WhatsApp Twuitter

Quinta, 11 de janeiro de 2018, 17h30

Presidente da Riotur diz ser 'radicalmente contra' blocos de rua não oficiais


O presidente da Empresa de Turismo do Município do Rio de Janeiro (Riotur), Marcelo Alves, apresentou hoje (11) a programação da cidade do Rio de Janeiro para o carnaval de 2018 e disse que os blocos não oficiais serão notificados pela prefeitura.

A programação oficial prevê 600 desfiles de 464 blocos de rua, que deverão respeitar o tempo máximo de seis horas de cortejo e terminar antes das 22h. Sobre blocos não oficiais, Alves disse que haverá rigor na fiscalização e chamou os grupos de ‘ilegais‘.

‘Isso para nós é um problema sério. Queremos, sim, rigor‘, afirmou. ‘A gente não gera estrutura, a gente não gera logística para que aquele bloco e os foliões tenham segurança. Então, sou radicalmente contra. A manifestação pode acontecer, mas tem que ser legal‘, acrescentou.

O presidente da Riotur pediu que os blocos ainda não cadastrados enviem informações à prefeitura e explicou que ‘rigor é fazer com que pelo menos os responsáveis pelos blocos sejam notificados‘.

Sobre a possibilidade de a Guarda Municipal reprimir esses blocos, Alves disse que não haverá repressão aos grupos. ‘Repressão, eu não digo, mas vai ser notificado. Cada vez mais, através do nosso projeto que foi apresentado, Rio Mais Legal, não permitiremos nada que for ilegal. A dimensão do carnaval da cidade não permite‘.

Megablocos

Este ano, blocos de rua que reúnem mais de 200 mil pessoas, os chamados megablocos, não poderão desfilar pela orla de Copacabana, Ipanema e Leblon, apenas no centro da cidade. A restrição, no entanto, não inclui blocos tradicionais dos bairros da zona sul, como o Simpatia é Quase Amor e a Banda de Ipanema, que reúnem multidões na Orla de Ipanema.

Na Barra da Tijuca, a prefeitura vai retirar grandes blocos da Praia do Pepê, por considerar que os desfiles de 2017 causaram problemas na região. Esses blocos serão transferidos para o centro da cidade ou para a Arena Carnaval Rio 2018, construída no Parque dos Atletas pelos patrocinadores do carnaval do Rio.

A arena é uma aposta da prefeitura para movimentar mais o carnaval na Barra da Tijuca e aumentar a ocupação dos hotéis do bairro. O espaço terá lotação de 40 mil pessoas, com entrada franca. No palco, haverá apresentações de blocos famosos como o Cordão da Bola Preta e o Bangalafumenga, além de escolas de samba e cantores.

Um palco focado em atrações infantis e para famílias será montado no Boulevard Olímpico e terá apresentações de blocos como o Gigantes da Lira, que reúne crianças todos os anos em Laranjeiras, na zona sul. Outros 16 palcos serão montados em diferentes pontos da cidade e terão bailes populares. 



// matérias relacionadas

Quarta, 17 de janeiro de 2018

14:52 - Grávida baleada na cabeça está lúcida; bebê continua em estado grave

Domingo, 14 de janeiro de 2018

16:30 - Policial do Bope morre atropelado após acidente em via expressa do Rio

12:30 - Homem é preso com carro roubado transportando maconha no Norte Fluminense

Sexta, 12 de janeiro de 2018

17:25 - Delegado é encontrado morto a tiros na zona norte do Rio

Quinta, 11 de janeiro de 2018

21:30 - Vírus causou morte de golfinhos no Rio de Janeiro

Quarta, 10 de janeiro de 2018

20:37 - Justiça aceita mais 3 denúncias contra ex-governador Sérgio Cabral

19:00 - Lei multa em até R$ 658 mil propagandas sexistas e misóginas no Rio

Segunda, 08 de janeiro de 2018

17:30 - Rio acumula em 12 horas 30% da média mensal de chuva para janeiro

17:00 - Favela do Vidigal tem surto de hepatite A

Sábado, 06 de janeiro de 2018

16:00 - Morre terceiro policial militar no Rio em 2018


// leia também

Quinta, 18 de janeiro de 2018

20:30 - Governo de SP antecipa mais uma vez campanha de vacinação

20:00 - Anistia Internacional defende ações para conter violência policial

19:00 - Rio antecipa fracionamento da vacina contra febre amarela para 25 de janeiro

18:33 - Temporal desabriga famílias e causa estragos em São Luiz do Paraitinga

18:00 - Macaco achado morto causa alerta de febre amarela em São Sebastião

16:30 - Empresário que incriminou ex-gerente da Transpetro é assassinado

13:27 - MEC antecipa data do Sisu; inscrições começam dia 23

13:10 - Presidente da Empresa Mineira de Comunicação morre vítima de febre amarela

11:28 - Traficante Rogério 157 irá para presídio federal em Rondônia

11:23 - Mesmo sem caso de febre amarela, Ceará tem filas por vacinação