WhatsApp Twuitter

Domingo, 15 de abril de 2018, 10h44

Brasil

Justiça manda prefeitura devolver documentos e objetos de morador de rua


A Prefeitura de São Paulo terá que devolver os bens de um morador de rua que teve os pertences confiscados pela Guarda Civil Municipal no final do ano passado. O homem é catador de materiais recicláveis. Em uma ’ação de zeladoria urbana’ na Praça do Patriarca, coração da metrópole, agentes da Guarda tomaram os objetos do morador de rua.

A decisão judicial que mandou a Prefeitura restituir os bens acolhe ação da Defensoria Pública da capital.

‘A própria legislação municipal reconhece que é vedada a subtração dos bens de população em situação de rua. Ainda, nos termos da legislação civil, presume-se que o possuidor é proprietário de coisas móveis não sujeitas a registro‘, escreveu o relator Juiz José Gomes Jardim Neto.

Divulgação

Justiça manda prefeitura devolver documentos e objetos de morador de rua

O homem teve documentos, roupas, medicamentos e um carrinho, seu instrumento de trabalho, levados durante a ação policial. Ele chegou a subir no caminhão da prefeitura para reaver seus bens, mas os guardas civis o algemaram e o levaram para a delegacia. A ação foi registrada em vídeo por uma testemunha.

‘Ele teve bens pessoais e instrumentos de trabalho apreendidos, não recebeu qualquer notificação ou contra-lacre, e não foi informado para onde seus bens seriam encaminhados ou como ele poderia recuperá-los‘, sustentam os Defensores Públicos Carlos Weis, Rafael Lessa Vieira de Sá Menezes e Davi Quintanilha Failde de Azevedo.

Após ter o pedido negado em primeira instância, a 2ª Turma Recursal Central da Capital analisou o agravo e determinou por unanimidade a devolução dos pertences em um prazo de 5 dias úteis.

‘Os bens apreendidos são de uso pessoal e também instrumento de trabalho, o que mostra o perigo de dano‘, reconheceu na decisão o relator Jardim Neto. ‘Caso a apreensão dos bens não tenha sido documentada e registrada, a entrega deverá ser feita mediante declaração do agravante, sob as penas da Lei, de que os bens são seus, e ainda com termo de entrega dos bens devidamente individualizados.‘

COM A PALAVRA, A PREFEITURA

‘A Secretaria Municipal de Segurança Urbana (SMSU) não foi notificada.‘
‘Vale lembrar que todos os trabalhos devem seguir os Decretos 57.069 e 57.581. Denúncias podem ser encaminhadas à Ouvidoria da Prefeitura ou à Corregedoria da Guarda Civil Metropolitana.‘ 



// matérias relacionadas

Domingo, 24 de junho de 2018

09:19 - Menino de 7 anos morre ao ser cortado por linha de pipa com cerol em Santos

Quarta, 20 de junho de 2018

09:33 - Mãe denuncia suspeito de matar mulher e duas filhas é preso em São Vicente

Quinta, 14 de junho de 2018

19:00 - Polícia indicia quatro por morte de jovem após cheque elétrico em SP

11:02 - Prefeito é preso por depositar lixo em aterro interditado no interior paulista

09:24 - Megaoperação deve frear avanço do PCC nos estados, diz promotor

Quarta, 13 de junho de 2018

17:29 - Homem mata funcionária do hospital das Clínicas a facadas

Terça, 12 de junho de 2018

17:23 - Ciclista morre após ser atropelado por motorista bêbado na zona sul de SP

13:18 - Polícia de SP prende suspeito de cometer latrocínio em padaria no Morumbi

Domingo, 10 de junho de 2018

16:00 - Risco de erosão é alto em 51% do litoral de SP

15:00 - Rapper que perdeu o emprego dribla seguranças para se apresentar no metrô


// leia também

Domingo, 24 de junho de 2018

18:00 - Como comprar pacotes em site de viagens sem ter problemas

17:30 - Avançam testes de nova terapia contra enfisema pulmonar

16:30 - Justiça obriga plano de saúde a autorizar cirurgia de redução de mamas

08:43 - Faxineira brasileira faz 'revolução' na vida e vira palestrante nos EUA

Sábado, 23 de junho de 2018

17:30 - Tiroteio entre facções rivais termina com um morto e um ferido em favela do Rio

12:05 - Secretaria faz alerta sobre sarampo na Copa da Rússia

09:21 - Risco de novo surto de zika ameaça 80 cidades de Pernambuco

Sexta, 22 de junho de 2018

19:52 - Greenpeace assume ter deixado mala com alarme em comissão da Câmara

19:41 - ONU Mulheres condena assédio promovido por brasileiros na Rússia

18:41 - MEC quer adiar ampliação do tempo de formação de professor