WhatsApp Twuitter

Quinta, 12 de outubro de 2017, 14h07

Morre presidente do sindicato dos agentes penitenciários de SP


O presidente do Sindicato dos Agentes de Segurança Penitenciária do Estado de São Paulo (Sindasp), Daniel Grandolfo, de 37 anos, morreu na madrugada desta quinta-feira, 12, um dia após ter sofrido acidente de carro na Rodovia Assis Chateaubriand (SP-425), em José Bonifácio, interior de São Paulo.

Ele estava internado no Hospital de Base de São José do Rio Preto e não resistiu à gravidade dos ferimentos. Dois diretores do sindicato, José Cícero de Souza, de 54 anos, e Edson Chagas, de 57, morreram no mesmo acidente, na manhã de quarta-feira, 11.

Grandolfo denunciou como ‘um massacre‘ a morte de 23 agentes penitenciários em 2006, durante a onda de violência desencadeada a partir dos presídios pelo Primeiro Comando da Capital (PCC), pois os agentes trabalhavam desarmados.

O líder sindical revelou também uma lista de agentes penitenciários e familiares marcados para morrer pela facção criminosa. No início deste ano, ele denunciou as condições precárias de trabalho dos agentes devido à superlotação das unidades prisionais paulistas.

De acordo com o Sindasp, os líderes sindicais retornavam de viagem a Brasília, onde acompanhavam tramitação de emenda constitucional que equipara direitos funcionais dos agentes penitenciários ao de policiais civis e militares, possibilitando que façam, por exemplo, a escolta de presos. Na rodovia, o carro em que estavam colidiu com um caminhão carregado de tijolos. Os diretores José Cícero e Edson morreram na hora. Grandolfo foi levado gravemente ferido para o hospital de José Bonifácio e transferido para o HB de Rio Preto, onde faleceu.

As causas do acidente ainda são apuradas. Grandolfo e os outros diretores atuavam em penitenciárias da região de Presidente Prudente.

José Cícero será sepultado às 14 horas desta quinta-feira em Álvares Machado. Edson será enterrado em São Paulo, onde reside a família. O corpo de Grandolfo será velado a partir das 15 horas na Casa de Velório Athia, em Presidente Prudente.

O presidente do Sindicato dos Policiais Civis da Região de Presidente Prudente (Sipol), Fábio Morrone, divulgou nota lamentando as mortes. ‘Três guerreiros se foram, e na batalha. Nossa eterna admiração e respeito‘, diz a nota.



// matérias relacionadas

Quarta, 20 de junho de 2018

09:33 - Mãe denuncia suspeito de matar mulher e duas filhas é preso em São Vicente

Quinta, 14 de junho de 2018

19:00 - Polícia indicia quatro por morte de jovem após cheque elétrico em SP

11:02 - Prefeito é preso por depositar lixo em aterro interditado no interior paulista

09:24 - Megaoperação deve frear avanço do PCC nos estados, diz promotor

Quarta, 13 de junho de 2018

17:29 - Homem mata funcionária do hospital das Clínicas a facadas

Terça, 12 de junho de 2018

17:23 - Ciclista morre após ser atropelado por motorista bêbado na zona sul de SP

13:18 - Polícia de SP prende suspeito de cometer latrocínio em padaria no Morumbi

Domingo, 10 de junho de 2018

16:00 - Risco de erosão é alto em 51% do litoral de SP

15:00 - Rapper que perdeu o emprego dribla seguranças para se apresentar no metrô

11:17 - Manifesto prevê bairros submersos no litoral paulista


// leia também

Quarta, 20 de junho de 2018

09:11 - Pai da menina Vitória confirma briga política depois de disputar eleição

Terça, 19 de junho de 2018

14:32 - Governo federal reconhece situação de emergência em 184 cidades

14:05 - ProUni oferece 174 mil vagas; inscrições começam dia 26

13:00 - PF apreende 1,5 tonelada de cocaína no Porto de Salvador

10:46 - Chacina deixa sete mortos em Viamão, no RS

10:17 - Universidades federais têm menos de 1% de intercambistas estrangeiros

09:20 - Raiva humana já deixou pelo menos 12 mortos no PA; São Paulo está em alerta

Segunda, 18 de junho de 2018

18:43 - Conselheiro do TCE nega ligação com morte de Marielle

17:45 - Inscrições para prêmio mundial em educação estão abertas

16:57 - PF apreende droga dentro de páginas de catálogo de moda