WhatsApp Twuitter

Quarta, 11 de julho de 2018, 15h50

Em Honduras, 90% dos casos de feminicídios não tiveram punição


Em Honduras, 11 mulheres são assassinadas diariamente e 90% dos casos que ocorreram, nos últimos 15 anos, permanecem impunes. A conclusão é do Observatório da Violência da Universidade Nacional Autônoma de Honduras.

Reprodução

O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos Honduras (Acnudh) e a Organização das Nações Unidas para as Mulheres (ONU Mulheres) informam que os esforços das autoridades do país são insuficientes.

A representante da do Alto Comissariado ONU para os Direitos Humanos, Soledad Paz, advertiu que o governo de Honduras pode ser submetido a sanções, caso não adote ações imediatas para conter a violência contra as mulheres.

De acordo com o estudo, feito pela universidade, a cada 18 horas uma mulher é morta em Honduras. Pelo menos 27% das hondurenhas relatam ter sofrido algum tipo de violência durante a vida. Nove em cada dez meninas foram abusadas sexualmente.

O estudo mostra ainda que as mulheres são mais vulneráveis à falta de segurança, aos problemas causados pelo narcotráfico. 



// matérias relacionadas

Segunda, 18 de dezembro de 2017

09:46 - Três semanas após o pleito, presidente de Honduras é declarado reeleito


// leia também

Terça, 17 de julho de 2018

16:07 - Suposto serial killer é preso em Houston após surto de violência

16:01 - Aceito a conclusão a respeito da interferência da Rússia na eleição, diz Trump

12:30 - Política vai definir como será realizada a Copa do Mundo do Catar em 2022

11:38 - Após fim de acordo nuclear, Irã está 'caindo aos pedaços', diz Trump

Segunda, 16 de julho de 2018

17:15 - Russa é presa em Washington acusada de tentar influenciar políticos

12:50 - EUA vai à OMC contra UE, China, Canadá, México e Turquia por retaliação

10:59 - Acidentes durante festejos da Copa do Mundo deixam dois mortos na França

09:02 - Trump culpa 'estupidez americana' por péssima relação com a Rússia

Domingo, 15 de julho de 2018

18:00 - Universidades de Portugal disputam estudantes brasileiros

17:00 - Contra França, PSDB barra até projeto de Alckmin na Assembleia