WhatsApp Twuitter

Sexta, 25 de agosto de 2017, 09h13

Agressão com soco

Arrependido, adolescente de 15 anos diz ter agido por ímpeto ao agredir professora


O adolescente de 15 anos que agrediu a professora Marcia Friggi, de 51 anos, no município de Indaial, em Santa Catarina, disse à polícia que agiu por ímpeto após ter sido tratado de uma forma supostamente desrespeitosa, mas que está arrependido do ato.

A Polícia Civil catarinense encerrou o inquérito nesta quinta-feira, 24, e o Ministério Público deverá decidir que medidas judiciais pedirá contra o jovem. A promotoria deverá pedir a internação dele em alguma unidade socioeducativa do Estado.

Foto: Divulgação/Marcia Friggi/Facebook

Marcia Friggi publicou fotos de hematoma no olho que teria sido resultado da agressão 

O delegado José Klock, que conduziu o inquérito, disse ao Estado, na noite desta quinta, que o caso foi encerrado após ouvir testemunhas nesta tarde. "Elas repetiram as informações da professora, dizendo que estavam na diretoria quando a professora chegou com o aluno. Em ato contínuo, o soco foi desferido", disse.

Nesta quarta, o adolescente havia prestado depoimento. "Ele disse que deu uma coisa ruim nele, que agiu por ímpeto e que havia sido tratado mal quando foi abordado na sala de aula, teria sido ofendido, na versão dele. E quando não conseguiu se expressar na diretoria acabou agredindo a professora".

Klock disse que o adolescente demonstrou arrependimento durante o depoimento e que ele não esperava que o caso atingisse essa repercussão. Como se trata de um menor de idade, não há indiciamento ao final do inquérito, mas indicação de que ele cometeu crime análogo à lesão corporal. "Agora, o Ministério Público que decide qual medida será requisitada", completou o delegado.

O caso ficou conhecido quando Marcia denunciou a agressão nas redes sociais. Conforme o relato, a educadora pediu que o adolescente colocasse o livro utilizado na aula sobre a mesa. Com a negativa do rapaz e uma agressão verbal como resposta, Marcia pediu que ele se retirasse da sala. A agressão física teria ocorrido minutos depois, quando os dois foram até a sala da direção. Marcia publicou fotos que mostram um corte aberto em uma das sobrancelhas, um olho inchado por um hematoma e sangramento no nariz.

Na publicação, a profissional também desabafa sobre agressões verbais anteriores e reclama do desamparo dos governos em relação à profissão. "Estou dilacerada por saber que não sou a única, talvez não seja a última. Estou dilacerada por já ter sofrido agressão verbal, por ver meus colegas sofrerem. Porque me sinto em desamparo, como estão desamparados todos os professores brasileiros. Estamos, há anos, sendo colocados em condição de desamparo pelos governos", afirmou. 



// matérias relacionadas

Domingo, 14 de janeiro de 2018

15:00 - Sobe para 25 número de municípios de Santa Catarina afetados por chuvas

Sexta, 12 de janeiro de 2018

14:21 - Assassinato de professor indígena foi por motivo fútil, diz delegado

Quinta, 11 de janeiro de 2018

17:00 - Santa Catarina registra três mortes após temporais; previsão é de mais chuva

Terça, 09 de janeiro de 2018

14:40 - Garoto morre após explosão de foguete em praia de Santa Catarina

14:13 - Casal é encontrado com vida 36 horas após veículo cair em ribanceira em SC

Quinta, 04 de janeiro de 2018

14:02 - Professor indígena é morto a pauladas em Santa Catarina

Sexta, 24 de novembro de 2017

10:15 - Operação República Velha da PF ataca corrupção eleitoral em SC

Domingo, 05 de novembro de 2017

08:52 - Casal perde guarda da filha de 7 meses com múltiplas fraturas

Sábado, 02 de setembro de 2017

13:15 - Santa Catarina tem onde de ataques; governo culpa facções

09:48 - Ônibus escolar é incendiado em Santa Catarina


// leia também

Terça, 16 de janeiro de 2018

18:00 - CUT e MBL 'disputam' o direito de protestar na Paulista no julgamento de Lula

17:33 - Após 21 dias, família enterra corpos de mãe e filho mortos no Natal

17:30 - Saúde confirma 35 casos de febre amarela no País desde julho, com 20 mortes

16:48 - STF mantém prisão de policiais acusados de chacina em fazenda do Pará

15:21 - PF combate fraudes na importação de equipamentos médicos em 19 Estados e no DF

15:16 - Briga por vacina de febre amarela termina na delegacia no ABC paulista

13:50 - Secretário faz apelo para que população do Rio se vacine contra febre amarela

13:10 - PRF prendeu mais de 10 mil pessoas em 250 dias da Operação Égide

12:30 - Governo antecipa uso de vacina fracionada contra a febre amarela

10:29 - Nova terapia para conter casos de aids no País está restrita a 3 postos públicos