia e Wikileaks

15:40 - Cambojano mata ex-mulher e transmite seu suicídio no Facebook

15:20 - Anotações de Comey mostram que Trump falou com ele sobre prostitutas russas

09:43 - Kim cede em exigências para se desarmar, diz presidente da Coreia do Sul

Quinta, 19 de abril de 2018

20:00 - Díaz-Canel promete continuidade ao assumir como presidente de Cuba

15:59 - Youtuber chinês pode ir para a prisão por pegadinha com morador de rua

15:22 - Suspeito dos ataques de 11 de setembro é detido na Síria

10:22 - Coreia do Norte busca desnuclearização, diz líder sul-coreano

10:18 - Trump deixa em aberto possibilidade de abandonar reunião com líder norte-coreano