WhatsApp Twuitter

Quinta, 12 de outubro de 2017, 14h54

PMs são presos por guardar armas, bombas e drogas em UPP


O comandante da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Caju, major Alexandre Frugoni, e outros três policiais da unidade foram presos na quarta-feira, 11, depois que a Corregedoria da Polícia Militar descobriu, numa varredura na base, armas com numeração raspada, bombas de efeito moral, maconha e cocaína.

A PM não divulgou o que eles fariam com o material, mas existe a suspeita de que usariam para forjar flagrantes de pessoas mortas por eles, incriminando-as. As investigações são da Corregedoria da PM e da Auditoria Militar e foram abertas para apurar desvio de armas da polícia.

Na operação, foram encontrados no armário do major na UPP uma pistola Glock com a numeração raspada (o que é ilegal), quatro carregadores, nove carregadores de fuzil, bombas de gás, 261 munições de pistola calibre 40, 56 de 9mm e 1110 munições de fuzil.

No armário de um outro policial, não identificado, havia 97 munições de fuzil, 158 pinos de cocaína, 20 tabletes de maconha e uma pistola calibre 380, também com a numeração raspada. No telhado do alojamento da UPP, cães farejaram 67 pinos de cocaína e 11 tabletes de maconha que estavam escondidos.

O material está sendo periciado pelo Centro de Criminalística da PM. Também PM, a mulher do comandante, a major Paula Andresa Frugoni, foi autuada por ter tentando esconder o material dentro de casa.

As equipes da Corregedoria, da Coordenadoria de Inteligência (CI) e do Ministério Público Militar cumpriram 23 mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça Militar, inclusive nas residências de suspeitos.

O comandante Frugoni vai responder por porte de arma ilegal de uso restrito e os três praças, por posse de drogas e favorecimento. Todos foram conduzidos para a unidade prisional da Polícia Militar, em Niterói.

A UPP do Caju foi inaugurada em 2013 e tem efetivo de cerca de 350 policiais. Sua área abrange doze favelas comunidades da zona portuária do Rio, onde vivem 16 mil pessoas.



// matérias relacionadas

Domingo, 10 de dezembro de 2017

17:00 - Soldado é o 126º PM morto no Rio este ano

Quarta, 06 de dezembro de 2017

14:44 - Secretário vai pedir a transferência de Rogério 157 para presídio federal

Terça, 05 de dezembro de 2017

14:31 - Policial civil é atingido em helicóptero durante ação no Complexo da Maré

Segunda, 04 de dezembro de 2017

20:00 - Maia deve autorizar amanhã criação de comissão especial da PEC que restringe foro

14:32 - Menino de 10 anos morre após ser baleado no Juramento, no Rio

14:09 - Grávida baleada no Alemão perde o bebê e está em estado grave

Sábado, 02 de dezembro de 2017

13:30 - Advogado é assassinado a tiros em Bangu, zona oeste do Rio

Sexta, 01 de dezembro de 2017

20:24 - Gilmar Mendes manda soltar empresário Jacob Barata pela 3ª vez

Quinta, 30 de novembro de 2017

22:38 - Presidente do PR é transferido para Cadeia Pública em Benfica, no Rio

22:12 - TRF2 manda soltar ex-secretário da Casa Civil de Cabral


// leia também

Quarta, 13 de dezembro de 2017

20:00 - São Paulo registra 501 mortes de macacos por febre amarela

15:42 - Chuva de meteoros Gemínidas chegará ao ápice nesta madrugada

15:33 - Chacina deixa seis mortos e quatro feridos durante partida de futebol em Manaus

14:30 - Doces e balas acabam e Papai Noel é apedrejado por crianças em SP

09:15 - Quase 65 pais são presos por dia por deixar de pagar pensão alimentícia

08:53 - Anvisa libera serviço de vacinação em farmácias de todo o país

Terça, 12 de dezembro de 2017

19:00 - Rio pode rever pedido de transferência de Rogério 157 se houver delação premiada

17:45 - Carros do aplicativo 99 irão distribuir perfumes e cupons da Natura

14:20 - Polícia indicia 14 por morte de menina que esperou 15h por atendimento em SC

14:12 - Inscrições no Sisu começam no dia 29 de janeiro